Jogos

Escolha difícil: quais são os 10 piores filmes de games segundo a crítica?

Reprodução
O venerável Dr. Uwe Boll, abençoado seja seu nome Imagem: Reprodução

Victor Ferreira

Do Gamehall, em São Paulo

15/03/2017 17h38

Filmes baseados em games são, em sua esmagadora maioria, ruins.

É uma declaração chocante, eu sei, mas é justamente por este tipo de coragem jornalística que o caro leitor acessa UOL Jogos.

Há algumas exceções, é claro, mas em geral estas adaptações raramente agradam fãs, espectadores casuais, críticos de cinema, ou mesmo até membros da produção e elenco.

Por isso, utilizando uma metodologia segura e à prova de balas - RottenTomatoes, o mais próximo que a ciência pode chegar de criar um consenso entre opiniões pessoais e subjetivas -, procuramos definir definitivamente quais são os piores filmes de games.

Spoilers: há ao mesmo tempo muito Uwe Boll, mas menos do que o esperado.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    10 - Postal

    Porcentagem do RottenTomatoes: 8%

    Melhor descrição: "Este filme é tão perigoso (ou engraçado) quanto um punk adolescente falastrão e com overdose de cafeína vindo dos subúrbios e que acabou de assistir uma performance de GG Allin jogando merda pela primeira vez no YouTube" - Aaron Hillis, Village Voice

    ... Esta lista não está ao contrário? Porque se há algo pior do que um filme dirigido por Uwe Boll, é uma comédia dirigida por Uwe Boll.

    Sem qualquer senso de humor que não seja simplesmente para chocar - como a "clássica" cena inicial envolvendo os ataques de 11 de setembro - "Postal" vai de cena em cena tentando ser irreverente, mas só acaba deixando o espectador entediado e irritado.

    Ainda assim, o tom não é lá muito diferente dos jogos, então pelo menos não podemos criticar a falta de fidelidade com o material original...

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    9 - Double Dragon

    Porcentagem no RottenTomatoes: 8%

    Melhor descrição: "Até com 11 anos eu sabia que 'Double Dragon' era péssimo" - Felix Vasquez, Jr., Cinema Crazed

    O jogo "Double Dragon" tem uma premissa simples: dois irmãos lutam contra o submundo criminoso porque o chefe de uma gangue espancou e raptou uma mulher.

    O filme "Double Dragon" é um filme pós-apocalíptico genérico querendo seguir os moldes de "Blade Runner" e "RoboCop", mas sem o visual ou crítica social bem feita de nenhum dos dois.

    Junte isso com Scott Wolf, um ator que não sabe nada de artes marciais - ou muito de atuação, já que estamos no assunto - como um dos irmãos Lee, e temos a receita para um desastre.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    8 - Hitman: Agente 47

    Porcentagem no RottenTomatoes: 8%

    Melhor descrição: "Aqui temos mais uma adaptação de videogames que críticos vão desprezar e o público vai ignorar" - Sonny Bunch, Washington Free Beacon (principalmente por se aplicar a essencialmente todos os filmes nesta lista)

    Lançado em 2015, "Hitman: Agente 47" consegue superar o feito de ser ainda pior que o primeiro "Hitman", então estrelado por um Timothy Olyphant muito antes dos tempos de "Justified".

    Com uma história completamente irrelevante (com direito a uma reviravolta bizarra e sem sentido), o filme é basicamente feito como uma desculpa para criar cenas de ação que mal se conectam direito - algo que, como todo fã dos games de "Hitman" sabe, sempre foi de longe a parte menos interessante da série.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    7 -Street Fighter: A Lenda de Chun-Li

    Porcentagem do RottenTomatoes: 6%

    Melhor descrição: "'Chun-Li', logicamente, não foi exibido para críticos. Não deveria ter sido exibido para o público, também. Até Uwe Boll teria feito melhor; pelo menos ele faz adaptações de games terríveis com um pouco de personalidade" - Nathan Rabin, AV Club.

    Enquanto o "Street Fighter" de 1994 será para sempre lembrado pela atuação magnífica de Raul Julia como M. Bison, "A Lenda de Chun-Li" é ao mesmo tempo ruim e tedioso.

    A única possível salvação que o filme tem é a interpretação de Chris Klein, que parece uma cópia ruim de Nicolas Cage no seu modo mais descontrolado - o que ainda acaba sendo divertido, apesar de tudo.

