5 curiosidades de "Resident Evil 4", game que completa 12 anos

Divulgação
A segunda aventura de Leon S. Kennedy na série revitalizou a franquia e influenciou diversos outros games Imagem: Divulgação

Rodrigo Lara

Do Gamehall

12/01/2017 13h01

Já se passaram 12 anos desde o lançamento de "Resident Evil 4", considerado por muitos jogadores como o melhor episódio da série de games de ação e terror. Apesar do sucesso, a trajetória do game - em especial durante seu desenvolvimento - não foi exatamente tranquila, o que resultou em um período de produção longo, controvérsias sobre direitos de exclusividade e a primeira grande reinvenção da série - o que deverá ocorrer novamente neste ano com "Resident Evil 7".

Abaixo listamos cinco curiosidades sobre o jogo lançado no início de 2005. Confira!

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Tentativa e erro

    As primeiras menções a "Resident Evil 4" ocorreram em 1999 e, até o lançamento do game, seis anos depois, "Resident Evil 4" foi de tudo um pouco. O game chegou a passar nas mãos de Hideki Kamiya, hoje na Platinum Games e que pretendia fazer uma versão mais voltada para ação e combates ágeis, com mudanças profundas na história da série. Já um segundo rascunho, produzido a partir de 2001, era mais convencional e mostrava o agora protagonista Leon S. Kennedy explorando o que parecia ser um castelo repleto de inimigo.

    O terceiro, por sua vez, mesclava conceitos tradicionais da série, como câmeras fixas, com novidades, incluindo determinadas passagens nas quais os jogadores passavam a ter uma visão das costas de Leon. Os inimigos, no caso, seriam entidades sobrenaturais. Algumas das novidades seriam vistas na versão final do jogo, como a câmera de ação, a mira a laser da arma e a presença dos famigerados quick time events.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Uma nova vida para a série

    Conforme determinado ainda durante seu desenvolvimento, "Resident Evil 4" deveria marcar um novo rumo para a franquia. Além de fazer isso com maestria, ele acabou influenciando diversos títulos subsequentes da série e marcou, até certo ponto, uma guinada em direção à ação. A introdução de novos inimigos, os Ganados, gerou algumas reclamações dos fãs acostumados a enfrentar zumbis, assim como o exagerado uso de quick time events durante cenas de corte. Outra novidade do jogo que apareceu nas episódios seguintes foram as batalhas dramáticas contra chefes gigantescos.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Criador de tendências

    Além de influenciar a série "Resident Evil", os efeitos causados pelo lançamento de "Resident Evil 4" foram sentidos na indústria de games como um todo. A mais notável é a câmera sobre os ombros, uma nova interpretação da visão em terceira pessoa e que foi fundamental para dar um tom estratégico nos combates do game - a possibilidade de mirar em determinados pontos dos inimigos de maneira a desarmá-los, retardar suas ações ou, ainda, causar mais dano. Esse conceito foi visto em diversos jogos a partir de "Resident Evil 4", como as séries "Gears of War", "Batman Arkham" e nos modos de combate de "Uncharted", "GTA", entre outros.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Quase exclusivo

    Inicialmente, "Resident Evil 4" estava previsto para ser um game exclusivo para o GameCube, uma forma de dar um ânimo extra ao console da Nintendo. Além dele, "P.N.03", "Viewtiful Joe", "Dead Phoenix" e "Killer7" constavam nessa lista. Como sabemos, a Capcom mudou de planos no meio do caminho e "Resident Evil 4" acabou chegando ao PlayStation 2 no final de 2005, com direito a conteúdo extra estrelado por Ada Wong. Curiosamente, apenas um destes games se manteve como exclusivo para GameCube, "P.N.03". "Viewtiful Joe" e "Killer7" acabaram ganhando versões para o console da Sony, enquanto "Dead Phoenix" foi cancelado.

  • Imagem: Montagem sobre imagens de divulgação/UOL
    Montagem sobre imagens de divulgação/UOL
    Imagem: Montagem sobre imagens de divulgação/UOL

    Embrião de uma nova franquia

    O primeiro rascunho de "Resident Evil 4" feito por Hideki Kamiya em nada tinha a ver com a série. O próprio Kamiya percebeu isso e convenceu a Capcom a criar uma nova franquia a partir disso. O resultado foi "Devil May Cry", game de ação que marcou a estreia do personagem Dante e foi lançado em 2001 para PlayStation 2. Elementos de "Resident Evil", como o clima sombrio e a câmera quase fixa em determinados pontos dos cenários pré-renderizados.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo