Jogos

Perdido na selva? Veja 10 dicas para sobreviver em "Far Cry Primal"

Divulgação
Imagem: Divulgação

Pablo Raphael

Do UOL, em São Paulo

02/03/2016 16h28

Produzido por quatro estúdios da Ubisoft, "Far Cry Primal" é um jogo de ação bem maior do que os fãs imaginavam. Cheio de missões paralelas, inimigos de vários tipos e criaturas pré-históricas espreitando no enorme mapa, é fácil se meter em confusão durante suas andanças pela terra de Oros - ou pior, chegar em momentos críticos do jogo sem as habilidades necessárias para vencer.

Preparamos um guia com 10 dicas para ajudar os jogadores a aproveitarem ao máximo a aventura na aventura pré-histórica de "Far Cry".

VEJA 10 DICAS PARA SOBREVIVER EM "FAR CRY PRIMAL"

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    1. Conheça as suas armas

    Mesmo sem armas de fogo, você conta com um arsenal bem diversificado em "Far Cry Primal". O arco é a arma mais óbvia, capaz de disparos precisos (Sempre mire na cabeça!) e flechas fáceis de fazer. Assim que puder, evolua para o arco longo, capaz de acertar alvos distantes. O tacape é mais apropriado para lutas de perto e a lança é o equivalente pré-histórico do lança-foguetes. Takkar possui também algumas bombas e o badoque, arma rápida mas difícil de dominar. Tenha sempre algumas bombas de ferrão no inventário - elas vão salvar sua pele na hora de enfrentar os inimigos mais durões.

  • Imagem: Pablo Raphael
    Pablo Raphael
    Imagem: Pablo Raphael

    2. Brinque com fogo (mas tome cuidado!)

    O uso do fogo é o que separa os humanos das feras: As chamas afastam predadores, causam dano contínuo nos inimigos e provocam incêndios imprevisíveis... por isso, cuidado na hora de sair tacando fogo em tudo pelo caminho. Você pode acabar preso no meio das labaredas ou atropelado por um urso ensandecido pelas chamas.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    3. Os melhores amigos do homem

    Em "Primal" você é capaz de domar algumas feras e usá-las como companheiros ou até mesmo montaria. Há predadores comuns, raros e os mais poderosos, que são chamados de feras astutas - e são desbloqueadas em missões de caçada. Você pode marcar alvos para suas feras ou deixá-las fazer o estrago sozinhas. Lembre-se de curar os ferimentos delas, é mais barato do que ressucitá-las no menu quando morrem. Ah, você não pode domar iaques, águias, peixes mordida ou mamutes, então cuidado com eles! Mamutes, tigres dentes-de-sabre e ursos podem ser montados.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    4. Caçar e coletar

    Tanto seu arsenal quanto outros equipamentos são construídos com os recursos que você coleta no ambiente. Portanto, fique de olho nos materiais que surgem pelo caminho (há uma habilidade que marca os itens no mapa) e use a visão de caçador (aperte o direcional analógico direito) para destacar animais e recursos na tela. Essa é uma boa opção na hora de rastrear uma criatura ferida. Fique atento para os materiais necessários para cada equipamento - a descrição sugere a região de Oros onde você vai encontrar os itens.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    5. Lembre-se de aprimorar a aldeia

    Conforme você progride no jogo, vai encontrar membros especiais da tribo e mandá-los para sua aldeia - que fica ao redor da caverna onde começa a aventura. Volte para lá de tempos em tempos e aprimore as cabanas de cada um deles, assim como a sua própria cabana. Isso leva tempo e exige recursos bastante variados, mas garante boas recompensas que vão torná-lo um guerreiro e caçador mais eficiente.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    6. Para o alto e avante!

    Ao avançar no jogo, você eventualmente vai ganhar um gancho de escalada. Fique de olho em paredões e penhascos com uma águia pintada na rocha. Olhe para cima e vai encontrar pontos onde pode prender o gancho para subir. É possível se balançar, subir até locais inacessíveis, saltar de um lado para outro e descer de rapel sobre os acampamentos inimigos. Lembre-se de explorar a movimentação vertical!

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    7. Ajude os Wenja!

    A terra de Oros é cheia de membros perdidos da tribo Wenja, todos precisando de sua ajuda, seja em missões secundárias ou sendo atacados por feras ou envolvidos em disputas de território contra outras tribos. Ajude tantos quanto puder, tomando cuidado para manter os Wenja vivos durante os eventos. Os aliados que sobrarem no fim do evento se tornam membros da tribo. Quanto mais gente na aldeia, mais melhorias são desbloqueadas.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    8. Piras, fogueiras e acampamentos

    "Far Cry Primal" não tem as infames torres da Ubisoft, mas tem piras, enormes fogueiras que são o equivalente pré-histórico delas. Além delas, há fogueiras menores e também os acampamentos, que você toma dos inimigos e transforma em bases avançadas da tribo Wenja. Esses locais servem como pontos de viagem rápida, acelerando o deslocamento pelo mapa, mas também podem ser usados para descansar e esperar o melhor horário para caçar aquela presa específica.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    9. Planeje sua evolução

    Conforme progride em "Far Cry Primal", você ganha pontos de experiência e ao subir de nível, pontos de habilidade. Também é possível ganhar pontos de habilidade extras cumprindo certas missões indicadas no mapa. Há uma grande variedade de perícias que você pode desbloquear, algumas essenciais e outras que se adequam mais a um ou outro estilo de jogo. Confira no menu de Habilidades o que é preciso para pegar a perícia que você deseja e economize seus pontos para chegar logo até o que quer.

  • Imagem: Pablo Raphael/UOL
    Pablo Raphael/UOL
    Imagem: Pablo Raphael/UOL

    10. Use (muito!) a coruja

    A coruja é seu único companheiro alado, uma espécie de totem espiritual dos Wenja. Na prática, ela funciona como um drone com penas. Você pode usá-la para mapear uma área, marcar os inimigos e, com as habilidades certas, eliminar alguns deles com ataques rasantes ou mesmo soltando bombas e colmeias de abelhas sobre as vítimas lá embaixo. O tempo de recarga é um empecilho, mas use a coruja sempre que puder.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo