Topo

Jogos

Análises

Naruto: Ultimate Ninja Storm

18/11/2008 17h45

Gaara finaliza
Antigamente jogos baseados em animes e mangás eram restritos ao mercado japonês e, na maioria das vezes, não faziam muita falta diante de sua péssima qualidade. Com a popularização de tais mídias no ocidente, principalmente depois da difusão do DVD e da internet, tais produtos chegaram por aqui com uma melhoria considerável - basta comparar os derivativos jogos de luta da série "Dragon Ball Z" da era 16 bits com os exemplares mais recentes, bem mais interessantes e polidos.

Com "Naruto", este padrão continua. Embora seja uma série bem mais recente, o padrão de qualidade aumenta a cada lançamento, e o ninja laranja já conta com alguns games bem impressionantes. Este "Ultimate Ninja STORM", exclusivo para Playstation 3, segue com tal ritmo, apresentando uma aventura exploratória intercalada por bons momentos de luta, que reproduzem fielmente os momentos iniciais da série.

Combate acessível

Orochimaru enfrenta Tsunade
Oficialmente, "Naruto: Ultimate Ninja STORM" é vendido como um jogo de luta tradicional, o que não é muito preciso. Há sim um grande foco nas batalhas, principalmente no modo Free Battle, que funciona como um jogo do estilo. Você escolhe o lutador entre 25 personagens, além de 10 outros que atuam como suporte e entram em combate contra um amigo ou contra o computador - o jogo, infelizmente, não tem suporte para partidas online.

Na arena, a movimentação é totalmente tridimensional e você parte para ataques simples, que requerem apenas um botão para desferir combos, ou ataques à distância com shurikens, por exemplo. Há ainda um toque para aumentar seu Chakra, desvios e defesas, além de golpes em conjunto com o personagem auxiliar, mas tudo executado de maneira curta e grossa, em combates muito rápidos.

São lutas que não requerem muita técnica para atrair os jogadores casuais, o que é bom para chamar a atenção dos fãs da franquia, mesmo aqueles que não têm muita aptidão para jogos de briga. Ainda assim, veteranos no estilo encontrarão bons desafios, uma vez que há algumas partidas avançadas que se mostram bastante complicadas, pedindo reflexos ágeis na hora de defender ataques inimigos e contra-atacar com os golpes especiais. É, em geral, uma experiência bastante equilibrada para uma mecânica tão simples.

"GTA" ninja

Ainda que o modo de luta direta seja bastante divertido, não seria suficiente para manter o interesse do jogador por muito tempo, diante da competição com jogos no estilo bem mais complexos como "Virtua Fighter 5" ou "Soulcalibur IV". Então, para compensar, foi desenvolvido o modo Ultimate Mission, que funciona mais ou menos como "Grand Theft Auto", em que Naruto vaga por um cenário aberto na Vila da Folha Oculta, em busca de missões a completar.

Embate entre rivais
Você conversa com vários personagens, que dão pistas sobre novos objetivos ou simplesmente lhe passam tarefas a cumprir, como enfrentar bandidos, participar de minigames ou colecionar itens. Há muita coisa para ser explorada no local, com dinheiro a ser acumulado para habilitar ainda mais extras escondidos, o que garante uma vida útil bem longa ao jogo, mesmo sem modo online.

E a apresentação do jogo torna esta exploração bem agradável, ainda que você tenha que amargar uma instalação de cerca de dez minutos e ter que esperar por algumas telas de carregamento bem inconvenientes. Mas, no fim, compensa. "Naruto: Ultimate Ninja STORM" é tão bonito quanto o anime de verdade e, na maioria das vezes, você tem a impressão de controlar um verdadeiro desenho animado, sem problemas técnicos notáveis. Para fãs, isto talvez já seria suficiente, mas mesmo aqueles que não conhecem bem a franquia podem ficar impressionados com a pureza dos gráficos, as cores dos cenários e os lindíssimos efeitos dos poderes dos heróis.

Nota: 8 (Ótimo)