THQ desenvolvia "UFC Undisputed 4" antes de vender os direitos à EA

do Gamehall

Antes de vender os direitos da marca UFC à EA, a THQ estava desenvolvendo o quarto jogo da série "UFC Undisputed".

De acordo com um relatório fiscal destinado a investidores, a THQ afirma que a série teve uma queda em vendas anual desde seu primeiro lançamento, em 2009 e, por conta disso, cancelou o desenvolvimento de "UFC Undisputed 4" para vender os direitos à EA.

Por fim, a produtora assegura que a demissão em massa de seu estúdio de San Diego pode enxugar a sua folha de pagamento em mais de US$ 1,1 milhão, assim como uma redução de custos de instalação em US$ 1,3 milhão e US$ 500 mil relacionados a "ativos a longo prazo".

Nem a THQ, nem a EA declararam o valor pago pela troca de responsável pelo licenciamento do UFC.

VEJA COMO FOI O ANÚNCIO DA PARCERIA ENTRE A EA E UFC

Octógono virtual

Até 2011, os jogos do UFC pertenciam à produtora THQ. O mais recente, "UFC Undisputed 3", foi lançado para PS3 e Xbox 360 e trazia o campeão Anderson "Spider" Silva na capa.

"UFC Undisputed" é uma série de sucesso, sendo que o primeiro jogo teve saída de 3,5 milhões de cópias e o segundo de 2,6 milhões de unidades.

O terceiro game traz uma lista de 150 atletas, incluindo lutadores das divisões penas e leves. Ainda, prevê dois modos de controle, um simples e outro completo. "UFC Undisputed 3" tem um novo sistema de submissão e meios inéditos de terminar uma luta.

Além disso, traz o modo Pride, com as regras do campeonato japonês de MMA, que agora pertence ao UFC. Nessa modalidade é permitido chutes na cabeça do oponente mesmo que ele esteja no chão.

UFC Undisputed 3
UFC Undisputed 3
#dev_albumEmbed015('tagalbum','52310+AND+16800')

ASSISTA A VIDEOANÁLISE DE "UFC UNDISPUTED 3"

UOL Cursos Online

Todos os cursos