Topo

Jogos

Análises


Evasive Space

05/03/2009 14h02

Ação e explosões no espaço sideral
Enquanto trabalhava em seu grande projeto para Wii, o jogo de ação "The Conduit", e buscava um distribuidor, a High Voltage Software resolveu lançar jogos menores, para o chamado público casual, para demonstrar o poder de suas ferramentas de desenvolvimento e a criatividade de seus designers.

Um desses produtos é "Evasive Space", um game distribuído por download através da plataforma WiiWare da Nintendo, que ganhou a afeição do selo Akinai Games, da veterana Yuke's.

Apontando o caminho

A princípio "Evasive Space" lembra jogos simples de nave, muito comuns na webgames para navegadores. O objetivo aqui é guiar um pequeno caça através de vários labirintos, coletando itens enquanto tenta encontrar a saída. Para tornar as coisas um pouco mais quentes, você não pode atirar, apenas desviar de obstáculos ou inimigos, e ainda deve correr contra o relógio.

São vinte estágios que vão ficando cada vez mais complicados, com a pressão do tempo e a grande quantidade de informações na tela. O mais interessante é que a High Voltage não caiu na tentação de utilizar os sensores de movimento do videogame e apostou em um esquema diferente: o Wii Remote é usado como apontador e você deve ir traçando na tela o caminho que deseja seguir ao segurar o botão B. Pode parecer um processo simples e à prova de erros, mas é preciso levar em conta o peso da nave e sua inércia, o que acaba deixando os comandos menos precisos e traiçoeiros.

Esta falta de precisão nos controles seria até interessante se o design dos estágios ajudasse. O problema é que a janela, a área de jogo que mostra sua nave, se restringe a uma parte muito pequena dos labirintos, obrigando o jogador a navegar muitas vezes pelo instinto. No começo é bem interessante desbravar tais cenários às cegas, mas depois de algumas mortes, o charme começa a perder fôlego. Some isto ao número limitado de estágios e um modo de competição para até quatro jogadores para notar que o pacote não é dos mais robustos ou profundos.

Se o conteúdo não é dos mais impressionantes, os visuais trabalham a favor da empresa. É uma boa demonstração de habilidade da empresa ao colocar o Wii para exibir tantas cores e luzes, efeitos de partículas, reflexões e filtros em um projeto tão modesto.

Nota: 7 (Bom)