  • Imagem: Divulgação/Playarte
    Divulgação/Playarte
    Imagem: Divulgação/Playarte

    6 - Silent Hill: Revelação

    Porcentagem no RottenTomatoes: 5%

    Melhor descrição: "Uma coleção feia e ofensiva de sustos baratos" - Keith Staskiewicz, Entertainment Weekly

    Enquanto o primeiro "Silent Hill" seja considerado por muitos um dos melhores filmes baseado em jogos (embora seu nível de qualidade seja uma discussão para outro dia...), "Revelação" é uma versão terrível e confusa de "Silent Hill 3".

    Pior ainda, o filme foi feito no ápice do uso da tecnologia 3D, o que significa que há várias coisas "saltando" na sua frente para tentar causar um susto - justamente o tipo de horror barato que em geral não acontecia nos primeiros games da série

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    5 - Em Nome do Rei

    Porcentagem no RottenTomatoes: 4%

    Melhor descrição: "Como todos os filmes de Uwe Boll, é terrível. Infelizmente, não é terrível o suficiente" - Tim Brayton, Antagony & Ecstasy

    Honestamente, este é um dos exemplos mais inofensivos da rica carreira de Uwe Boll - é um mistério como "Postal" ficou só em décimo, mas não podemos discutir com a ciência dura e fria do RottenTomatoes.

    Ainda assim, é hilário (e deprimente) ver atores consagrados e populares como Jason Statham, Ray Liotta, Burt Reynolds e Leelee Sobieski pagando um mico forte nesta cópia barata de "O Senhor dos Anéis", (muito) vagamente inspirado por "Dungeon Siege".

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    4 - BloodRayne

    Porcentagem no RottenTomatoes: 4%

    Melhor descrição: "Da forma com que Boll está melhorando, ele fará um filme com avaliação positiva em algum momento do final da próxima década" Garth Franklin, Dark Horizons - A análise foi escrita em 2006. Mais de 10 anos depois e, bom...

    Olha só, outro filme do Uwe Boll. "BloodRayne" foi a terceira adaptação de games do icônico cineasta alemão, então a este ponto todos sabiam de sua fama.

    Filmado com o típico "primor" de Boll, com cenas de ação e figurinos patéticos, "Bloorayne" também conta com um grande ator pagando as contas (e os pecados, presumivelmente), neste caso o vencedor do Oscar Ben Kingsley.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    3 - House of the Dead

    Porcentagem no RottenTomatoes: 4%

    Melhor descrição: "Como filmes como este são financiados?" - JoBlo

    O filme que começou a trajetória meteórica na carreira de Uwe Boll

    Um espetáculo de inépcia, com atuações ruins, roteiro ruim, e decisões de direção e edição simplesmente incompreensíveis - como esquecer das transições de cena mostrando imagens do jogo? - "House of the Dead" foi apenas o início de uma gloriosa era, mas foi um início certamente marcante.

    ... É um feito e tanto dizer que "Wing Commander" é apenas o segundo pior filme baseado em games na carreira de Jürgen Prochnow, mas Uwe Boll não brinca em serviço.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    2 - "Mortal Kombat: Aniquilação"

    Porcentagem do RottenTomatoes: 3%

    Melhor descrição: "O videogame é muito melhor, claro" - Melanie McFarland, Seattle Times

    "Mortal Kombat" não é nenhum clássico do cinema, mas consegue ser uma adaptação divertida dos games de luta.

    "Mortal Kombat: Aniquilação" mal pode ser descrito como um filme, tendo menos valor cinematográfico do que um episódio meia-boca de "Power Rangers", e pior coreografia de luta.

    Afinal de contas, quando este é o momento mais memorável do seu filme, algo está extremamente errado.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    1 - "Alone in the Dark"

    Porcentagem do RottenTomates: 1%

    Melhor descrição: "'Alone in the Dark' não vai causar nenhum estardalhaço, mas ele consegue fazer seu trabalho com o que tem. Só não leve a sério e você vai se divertir" - Michelle Alexandria, Eclipse Magazine (detalhe: esta é a única crítica positiva ao filme no agregador).

    E a lista só podia terminar de um jeito: como começou, com o excelentíssimo Dr. Uwe Boll.

    "Alone in the Dark" é um ícone entre filmes ruins baseados em games, com tudo o que o diretor não aprendeu em "House of the Dead" refinado em 80 minutos de puro horror existencial.

    Estrelando Christian Slater no que é definitivamente o momento mais baixo de sua carreira, o filme pega um ou outro elemento dos jogos originais, mistura com uma imitação de "Aliens - O Resgate" e forma uma abominação ao mesmo tempo horrível, mas difícil de tirar os olhos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo