Topo

20 jogos ideais para PCs e notebooks mais "humildes"

Divulgação
Os jogos abaixo podem rodar tranquilamente em PCs e notebooks com potência mais modesta Imagem: Divulgação

Victor Ferreira

Do Gamehall

06/01/2017 17h26

Em geral, o público de games no PC é conhecido por exaltar a potência de suas máquinas, que com os requisitos certos podem facilmente ultrapassar o nível de detalhe de qualquer coisa disponível no mercado de consoles.

Porém, nem todo mundo tem a grana ou dedicação disponível para montar sua própria máquina, ou simplesmente está longe demais para acessar seu PC e tem que se contentar com um notebook ou algo parecido.

Por sorte, graças a seu ambiente mais aberto e amigável para desenvolvedores independentes, o PC também é fonte de jogos excelentes, e que não precisam de um processador ou placa gráfica monstruosas para funcionar.

Por isso, separamos alguns dos melhores títulos que podem rodar tranquilamente em um computador menos potente.

  • Reprodução

    Papers, Please

    Quem diria que certificar documentos seria tão engajante? Desenvolvido por Lucas Pope (que já trabalhou na Naughty Dog em games como "Uncharted 2"), "Papers, Please" coloca o jogador no papel de um oficial de controle de imigração de Arstotzka, país inspirado nos últimos dias da Cortina de Ferro.

    No game, o jogador deve inicialmente verificar os papéis e identificações de imigrantes em busca de asilo, mas logo se vê envolvido com diversos dramas, desde fugitivos ilegais com bons motivos para escapar até uma possível colaboração na resistência contra o governo do país.

    Cada erro ou decisão, porém, pode afetar o seu salário e, assim, o sustento de sua família. Leia mais

  • Reprodução

    Stardew Valley

    Um dos sucessos mais inesperados de 2016, "Stardew Valley" é um sucessor espiritual de "Harvest Moon" criado pelo designer Eric Barone.

    Após herdar o terreno da fazenda do avô na pequena vila de Stardew Valley, o jogador tem a oportunidade de plantar frutas e verduras, explorar as misteriosas cavernas da região, ou conversar com seus habitantes, formando amizades e até romances com eles. Leia mais

  • Divulgação

    Hotline Miami

    Rápido. Brutal. Sangrento. Pixelado. "Hotline Miami" é um dos games mais memoráveis dos últimos anos graças à sua estética "8-bit" e jogabilidade viciante, em que cada sala é um quebra-cabeças diferente, com diversas soluções violentas dependendo das armas que estiver a seu dispor.

    "Hotline Miami 2: Wrong Number" segue a mesma linha do primeiro game, mas é necessário saber mais sobre os eventos do original para apreciar a sequência de maneira melhor. Leia mais

  • Divulgação

    Civilization V

    Embora "Civilization VI" seja um jogo excelente por si só, "Civ V" traz um pacote mais completo e amigável para computadores mais antigos.

    Graças às expansões "Gods and Kings" e "Brave New World", "Civilization V" traz uma experiência com diversas nações diferentes - incluindo o Brasil! - e vários sistemas de exploração e desenvolvimento de civilizações diferentes - tudo pedindo pouco poder gráfico e memória RAM Leia mais

  • Divulgação

    XCOM: Enemy Unknown

    Ainda em jogos da Firaxis, quem quiser uma experiência estratégica mais tensa e voltada para a ação não tem como errar com "XCOM: Enemy Unknown", nova versão do clássico para PC dos anos 90.

    No comando de uma organização de defesa contra extra-terrestres, o jogador deve expulsar os alienígenas da Terra ao enviar seus esquadrões de elite para missões especiais, ganhando recursos e desenvolvendo armas e ferramentas especiais para ajudá-lo na batalha

    O jogo também recebeu uma sequência em 2016, "XCOM 2", mas ele pode exigir um hardware mais poderoso para rodar corretamente. Leia mais

  • Divulgação

    The Binding of Isaac

    Criado por Edmund McMillen, de "Super Meat Boy", "The Binding of Isaac" é um dos melhores roguelikes dos últimos anos, trazendo armas peculiares, jogabilidade desafiadora e arte extremamente perturbadora.

    Inspirado pelo conto bíblico, no game o jogador controla o pequeno Isaac, que foge de sua mãe após uma mensagem divina pedi-lo como sacrifício, tendo que enfrentar as terríveis criaturas que habitam o subterrâneo de sua casa. Leia mais

  • Divulgação

    Don't Starve

    Com estética diferente - mas ainda macabra -, "Don't Starve" também é um game essencial para fãs de roguelikes, incluindo elementos de jogos de sobrevivência.

    Inicialmente no papel do cientista Wilson, o jogador deve explorar um mapa gerado por computador em busca de uma forma de se libertar, usando os materiais encontrados na região para sobreviver a elementos como fome, frio, animais selvagens e loucura. Leia mais

  • Divulgação

    FTL: Faster than Light

    Ainda no papo de roguelikes, um dos jogos mais divertidos (e imperdoáveis) do gênero é "FTL: Faster than Light", em que o jogador controla uma nave espacial que deve retornar a seu planeta natal para impedir o ataque de uma força rebelde.

