God of War

As 8 lutas mais incríveis da série "God of War"

Reprodução
Imagem: Reprodução

Barbara Gutierrez

Do UOL, em São Paulo

19/07/2017 10h43

Sabemos que a franquia "God of War" serve violência, muito sangue e ótimos confrontos. Uma das coisas mais legais dos jogos são os chefões, que podem até dar trabalho para o jogador, mas recompensam por suas mecânicas de combate instigantes.

Pensando nisso, fizemos uma lista com as lutas mais incríveis da série, pensando também nos momentos mais marcantes para Kratos.

Acha que está faltando algum chefão? Comente no espaço abaixo! Alerta: há spoilers na lista.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Barbarian King

    Uma rivalidade que ultrapassa as barreiras da vida não poderia ficar de fora desta lista! O rei Bárbaro foi tão feroz na guerra contra os espartanos que fez Kratos selar seu pacto com Ares no desespero de vencer a batalha. Mesmo após ser decapitado pelo fantasma de Esparta durante a guerra, o Bárbaro voltou para pentelhar Kratos em "God of War 2" com aquele cavalo super descolado e um martelo que doía pra caramba. Além da luta ser legal, vamos combinar que vingança é boa, mas vingança em dobro é melhor ainda, né?

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Poseidon

    A luta de Kratos contra Poseidon em suas duas formas logo no início de "God of War 3" é, sem dúvidas, um combo entre um dos melhores tutoriais e chefões iniciais da história dos games. Você já começa metendo porrada no deus dos mares quando ele está enorme, com diversos cavalos de água e patas de caranguejo para posteriormente chegar botando pra quebrar na forma humana de Poseidon, que tem um destino não muito... agradável, por assim dizer.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Colossus of Rhodes

    No começo de "God of War 2", Zeus tirou quase todo o poder de Kratos e o deu ao Colosso de Rodes para destruir o espartano. A estátua de bronze desferia golpes contra Kratos com suas mãos enormes e teve que ser destruída de dentro para fora, e foi mais um dos grandes inícios da série, fugindo dos clássicos inimigos como deuses ou criaturas míticas e utilizando uma das sete maravilhas do mundo.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Aegaeon

    O primeiro grande inimigo de "God of War: Ascension" era um dos três Hecatônquiros, chamado de Aegaeon - uma criatura enorme que foi torturada por séculos por quebrar seu pacto com os deuses. Kratos foi aprisionado por seus crimes no monstro (devido ao tamanho de Aegaeon) e foi atormentado por Megera, que logo no começo do game transforma a mão de Aegaeon com seus parasitas e cria um dos melhores chefes de "Ascension".

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Thanatos

    A morte em si foi o chefão final de "God of War: Ghost of Sparta". Kratos e seu irmão mais novo, Deimos, enfrentam Thanatos juntos, numa forma de reconciliação entre irmãos que é rara de se ver na série. Apesar de ter golpes especiais em dupla, esta luta é incrível pela questão de Kratos finalmente sentir que está ao lado de alguém importante de sua família, até Thanatos se transformar em um monstro gigante e jogar o irmãozinho do deus da guerra nas rochas e matá-lo. Nada legal, cara!

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Ares

    Bem, derrotar o grande vilão é sempre muito bom, não é? Principalmente quando o antagonista em questão é um deus do qual se dizia imortal. Kratos conseguiu sua vingança muito bem feita com suas próprias mãos, finalizando Ares com uma espada retirada de uma estátua próxima ao combate dos dois. A morte do deus da guerra teve até direito a uma grande explosão final!

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Hidra

    A nostalgia não é pouca quando nos lembramos da luta contra a Hidra, o primeiro chefão de toda a franquia! Kratos está em um barco, e o jogador precisa matar o monstro marinho enquanto pensa numa estratégia para acabar com as cabeças, se esquiva das mordidas, golpes e gritos animalescos do bicho!

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Zeus

    Já que Kratos conseguiu matar sua mãe, seu irmão, sua mulher e sua filha, por que não seu pai também? Tudo bem - nem tudo foi culpa do espartano, e sim dos deuses que se meteram no caminho do coitado e ferraram com a sua vida. O inimigo final de Kratos não poderia ser ninguém mais além de Zeus, seguindo a tradição de parricídio que a cultura grega tanto ama. O deus foi confrontado pelo espartano também em "God of War 2", mas foi apenas em "God of War 3" que ele recebeu seu destino final e finalmente o deus da guerra conseguiu descansar com o vazio que deixou... Mais ou menos, né?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Topo