Pac-Man Championship Edition 2

Pablo Raphael

Do UOL, em São Paulo

Quando "Pac-Man Championship Edition" foi lançado em 2007, a Bandai Namco conseguiu reinventar o clássico jogo de fliperama, dando uma injeção de novidade ao "Pac-Man" que todos conhecem desde os anos 1980.

"Championship 2" tenta repetir o feito, acrescentando novas mecânicas ao bem conhecido esquema de correr por labirintos devorando pontinhos e fugindo de fantasmas.

De cara, Pac-Man agora consegue encostar nos fantasmas, dando pequenos empurrões nos adversários. É uma mudança simples, mas que muda bastante o ritmo e as estratégias do jogo.

Ao trombar com um fantasma, ele é jogado para longe e Pac-Man consegue avançar pelo labirinto e continuar coletando pontos. Mas, ao acertar o mesmo oponente pela terceira vez, ele fica bravo e começa a perseguir o herói esfomeado. E aí, é aquilo que os jogadores veteranos já sabem: Basta encostar no fantasma para perder a vida.

Assim como no primeiro "Championship", o quarteto fantasmagórico principal forma "trenzinhos" com outros fantasas que despertam sempre que Pac-Man passa perto deles. Quanto maiores os "trem-fantasma", mais difícil fica percorrer o mapa, mas a pontuação quando você consegue devorar todos de uma vez é bem maior. A relação risco-recompensa mantém o jogador sempre ligado e tentando os melhores resultados.

As batalhas contra os chefes estão entre as novidades mais alardeadas, mas não são tão legais assim: Formados por centenas de blocos, os chefões são fantasmas enormes que flutuam atrás dos vários níveis do labirinto. Você corre por esses mapas, coletando pontos para chegar ao último nível e ativar uma super-pílula, ficar invencível e devorar o chefão.

A cena é bonita de se ver e mantém o ritmo eletrizante da partida, com efeitos de luz e som explodindo na tela, mas não é interativa. Ou seja, a batalha mesmo é chegar até lá e não derrotar o chefão.

Pac-Man Championship Edition 2
Pac-Man Championship Edition
 
 
 
2

Pulo-bomba

Mais importante é adição da bomba, especialmente do "pulo-bomba". Uma vez encurralado num canto do mapa, você pode usar uma bomba para saltar de volta ao centro do labirinto para escapar. Esse salto pode ser usado sempre que Pac-Man tiver uma bomba em estoque e é ótimo para acelerar o final da partida, pulando para cima da fruta ou da super-pílula, saindo de qualquer canto do mapa.

As novas mecânicas de jogo e as do primeiro "Pac-Man Championship", como os pulos e a derrapagem, são ensinadas em uma série extensa de partidas tutoriais, tornando os truques acessíveis para todos os jogadores. Isso é bom porque "Pac-Man" é um jogo tão conhecido e intuitivo que seu primeiro impulso pode ser jogar "Championship 2" apenas correndo pelo labirinto e desviando dos fantasmas, como se faz desde a década de 1980.

Os tutoriais estão todos em inglês, mas os principais elementos são representados graficamente e você pode assistir vídeos de demonstração antes de tentar cada nova mecânica. Seria melhor se tudo estivesse em português, é claro.

"Championship Edition 2" pega a fórmula de "Pac-Man" e transforma em um game viciante e divertido para uma geração mais nova de jogadores e, provavelmente, para os "speed runners". A nova investida da Bandai Namco não supera o primeiro "Championship", mas é uma nova leitura do clássico arcade japonês que, para muitos, é sinônimo de videogame.

Nota: 8 (Ótimo)

UOL Cursos Online

Todos os cursos