Topo

Jogos

Análises

SEGA Superstars Tennis

01/04/2008 18h01

A Sega é uma das empresas mais tradicionais da indústria do videogame e, durante o período em que foi fabricante de consoles, se tornou também uma das mais cultuadas. Como, entre outras coisas, é uma grande especialista em jogos rápidos, ao estilo arcade, principalmente os esportivos, ela resolveu com este "Sega Superstars Tennis" criar algo para matar dois coelhos numa só tacada: conquistar novos fãs com um jogo casual e, ainda, reunir velhos admiradores com inúmeras referências a seus clássicos. Pena que somente tenha se saído bem nesta última parte.

Reunião histórica

A desculpa para reunir todo o pessoal é um torneio de tênis, que ocorre em cenários de vários clássicos da empresa. Dentro do básico, naquilo que se espera de um jogo de esporte, há apenas o modo para partidas simples, sozinho ou em duplas, e um torneio curto. Nada de história ou carreira, o que é um tanto decepcionante. Fora isto, há os modos Superstars e Games - este último, uma reciclagem de algumas partes que deram mais certo dentro do primeiro, que será explicado agora.

Minigame de "Sonic the Hedgehog"
"Superstars" funciona como uma grande coleção de minigames, dividida por áreas temáticas, de acordo com cada jogo da Sega. Na Curien Mansion, por exemplo, cenário de "House of the Dead", você terá que usar a raquete para rebater as bolinhas em zumbis e cumprir uma série de eventos com objetivos pré-determinados. Infelizmente nem todos os locais são tão divertidos, como o cenário de "Jet Set Radio", que conta com idéias pouco inspiradas, como a de colecionar latas de spray enquanto desvia de uma multidão. As áreas têm seus altos e baixos, com alguns desafios bem divertidos e outros nem tanto, mas que com certeza envelhecem muito rápido e perdem logo o sabor de novidade.

O elenco inicial é composto por Sonic, Tails e Dr. Eggman da franquia "Sonic"; Amigo, de "Samba de Amigo"; Beat, de "Jet Set Radio"; Ulala, de "Space Channel 5"; Aiai, de "Super Monkey Ball" e NiGHTS. Ao progredir no modo "Superstars" você consegue habilitar Shadow e Amy Rose, também da franquia "Sonic"; Reala, de "NiGHTS"; Pudding, de "Space Channel 5"; Meemee, de "Super Monkey Ball"; Gum, de "Jet Set Radio", dentre outros personagens nostálgicos da Sega. Ver toda esta turma reunida em torno de referências a outros jogos como "Space Harrier" e "Out Run" é, no fim das contas, uma experiência mais consistente e satisfatória do que a seleção de minigames ou mesmo a mecânica do jogo.

Diferenças técnicas

Coleção de personagens
Em geral, "Sega Superstars Tennis" tem visuais coloridos e vibrantes, com o tom cartunesco que se espera de um título para todas as idades, inspirado em mascotes de videogames. A versão para Wii não fica para trás e tem suporte para modo widescreen e a scan progressivo (480p). As três versões também contam com alguns momentos de lentidão e quedas na taxa de quadros que soam estranhas, principalmente por se tratar de um jogo de tênis que não pede muitos recursos - mas ver e ouvir estas partidas geralmente são experiências agradáveis e divertidas.

Os controles nas versões de Xbox 360 e Playstation 3 requerem basicamente dois botões de ação, que se revezam para jogadas mais complexas. Demora um pouco se acostumar com o tempo dos comandos e das características de cada personagem, algo bem diferente do que acontece, por exemplo, com o esquema de controles e a mecânica de "Virtua Tennis 3", da mesma Sega. Mas não chega a ser algo negativo, é apenas diferente e requer mais paciência do que se espera de um jogo casual.

O caso do Wii é ainda mais curioso - ele conta com três sistemas de controles, um com a combinação do Nunchuck e o Wii Remote e outras duas somente com o último, em duas posições diferentes. Embora a primeira seja infinitamente mais natural e divertida, ela é incômoda pelo fato do jogo pedir para que o Nunchuck seja retirado em determinados eventos do modo "Superstars" e depois recolocado, em uma estranha opção de design.
No lado online, o Wii foi completamente esquecido, o que limita bastante a vida útil do jogo. No Playstation 3 e no Xbox 360, há opções para partidas e minigames para até quatro jogadores, que rodaram de maneira satisfatória em nossos testes.

Nota: 6 (Razoável)