    Durante sua jornada, a tripulação pode encontrar novas formas de vida, espaçonaves inimigas, e outras ameaças que podem acabar com sua viagem prematuramente Leia mais

  • Divulgação

    Euro Truck Simulator 2

    Quer dar uma de Pedro e/ou Bino sem sair da cadeira? "Euro Truck Simulator 2" traz a oportunidade para qualquer um que sonhe em ser caminhoneiro cair na estrada sem ter que tirar uma licença de motorista especial.

    Mesmo para quem não tem tanto interesse neste mundo, o game ainda vale pela curiosa experiência zen de ir e voltar pelas estradas europeias, trazendo sua carga ao som de europop (ou que você preferir) no rádio. Leia mais

  • Divulgação

    League of Legends

    "League of Legends" não se tornou um dos jogos mais populares do mundo só dando foco aos PCs mais potentes, e pode rodar tranquilamente em computadores mais antigos ou com componentes mais fracos do que o comum. Leia mais

  • Reprodução

    Superhot

    "Superhot" é o shooter mais inovador que joguei em anos.

    Com uma mecânica diferente e curiosa - onde o tempo só segue quando você se mover - além de uma história mirabolante, a estética do game com seus modelos básicos de 3D são ao mesmo tempo estilosos e capazes de rodar tranquilamente em qualquer máquina que se preze.

    Além disso, há sempre "Tree Dude". Leia mais

  • Reprodução

    Devil Daggers

    "Devil Daggers" é um game simples e desafiador, voltado para quem é saudosista por jogos de tiro de arena velozes como "Quake III".

    No jogo, é preciso sobreviver o maior tempo possível contra onda após onda de criaturas demoníacas, e cada movimento ou tiro errado por parte do jogador pode ser fatal. Leia mais

  • Divulgação

    Undertale

    Uma das maiores surpresas e fenômenos indies dos últimos, "Undertale" é a principio um RPG nos moldes da série "Earthbound".

    Sua narrativa, porém, se revela ser bem mais complexa do que aparenta, e a possibilidade de matar ou poupar a vida de todos os inimigos que encontra pelo caminho, ou até mesmo a forma de salvar seu progresso, podem influenciar radicalmente a experiência e conclusão do jogo Leia mais

  • Divulgação

    Cities: Skylines

    Tem saudades de "Sim City"? Embora a EA e a Maxis tenham errado a mão com o último jogo da série, a singela produtora finlandesa Colossal Order conseguiu transportar a magia da clássica série de simulação de cidades para a nova geração de computadores, com expansões trazendo elementos como ciclos de dia e noite e desastres naturais Leia mais

  • Reprodução

    Diablo III

    Lançado em 2012, é de se esperar que "Diablo III" consiga rodar tranquilamente em qualquer PC com um mínimo de potência quase 5 anos depois.

    Mesmo assim, o jogo mudou significativamente desde sua forma inicial, em especial graças à expansão "Reaper of Souls", que corrigiu e substituiu uma série de mecânicas controversas. Leia mais

  • Divulgação

    HearthStone

    Ainda falando em Blizzard, quem quiser um bom card game gratuito não tem como errar com "HearthStone: Heroes of Warcraft", que traz um conteúdo rico tanto para quem prefere jogar solo quanto para fãs de multiplayer Leia mais

  • Divulgação

    Pillars of Eternity

    Para quem tem nostalgia por RPGs isométricos como "Baldur's Gate" e "Icewind Dale", a Obsidian Entertainment - de "Fallout: New Vegas" e "Knights of the Old Republic II: The Sith Lords" - criou um game neste moldes com estética mais moderna em "Pillars of Eternity", um dos projetos de maior sucesso do site Kickstarter, que arrecadou mais de US$ 2 milhões do público Leia mais

  • Reprodução

    Shadowrun: Dragonfall

    Para quem prefere um RPG com visual mais futurista, a Harebrained Schemes reviveu a icônica franquia de cyberpunk "Shadowrun", lançando os jogos "Shadowrun Returns", "Dragonfall" e "Hong Kong".

    Embora todos sejam bons jogos individualmente, "Dragonfall" é visto como o melhor dos três por sua campanha maior e mais envolvente. Leia mais

  • Reprodução

    Cook, Serve, Delicious!

    Com seu visual colorido e amigável, é fácil imaginar que "Cook, Serve, Delicious!" seja apenas mais um simulador de restaurante qualquer.

    O game, porém, logo se revela uma experiência intensa e desafiadora, em que o jogador deve lidar tanto com as diferentes (e cada vez mais complexas) receitas de pratos quanto com a limpeza e dedetização diária do seu restaurante. Leia mais

  • Divulgação

    Counter-Strike: Global Offensive

    Você provavelmente já tem uma cópia de "CS: GO". E se você não comprou o jogo, certamente algum de seus amigos o deu de presente para você.

    O shooter da Valve é o jogo de PC mais vendido de todos os tempos - superando até "Minecraft"! -, e qualquer computador que se preze consegue rodá-lo com facilidade, já que pede um mínimo de placa gráfica de 256 MB e apenas 2GB de RAM Leia mais

Mais Jogos