Análises

Motorstorm Apocalypse

PABLO RAPHAEL

da Redação

31/05/2011 08h00

Com "Apocalypse", o Evolution Studios conseguiu entregar o jogo mais divertido da série "Motorstorm". O game traz uma boa variedade de veículos, um sistema de destruição de cenários melhor do que o visto em "Split/Second", um bom modo multiplayer e principalmente, entrega bons motivos para continuar jogando, com sua história dividida através dos 3 níveis de dificuldade,e colecionáveis espalhados por todo o game. "Motorstorm Apocalypse" é acessível e rende muita diversão, principalmente nas partidas em tela dividida.

Introdução

"Apocalypse" é o terceiro jogo da série de corrida "Motorstorm" no PlayStation 3. Assim como nos games anteriores, trata-se de um torneio onde pilotos dos mais diversos veículos - motos, jipes, carros e até caminhões - percorrem circuitos radicais em disputas onde o que importa é chegar em primeiro lugar. No caso de "Apocalypse", o palco da competição é uma cidade envolvida em uma catástrofe natural: terremotos, tornados e um tsunami destroem o cenário ao redor dos corredores, modificando o trajeto durante as provas.

Pontos Positivos

Multiplayer divertido

O modo multijogador de "Motorstorm Apocalypse" permite partidas tanto online quanto em tela dividida, ao mesmo tempo. Até quatro jogadores podem jogar na mesma televisão e competir com outros através da PlayStation Network, em corridas para até 16 pessoas. Como nos games anteriores, acada pisa é cheia de atalhos e rampas que favorecem um tipo ou outro de veículo e todos correm juntos, o que só deixa as coisas mais divertidas.

Destruição total

A história de "Apocalypse" é dividida através dos 3 níveis de dificuldade do jogo. No começo, no modo Fácil, você é um piloto iniciante do festival Motorstorm e o torneio acaba de chegar em "The City". Junto com o festival, chegam também os terremotos e outras catástrofes. Durante as primeiras corridas você vê os helicópteros instalando as placas que marcam os circuitos e o surgimento das gangues, bandidos que ficaram para trás para saquear a cidade e até tanques que tentam destruir os carros, por exemplo.

Conforme avança pelos outros níveis de dificuldade, as corridas ficam mais incríveis, até chegar ao nível Veterano, em que o cenário é de destruição total. É como as cenas de fuga no filme "2012", com os pilotos lutando para chegar vivos ao fim da prova, enquanto o mundo acaba em seus retrovisores. Muitos elementos voam com o vento ou acertam os carros durante as corridas. É tudo muito colorido e feito para aproveitar ao máximo um televisor 3D, mas mesmo numa tela sem o recurso, "Motorstorm Apocalypse" é um jogo muito bonito de se ver e com um bom sistema de destruição persistente, que modifica a corrida volta após volta.

Fator replay

Cada prova de "Apocalypse" tem vários itens escondidos pelo cenário, o que, junto com o sistema de evolução, amplia a vida útil do jogo: são 150 cartões que liberam informações sobre os pilotos, veículos e pistas. A evolução, conforme ganha corridas, desbloqueia novos veículos e opções de personalização, como pintura e adesivos. Os Troféus do jogo também envolvem provocar situações específicas e é possível acompanhar em tempo real a progressão para atingir cada um deles. As partidas multiplayer, principalmente em tela dividida, costumam ser bastante caóticas e imprevisíveis.

Pontos Negativos

Poucos modos de jogo

Não há muitas modalidades de jogo diferentes em "Apocalypse", basicamente corridas normais e outras que são variações do modo Elimination, em que jogadores retardatários são eliminados. Em um jogo onde o cenário é cheio de situações imprevisíveis e com uma boa variedade de veículos diferentes como "Motorstorm", é uma pena não incluir modos de jogo que explorem melhor esses elementos.

Cenas estáticas

A história de "Motorstorm Apocalypse" é contada através de uma história em quadrinhos com um pouco de movimento. São personagens e cenários estilizados e não são feios, mas, diante do espetáculo visual que o jogo oferece, é uma pena que as cenas de corte se limitem aos quadros estáticos. Não é algo que estraga o jogo, mas poderia ser bem melhor.

Falhas na direção

Alguns veículos, como as motos e carros mais leves, se comportam de forma satisfatória, são leves e podem executar manobras divertidas. Já os carros de competição, mais pesados, não transmitem a sensação correta e ao guiar um deles nas pistas de "Apocalypse" a impressão que você tem é que o veículo está flutuando sobre a pista, sem a sensação de peso que o carro deveria ter.

Nota: 8 (Ótimo)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo