Super Smash Bros. for Wii U

Pedro Henrique Lutti Lippe

Do UOL, em São Paulo

Se a recente versão para 3DS de "Super Smash Bros." representa uma bem-sucedida miniaturização da amada franquia, o game de Wii U é sua evolução final, que une, incrementa e potencializa todos os acertos de seus predecessores.

É difícil pensar em um jogo que tenha tanto conteúdo e seja tão bem resolvido como "Super Smash Bros. for Wii U".

Utilizando uma mecânica de pancadaria extremamente precisa, o game agrada igualmente a veteranos da série e a novatos que não têm medo de aprender enquanto apanham.

São vários modos diferentes de jogo que se completam - alguns feitos para os momentos de treinamento solitário, outros para divertir duplas, e também aqueles propícios para grandes reuniões de amigos. E pela primeira vez na história da série nos consoles, o modo online funciona como deveria.

É mais um título obrigatório para a coleção de donos do Wii U. E também para fãs de "Zelda", "Mario", "Pokémon", "Animal Crossing", "Metroid", "F-Zero", "Fire Emblem", "Kirby", "Mega Man", "Pac-Man"...

Introdução

"Super Smash Bros. for Wii U" é, acima de tudo, uma homenagem da Nintendo aos legados de seus próprios personagens. Praticamente todos os universos da história da empresa dão as caras no título de uma forma ou outra, apelando para a nostalgia daqueles que já os conhecem e servindo como peça introdutória para os outros.

A fórmula do game é bem simples: até oito personagens partem para a porrada em arenas bidimensionais dos mais diversos formatos, trocando golpes até que consigam arremessar seus oponentes para fora do cenário. Dependendo das regras selecionadas, vence quem derrotar mais inimigos ou quem sobreviver por último.

Tudo desde os personagens selecionáveis do jogo até seus estágios, passando pelos itens, músicas e ataques especiais, são elementos herdados de outras séries de games. Imagine: Little Mac, de "Punch-Out!!", derrota Sonic ao acertá-lo com uma Pokébola em um estágio do mundo do "Mario", ao som do tema de "Tetris".

Mesmo sem nunca fugir de sua mecânica básica, "Super Smash Bros. for Wii U" é extremamente versátil por suas enormes quantidades de modos diferentes e extras destraváveis.

Pontos Positivos

Pacote completo

"Super Smash Bros. for Wii U" tem (por ora) 49 personagens jogáveis, que podem ser utilizados em eventos, modos de treinamento, desafios de resistência e de performance, fases personalizadas, 'campanhas' solo ou cooperativas no 'Classic' e no 'All-Star', um modo de tabuleiro, torneios e campeonatos, disputas locais e online, e mais.

O jogo é um pacote completo. Isso pode ser comprovado até mesmo pela quantidade de controles diferentes que ele suporta: sete, incluindo o portátil 3DS.

Como os outros games da série já provaram, um "Smash" é criado para ter uma vida útil que dure ao longo de uma geração inteira. A ideia é parar de jogar o game apenas quando sua sequência sair - ou talvez nem então. E a versão para Wii U da série certamente tem conteúdo suficiente para tal.

Esteja você sozinho ou acompanhado, é sempre difícil decidir qual será o modo da vez quando se liga o Wii U; um bom sinal, que mostra não apenas que o jogo tem muito a oferecer, mas também que ele não sacrifica qualidade para alcançar tamanha quantidade.

Esmero com os clássicos

É louvável o esforço que o time de Masahiro Sakurai faz para retratar os personagens clássicos e seus respectivos universos de uma maneira que satisfaça até mesmo seus fãs mais antigos.

Um ótimo exemplo disso é o carinho dado ao Mega Man - um personagem que, até a última vez que checamos, foi completamente abandonado pela Capcom. Mudo como sempre, o robô azul é 3D, mas tem exatamente as mesmas animações de pulo, ataque e morte de suas primeiras aparições.

