Topo

Jogos

Xbox

Nos 10 anos do Xbox 360, relembre 10 conquistas e um fiasco do console

Divulgação
Imagem: Divulgação

Pablo Raphael

Do UOL, em São Paulo

20/11/2015 14h19

O Xbox 360 foi o segundo videogame da Microsoft e o primeiro console daquela que ficou conhecida como a "nova geração". Lançado em 22 de novebro de 2005, o console saiu um ano antes dos concorrentes PlayStation 3 e Wii.
 
Com jogos marcantes como "Halo 3", "Forza Horizon" e a quadrilogia "Gears of War", além de uma robusta rede online que ajudou a popularizar franquias como "Call of Duty" nos videogames, o X360 foi responsável por lançar várias tendências que se tornaram o padrão recorrente da indústria.
 
UOL Jogos listou algumas das principais conquistas dos 10 anos do Xbox 360, o console que colocou a Microsoft no mapa dos videogames domésticos de uma vez por todas. Também lembramos das infames 3RL, o problema que perseguiu o X360 durante quase toda sua vida útil e custou milhões de dólares para a fabricante.
 

VEJA 10 CONQUISTAS E UM FIASCO DO XBOX 360

  • Divulgação

    10. Gráficos em alta definição

    Em 2005, as TVs de alta definição não eram nada baratas, mas aos poucos se tornaram "sonhos possíveis" para os consumidores. Mesmo assim, a Microsoft desenvolveu um console capaz de rodar jogos com gráficos muito acima do apresentado pelos antigos Game Cube, PS2 e Xbox. Hoje, 56% das casas norte-americanas contam com telas de alta definição e os jogadores não esperam menos dos grandes lançamentos.

  • Reprodução

    9. Conquistas

    Talvez o símbolo mais marcante do Xbox 360, as Conquistas nasceram no Xbox 360 e se tornaram muito populares: o jogador ganha uma ao completar algum feito específico no game, o que é um deleite e um pesadelo para os complecionistas, com algumas bem difíceis de desbloquear. O sistema se tornou tão popular que levou a concorrente Sony a implementar algo similar (os Troféus) no PlayStation 3.

  • Reprodução

    8. Gamerscore

    Junto com as Conquistas, o Xbox 360 introduziu o Gamerscore, um sistema de pontuação que engloba todos os games jogados no console e exibido junto ao perfil do jogador no Xbox Live. Comparar a pontuação no gamescore trouxe de volta a competitividade dos tempos do fliperama, quando mais do que terminar o jogo, o importante era estar no topo do placar.

  • Divulgação

    7. Xbox Live

    Já se jogava online antes do Xbox 360. A Live mesmo surgiu no primeiro Xbox, mas foi no X360 que a rede da Microsoft se modernizou e ficou popular. Com games multiplayer de peso como "Call of Duty", "Halo" e "Gears of War", jogar online se tornou um motivo importante para evitar a pirataria (que costumava resultar no banimento do console da rede). Mais do que só fornecer a infraestrutura para a jogatina online, o Xbox 360 trouxe o sistema de 'matchmaking', permitindo aos games colocarem jogadores de níveis similares para competir uns com os outros.

  • Divulgação

    6. Microsoft Points

    O Xbox 360 foi o primeiro console com uma moeda própria, os Microsoft Points. Mesmo que tenham sido substituidos por dinheiro real com o passar dos anos, os MS Points serviram como base para a venda de conteúdo digital diretamente através da loja do Xbox Live. Os pontos também podiam ser usados em outras plataformas Microsoft, como Zune e Games for Windows, plantando as raízes das plataformas interconectadas com as quais estamos acostumados.

  • Divulgação

    5. Distribuição digital

    Com uma rede online robusta e uma moeda própria, o Xbox 360 lançou a tendência da distribuição digital nos consoles domésticos. Primeiro foram os jogos da linha Live Arcade, títulos menores em tamanho mas com diversão de sobra, como "Castle Crashers", "Hard Corps: Uprising" e "Dust". A plataforma digital também permitiu o relançamento de jogos mais antigos, como "Marvel vs. Capcom 2", "D&D: Chronicles of Mystara" e a inevitável distribuição por download de games maiores e os conteúdos adicionas, os infames DLC.

  • Divulgação

    4. Jogos indie

    A distribuição digital no Xbox 360 também trouxe para os consoles uma nova geração de desenvolvedores, que até então ficava restrita ao PC: os produtores independentes, que fazem jogos sem o apoio das grandes publishers. Criadores de jogos como "Braid" e "Fez" encontraram no Xbox 360 uma porta de entrada no mundo dos consoles domésticos. E, claro, o X360 foi o primeiro console a receber "Minecraft".

  • Divulgação

    3. Kinect

    Seguindo a direção apontada pelo Wii e seus controles sensíveis ao movimento, o Xbox 360 ganhou em 2010 um acessório dos mais futuristas: o Kinect. Seu conjunto de câmeras, microfones e sensores permitia jogar sem usar nada nas mãos. O sucesso do Kinect com o público "casual" e seus jogos de dança e brincadeiras para toda a família levaram a Microsoft a investir pesado numa nova versão para Xbox One - que acabou não sendo recebida tão bem quanto o original.

  • Divulgação

    2. Games dublados em português

    O impacto do Xbox 360 na indústria foi sentido também no Brasil, com a chegada de jogos totalmente localizados para nosso idioma. Desde os fofinhos "Viva Piñata" até jogos das séries "Halo", "Forza" e "Gears of War", o Xbox 360 foi responsável por reacender a chama da dublagem de jogos no Brasil - que andava parada desde o começo dos anos 2000 - e influenciou tanto publishers como Warner e Ubisoft quanto a concorrente Sony a fazerem o mesmo.

  • Divulgação

    1. Fabricado no Brasil

    Em 2011, o Xbox 360 passou a ser fabricado no Brasil. Antes, todas as unidades do console vendidas por aqui vinham da China. Isso resultou na redução de preço do console e até mesmo na queda dos preços dos jogos exclusivos. A fabricação nacional foi um fator estratégico para o sucesso do X360 no mercado brasileiro - em 2013, o console respondia por 85% das vendas. A Sony teve que correr atrás e fabricar o PlayStation 3 por aqui para poder competir. O mesmo aconteceu na geração atual, com o Xbox One sendo fabricado por aqui desde o lançamento e o PS4 a partir de novembro deste ano.

  • Divulgação

    0. Três luzes vermelhas da Morte!!!

    Nem tudo foi sucesso nesses 10 anos de Xbox 360. Durante muito tempo, o console foi assombrado por alguns fantasmas, desde a pirataria até o problema técnico mais temido pelos proprietários, as malditas três luzes vermelhas da Morte. As 3RL, como ficaram conhecidas, sinalizavam um superaquecimento nos circuitos do X360 e a inevitável "morte" do console. O problema resultou em um custo de mais de US$ 1 bilhão para a Microsoft, entre a reposição de aparelhos, consertos e até mesmo o envio dos X360 queimados para as assistências técnicas.