"Final Fantasy XI" é o game mais lucrativo da série

do Gamehall

Nem "Final Fantasy III" (o "VI" na sequência correta), nem "Final Fantasy VII". Durante o evento VanaFest 2012, realizado no Japão nos dias 23 e 24 de junho, Yoichi Wada, diretor executivo da Square Enix, revelou que o game mais lucrativo da série é "Final Fantasy XI".

"Olhando pelo lado do lucro, ele ['Final Fantasy XI'] está no topo da lista de todos os games anteriores [da série] 'Final Fantasy'", explicou Wada.

No evento, também foi dito que o game vai receber um novo pacote de conteúdo em 2013, e que a soma do tempo de jogo de todas as pessoas que habitam o universo de "Final Fantasy XI" atualmente resulta em mais de 200 mil anos.

Final Fantasy XI
Final Fantasy XI
#dev_albumEmbed015('tagalbum','39546+AND+16715')

Desbravando um novo mundo

"Final Fantasy XI" é ambientado no mundo de Vana'Diel, um lugar onde raças diferentes coexistem em meio à magia e tecnologia. Os habitantes desse lugar estão envolvidos em uma batalha contra um "Mal Ressuscitado" e a coleção de cristais para impedir um grande desastre.

O game conta com algumas raças para escolher e utiliza o mesmo 'Job System' de "Final Fantasy Tactics" e "Final Fantasy V", em que cada personagem pode escolher uma profissão e treinar seus segredos únicos. Você pode, por exemplo, transformar seu personagem em lutador e aprender poderosos golpes, para depois mudá-lo para mago branco e adquirir conhecimentos em magias de cura sem perder os poderes já aprendidos.

Os famosos Chocobos fazem parte do jogo, e podem não apenas servir de montaria, mas também ajudar a encontrar itens enterrados. As aves ainda participam de corridas, que rendem pontos para a troca de itens que ajudam na criação do animal.

"Final Fantasy XI" está disponível em versões para PlayStation 2, PC e Xbox 360.

CHOCOBOS ESTÃO EM COMERCIAL DE "FINAL FANTASY XI"

UOL Cursos Online

Todos os cursos