Vários de seus ataques especiais característicos são reproduzidos, e ele pode lutar em um estágio inspirado pelo castelo do Dr. Wily - completo com uma aparição do monstruoso Yellow Devil. Seu 'Final Smash' - o ataque mais poderoso do repertório de cada personagem - invoca várias de suas outras encarnações, como as de "Mega Man Legends" e de "Mega Man X".

Troféus coletáveis têm descrições que explicam detalhes de sua história, e medleys e remixes na trilha sonora prestam homenagem ao excelente legado sonoro deixado para trás pelos seis primeiros jogos de sua série clássica.

Sem exceções, "Super Smash Bros. for Wii U" é apaixonado por todos os personagens que ele retrata. É difícil não ficar feliz quando seu herói ou vilão favorito é representado com tanto esmero - principalmente em uma indústria que tem um grande histórico de descartar figuras de outrora sem hesitar.

Batalhas para 8 jogadores

A possibilidade de organizar lutas para até oito jogadores é a maior novidade de "Super Smash Bros. for Wii U".

Com mais espaço para personagens, tornam-se mais interessantes e versáteis os desafios dos modos 'Classic' e 'All-Star'. Batalhas multiplayer, por sua vez, ficam mais inclusivas: o dobro de jogadores em campo ao mesmo tempo significa que não é mais preciso ficar passando os controles de mão em mão em uma festa.

Apenas alguns estágios podem ser selecionados em batalhas para mais de 4 pessoas. Em estágios grandes, a tendência é que grupos de jogadores participem de várias batalhas paralelas durante uma partida. Já em 'Battlefield', por exemplo, a ação é mais pessoal e claustrofóbica.

De um jeito ou de outro, prevalece o caos. Vence quem consegue ser frio nos momentos em que vários personagens o cercam e quem não perde seu personagem de vista em nenhum momento. É uma experiência menos "técnica" que a dos confrontos com menos jogadores, mas igualmente divertida.

Gráficos excelentes

"Super Smash Bros. for Wii U" não é apenas muito bonito. Para um jogo do estilo, ainda mais importante que a qualidade das texturas dos cenários é a fluência da ação - e os 60 quadros por segundo do game não decepcionam.

Mesmo misturando dezenas de franquias com estilos visuais bem característicos em um pacote só, o game nunca perde sua identidade. A atenção aos detalhes da equipe de desenvolvimento é tamanha que uma mistura entre elementos 2D e 3D nos campos de batalha parece natural.

A experiência visual é bela e fluida, e o game nunca deixa de priorizar a pancadaria, evidenciando todos os elementos que podem afetar a ação mesmo em cenários com fundos psicodélicos como o Final Destination.

Modo 'Smash Tour'

Análogo ao 'Smash Run' visto no 3DS, o 'Smash Tour' é um modo de jogo multiplayer exclusivo para a versão de Wii U de "Smash Bros.", no qual jogadores devem coletar bônus de atributos, personagens jogáveis e uma série de itens enquanto navegam por um tabuleiro.

A mistura entre "Smash" e "Mario Party" funciona muito bem por acrescentar um certo fator de aleatoriedade às batalhas. Ao final de todos os turnos, os power-ups obtidos são somados e os jogadores precisam se enfrentar em uma grande disputa que decide tudo.

Personalização

Novidade compartilhada com a versão de 3DS da série, o modo de personalização de lutadores é uma mudança muito bem-vinda para a série.

Através da opção, jogadores podem criar seus próprios Mii Fighters, ou então modificar personagens regulares com equipamentos e habilidades especiais diferentes. Há, portanto, mais espaço para que todos os fãs da série encontrem personagens que se encaixem perfeitamente em seus respectivos estilos de jogo.

O melhor de tudo: como personagens modificados podem ser desabilitados antes de qualquer partida, só os usa quem quer.

Nota: 10 (Imperdível)

UOL Cursos Online

Todos os cursos