Jogos

25 anos do SNES: veja 6 fatos curiosos do videogame mais famoso da Nintendo

Claudio Prandoni

Do UOL, em São Paulo

23/08/2016 15h26

Neste mês de agosto celebra 25 anos de existência o Super Nintendo, um dos videogames mais populares de todos os tempos.

O aparelho consolidou a Nintendo como uma das principais fabricantes de consoles do mundo, seguindo o impressionante sucesso do Nintedinho 8-bits e foi um dos protagonistas da inesquecível rivalidade com a Sega na primeira metade dos anos 90.

Para fãs mais fervorosos, o Super Nintendo é considerado até como o melhor videogame de todos os tempos. Será que é para tanto?

Listamos abaixo alguns dos fatos mais importantes e nostálgicos da carreira do Super Nintendo. E para você, quais lembranças sobre o videogame marcaram sua vida?

  • Imagem: Arte/UOL Jogos
    Arte/UOL Jogos
    Imagem: Arte/UOL Jogos

    Rivalidade Nintendo X Sega

    Aqui no Brasil, certamente o que mais pontuou a carreira do SNES foi a disputa apertada contra o Mega Drive. A Sega brilhou intensamente no início dos anos 90, com uma incrível leva de jogos capitaneada pelas aventuras do ouriço Sonic e o excelente trabalho da Tec Toy no país só fez o Mega ter ainda mais força por aqui. Se hoje muita gente fala sobre a rivalidade entre PlayStation e Xbox, pouco mais de vinte anos atrás as conversar eram dominadas pelos 16-bits de Nintendo e Sega.

  • Imagem: Divulgação/ifixit
    Divulgação/ifixit
    Imagem: Divulgação/ifixit

    Febre dos cartuchos

    Sexta-feira? Dia de ir na locadora pegar algumas 'fitas' para curtir durante o final de semana ao lado da família e colegas de escola. Para muita gente, esse foi ritual durante a infância e adolescência. Obviamente, cartuchos não eram exclusividade do console da Nintendo, o Mega Drive e outros videogames também foram grandes representantes desse formato de mídia. A geração SNES representou o auge dos cartuchos e locadoras - depois disso vieram os CDs e problemas com pirataria intensa, que praticamente acabaram com os jogos para alugar.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Futebol

    O Atari e as máquinas da geração 8-bits bem que tentaram apresentar uma recriação virtual de futebol minimamente divertida, mas não deu. Foi só com o mítico "International Superstar Soccer", da Konami, que o esporte mais popular do planeta enfim caiu nas graças da torcida - e dos controles. Foi também na época dos 16-bits que a Electronic Arts deu início à aclamada série "FIFA".

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Jogos em 3D

    Quando os jogos bidimensionais e o sonho tridimensional do PlayStation e Saturno ainda era longe, a Nintendo tirou da cartola o chip SuperFX, que possibilitou o Super Nintendo rodar jogos 3D, com gráficos poligonais, como "Star Fox" e "Stunt Race FX". Antes disso, o videogame ainda apresentou títulos impressionantes com o efeito Mode 7, que simulava cenários tridimensionais, e deu vida a jogos como "F-Zero" e "Mario Kart". O efeito do chip FX é tão complexo que até hoje muitos emuladores têm dificuldades para reproduzir.

  • Nintendo no Brasil

    Foi durante a época do Super Nintendo que surgiu a Playtronic. Parceria entre Nintendo, Gradiente e Estrela, a empresa representou oficialmente no Brasil os games e consoles da Big N até a época do GameCube, no início dos anos 2000. A iniciativa incluía manuais e caixas em português, clubinho para os fãs (com direito até a jornalzinho pelo correio!) e uma presença forte em lojas pelo país como nunca mais voltou a se ver por aqui.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Propostas malucas

    O mundo dos 16-bits foi terreno fértil para algumas propostas bem 'fora da caixa' para a época. Enquanto "Donkey Kong Country" utilizou uma gambiarra bem bolada para apresentar gráficos 3D feitos com computação gráfica de ponta (a mesma de "Jurassic Park", alardeavam os comerciais da época), a Natsume apresentou o singelo "Harvest Moon", uma espécie de RPG com a pacata proposta de cuidar de uma fazenda e fazer amigos. O chip Super FX para gráficos 3D, enredos com temas maduros como os da série "Final Fantasy" e "Front Mission", a excentricidade encantadora de "Earthbound", o visual de desenho feito à mão de "Yoshi's Island" e mais, muito mais. A geração do SNES viu uma explosão de ideias maravilhosas sendo muito bem executadas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo