19/08/2013 - 14h02

Jogamos: "PES 2014" mostra potencial, mas precisa corrigir erros

Claudio Prandoni
Do UOL, em São Paulo

Não poderia ser diferente: o duelo entre "FIFA" e "PES" neste ano promete, mais uma vez, ser um dos mais acirrados no mundo dos games.

Enquanto "FIFA 14" continua afinando detalhes em sua aclamada mecânica, "PES 2014" vai para o tudo ou nada com uma nova engine que turbina gráficos e simulação de física.

Depois de testar - e não curtir muito - uma demonstração do jogo na E3 2013, tivemos oportunidade de jogar uma versão mais avançada do game, com 75% do desenvolvimento completo.

As mudanças empolgam e mostram potencial o bastante para superar "PES 2013" e manter fãs fiéis à série, mas ainda falta muito polimento para o jogo emplacar mesmo.

Mais bonito e estratégico

"PES 2014" está mais lento em relação ao antecessor, o que deixa o jogo mais estratégico e favorece o novo sistema de dribles, que usa combinações das duas alavancas analógicas do controle.

A alavanca da direita direciona o movimento do corpo do atleta, enquanto a da esquerda define a direção da bola. Confuso no começo, o esquema fica mais intuitivo após certo treino.

Outra diferença gritante no visual está na qualidade das animações e gráficos, notavelmente superior. Os movimentos dos jogadores são mais fluidos e suaves, enquanto detalhes como as camisetas e calções balançando e dobrando aproximam "PES 2014" da simulação realista que procura apresentar.

CONHEÇA AS NOVIDADES DE "PES 2014"

  •  

Acertos e tropeços

Além do novo esquema de dribles, "PES 2014" promove também ajustes nos chutes e passes. As mudanças nos arremates são sutis, mas inspiram mais confiança e controle, percorrendo uma trajetória que parece mais de acordo com a realidade.

Já o passe é um fundamento que precisar ser melhor trabalhado pela equipe de desenvolvimento. Assim como na demo da E3, a bola parecia 'pegar fogo' nos pés dos jogadores em alguns momentos, escapando sem muitos motivos.

"PES 2014" sai em 24 de setembro de 2013 para PC, PlayStation 3, Xbox 360 e PSP. O preço ainda não foi definido.

Descontada a parcela de minha possível falta de habilidade, há também de se levar em conta que agora os jogadores protegem a bola com mais disposição, usando os braços para afastar o adversário.

De qualquer maneira, há espaço para melhorar: às vezes ainda é difícil ter noção exata de quando o atleta recebeu o passe e já está no comando. Em muitos momentos parecia que a bola estava simplesmente solta demais.

Pro Evolution Soccer 2014
Pro Evolution Soccer 2014

Outro elemento aprimorar são as jogadas pré-definidas, tanto no ataque quanto defesa. Em "PES 2014" é possível definir três 'jogadas ensaiadas' de acordo com áreas diferentes do campo e ativá-las quando um cursor aparecer na tela. A ideia é boa, mas nem sempre o resultado é claro em campo, deixando dúvidas se funciona mesmo.

Por sua vez, o setor defensivo ainda carece de inteligência artificial limitada. Goleiros continuam um bocado obtusos, com respostas lentas aos ataques, enquanto zagueiros ainda teimam em sair jogadas e zanzar meio sem rumo pelo gramado.

Expectativa

Será que "PES 2014" ameaça a coroa da série "FIFA" como simulador mais completo e realista da atualidade? Muito difícil.

Ainda assim, há novidades o bastante para garantir que muitos daqueles que já são fãs da franquia continuem fiéis à Konami. Para isso, é preciso trabalhar firme para corrigir os pequenos erros e apresentar melhor os novos comandos e estratégias do game.

VEJA OS BASTIDORES DA DUBLAGEM DO JOGO

  •  

Tags Pro Evolution Soccer 2014 , PS3 , X360 , PC , PSP , Futebol , Esporte

  • http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2013/08/19/pes-2014-mostra-potencial-mas-precisa-corrigir-erros-testamos.htm
  • Jogamos: "PES 2014" mostra potencial, mas precisa corrigir erros
  • 02/09/2014
  • UOL Jogos - Notícias
  • UOL Jogos
  • @UOLJogos #UOL
  • 1

Veja mais

Últimos Comentários