Marvel Super Hero SquadRETRAIR FICHA

Marvel Super Hero Squad

Voltado ao público infantil, aventura multiplayer com os heróis da Marvel de combates em arenas.

  1. Desenvolvedora: Blue Tongue
  2. Lançamento: 20/10/2009
  3. Distribuidora: THQ
  4. Suporte: Multiplayer
  5. Gênero: Ação
7 Bom
28/10/2009

Análise: Marvel Super Hero Squad

OTAVIO MOULIN
Colaboração para o UOL
A Marvel está cada vez mais presente no universo pop, com filmes, games, desenhos animados e uma infinidade de produtos relacionados a seus já míticos personagens. Depois de sucessos recentes como "X-Men Origins: Wolverine" e "Marvel Ultimate Alliance 2", a chamada "Casa das Idéias" volta a emprestar seus heróis e vilões para outro jogo, desta vez com o intuito de conquistar os consumidores mais jovens.

"Marvel Super Hero Squad" vem com esta proposta e acompanha a estética da linha de brinquedos homônima que também rendeu uma série de animação. Aqui os personagens aparecem miniaturizados, mais caricatos, em tramas que misturam elementos do quadrinhos com muito humor.

Heróis de brinquedo

Heróis ganham versão infantil
Há espaço para figurões como Wolverine, Thor, Capitão América, Hulk, Surfista Prateado, Homem-Aranha e Coisa assim como vilões consagrados como Magneto, Dentes de Sabre, Abominável e o Doutor Destino. Todos se encontram em um jogo de funcionamento simples, uma aventura de pancadaria que segue o enredo dos desenhos e conta com dois modos principais: uma campanha com história que por vezes lembra a série LEGO, como "LEGO Batman", e um modo de batalha muito parecido com "Smash Bros", em que se torna necessário tirar a energia do inimigo ou nocauteá-lo para fora do ringue para vencer.

Os comandos são bem reduzidos, com dois ataques primários e o obrigatório botão de pulo. É possível desferir pequenos combos e golpes finalizadores, assim como interagir com elementos do cenário ou destruir objetos, como tanques e canhões. Nada mais orgânico (e batido) do que andar, bater em inimigos e apertar alguns botões para abrir portas até chegar ao vilão da fase. Melhor ainda é chamar um amigo para curtir junto, uma vez que há suporte para dois jogadores simultâneos.

Como se trata de um jogo voltado para um público mais jovem, é compreensível a abordagem simplista. Só que nem tudo é perfeitamente ajustado para uma faixa etária mais baixa, como as indicações do que fazer e como funciona o sistema de golpes finais. Não há marcadores na tela que digam qual é o objetivo do momento ou qual a melhor hora de usar um poder; geralmente tudo fica a cargo de uma narração ou de movimentos bruscos de câmera, que podem passar facilmente despercebidos pelas crianças (ainda mais que os diálogos são todos em inglês).

A apresentação do jogo é bem eficaz, com gráficos simples, mas com um colorido forte e ótimos modelos de personagens. Os heróis e vilões da Marvel obviamente são o grande chamariz e o design sabe valorizar bem isto, com ilustrações em todos os menus e vários trechos em vídeos estrelados pelos ícones da editora. Há também a música oficial do desenho e muitas falas dubladas, que enriquecem a narrativa e aumentam a sensação de participar de um episódio da série.
  • http://jogos.uol.com.br/playstation2/analises/marvel-super-hero-squad.htm
  • Leia a análise de 'Marvel Super Hero Squad'
  • 24/10/2014
  • PlayStation 2 - UOL Jogos
  • UOL Jogos
  • @UOLJogos
  • 1

TOP 5 DOS USUÁRIOS DO FACEBOOK

Últimos Comentários