Geek

Por que o Demolidor é o pior super-herói para se namorar

Reprodução
Imagem: Reprodução

Victor Ferreira

Do Gamehall, em São Paulo

24/08/2017 14h13

À primeira vista, Matt Murdock parece ter tudo para ser um namorado ideal: bonito, inteligente, altruísta, que usa suas habilidades como advogado para defender os mais pobres e necessitados nos tribunais quando estes não têm qualquer representação legal.

Mais impressionante, ele conseguiu chegar a este patamar após uma infância na pobreza e um trágico acidente deixá-lo cego.

(Tudo bem, parte disso deve-se às habilidades super-humanas que conseguiu neste mesmo acidente, mas ainda assim!)

Ao analisar o seu histórico de relacionamentos, porém, o Demolidor é de longe o super-herói com o maior número de tragédias românticas, com uma quantidade assustadora de namoradas que ficaram loucas, morreram, ou as duas coisas.

Isso deve-se porque, depois da revolução feita por Frank Miller, tornando-o em um personagem noir nos moldes do Batman, roteiristas começaram a pensar em mais e mais maneiras de arruinar a vida de Matt, e geralmente seus relacionamentos amorosos acabaram no meio do fogo cruzado.

Confira abaixo o triste fim das pobres mulheres que tiveram o infortúnio de conhecer o Homem Sem Medo.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Karen Page

    Enquanto o relacionamento entre Matt e Karen está apenas começando na série da Netflix, o casal tem um longo histórico nos quadrinhos, assim como um fim trágico.

    Após descobrir que Matt era o Demolidor, Karen chegou a deixá-lo para tentar uma carreira em Hollywood, mas acabou ficando viciada em heroína, chegando até a indiretamente vender a identidade secreta do Homem Sem Medo para Wilson Fisk, o Rei do Crime.

    Arrependida, ela volta para Nova York e reencontra Matt -- que neste meio-tempo teve a vida destruída pelo vilão --, chegando a reatar o relacionamento após largar as drogas.

    A partir daí, os dois tiveram uma série de indas e vindas, até que Karen sacrifica sua vida para salvar o Demolidor em uma luta com o Mercenário, pulando na frente de um bastão que estava em direção à cabeça do herói.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Milla Donovan

    Na aclamada fase de Brian Michael Bendis e Alex Maleev HQ do personagem, Milla Donovan é uma deficiente visual que tem a vida salva pelo Demolidor. Já que na época a identidade secreta do herói era um segredo aberto, ela visita Matt para agradecê-lo e convidá-lo para um encontro.

    O relacionamento dos dois evolui rapidamente, e durante a série Matt e Milla acabam se casando -- embora ele ainda não tivesse superado a morte de Karen, o que põe o casal em constante conflito.

    No fim, porém, o casamento durou pouco: na fase seguinte, de Ed Brubaker, Milla acaba enlouquecendo graças a uma droga desenvolvida pelo vilão Senhor Medo, acidentalmente matando um inocente e sendo internada em um hospital psiquiátrico. Matt tenta em vão procurar por uma cura ou antídoto, mas no fim acaba aceitando o pedido de divórcio feito em nome dos pais dela.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Glorianna O'Breen

    Sobrinha da esposa de Foggy Nelson, Glorianna O'Breen era uma fotógrafa irlandesa que se mudou para os EUA, querendo fugir dos problemas políticos de sua terra natal.

    Após abrigá-la em seu apartamento, Matt começa a namorar com Glorianna por uns tempos, mas o relacionamento se deteriorou pela constante ausência do advogado, que por algum motivo não tinha muito tempo para sair em seu tempo livre, mais a volta de Karen Page (sempre ela) para Nova York.

    Depois disso, Glorianna chegou a namorar Foggy -- que a este ponto havia sido abandonado pela esposa --, e deixou o elenco da HQ por uns tempos...

    ... Até ser reapresentada só para ser arremessada de uma janela pelo vilão Victor Krueller, porque nenhuma mulher que saiu com Matt Murdock tem um final feliz.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Heather Glenn

    Filha do industrialista Maxwell Glenn, Heather era uma socialite festeira que servia de contraponto ao sempre sério Matt.

    As coisas começaram a piorar, porém, quando o Demolidor descobre que o pai de Heather estava envolvido em uma série de crimes sob influência de Zebediah Kilgrave, o Homem Púrpura. Antes que o herói pudesse provar que Maxwell estivesse sendo manipulado, porém, o executivo cometeu suicídio na prisão.

    Heather entrou em uma espiral de depressão e alcoolismo, o que levou Matt a terminar o relacionamento e passar a evitá-la -- algo um tanto babaca de se fazer, diga-se de passagem.

    Após ligar desesperadamente para Matt sem sucesso, Heather também comete suicídio, provando que o Demolidor não só destrói relacionamentos, como famílias inteiras.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Mary Walker

    OK, Mary Walker não é tanto uma "namorada", mas ainda é um relacionamento amoroso importante do Homem Sem Medo, além de ser outra figura trágica da qual o Demolidor é ao menos parcialmente responsável.

    No início de sua carreira como vigilante, Matt atacou o dono de um bordel. Para sua surpresa, as prostitutas defenderam o criminoso, e o herói acabou acidentalmente jogando uma delas pela janela.

    A mulher sobreviveu. Mas o acidente destruiu seu estado mental, e desde então ela passou a ter três personalidades distintas: a tímida e pacífica Mary; a desequilibrada e manipuladora Mary Tifoide; e a psicótica Bloody Mary.

    Desde então, ela ficou obcecada pelo Demolidor, trabalhando junto com o Rei do Crime para destruir sua vida e tê-lo só para ele (dependendo da personalidade, de qualquer forma).

    Ah, e já falamos que ela é uma mutante poderosa? Sério, nem que quisesse Matt poderia ter escolhido alguém pior para defenestrar.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Elektra Natchios

    Ah, a mulher que começou tudo.

    Namorada de Matt nos tempos da faculdade, Elektra era uma simples estudante da Universidade de Columbia, filha do embaixador grego nos EUA. Após a morte de seu pai -- que o herói tentou e falhou em prevenir --, a moça é tomada pelo ódio e vira uma perigosa assassina.

    Anos depois, o caminho dos dois se cruza novamente, agora como inimigos relutantes.

    Após não conseguir matar Foggy Nelson à pedido do Rei do Crime, Elektra acaba sendo atacada pelo Mercenário, morrendo nos braços do Demolidor.

    Elektra seria trazida de volta à vida mais tarde, mas ainda assim ela foi pioneira entre as mulheres que sofreram fins terríveis depois de conhecer Matt Murdock.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
UOL - Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
Especiais
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Topo