Retrô

Pouco conhecido no Brasil, Xbox original completa 15 anos

Divulgação
Foi com o Xbox "caixa preta" que a Microsoft entrou no mercado de consoles domésticos Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

15/11/2016 16h36

Em 15 de novembro de 2001, a Microsoft entrou no ramo dos consoles domésticos com o primeiro Xbox. Grandalhão, o videogame tinha entre seus games o desconhecido "Halo", primeiro jogo de uma das mais importantes séries de tiro em primeira pessoa.

O Xbox original foi um laboratório para a Microsoft e mesmo não sendo o maior sucesso de vendas na geração que foi dominada pelo PlayStation 2, trouxe inovações importantes, que mudariam a forma como jogamos videogame, como a rede online Xbox Live.

O console vendeu cerca de 24 milhões de unidades, mas não chegou a ser lançado no Brasil. Por aqui, quem fez a fama da Microsoft entre os jogadores foi seu sucessor, o Xbox 360, que aposentou o Xbox 'caixa preta' em 2005. Como foi lançado oficialmente por aqui, com jogos em português, loja online brasileira e tudo mais, para muitos jogadores brasileiros, o X360 é erroneamente visto como o "primeiro" console da empresa norte-americana.

Para celebrar os 15 anos do Xbox, UOL Jogos preparou uma lista de curiosidades sobre o primeiro console da Microsoft:

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "Halo", "Forza" e outras franquias nasceram no Xbox

    O Xbox foi o primeiro videogame fabricado por uma empresa norte-americana no século XXI, desde que a Atari encerrou a produção do Jaguar em 1996. O console teve já na leva inicial de games, "Halo: Combat Evolved", primeiro 'shooter' da principal franquia da Microsoft. Outras séries que começaram no Xbox original e seguiram nos consoles seguintes estão "Forza Motorsport" e "Fable".

    Considerado um console de nicho no Brasil, o primeiro Xbox na verdade tinha um bom catálogo de jogos: "Jade Empire" (BioWare), "Breakdown" (Bandai Namco), "Full Spectrum Warrior" (Pamdemic), "Crimson Skies" (FASA), "Ninja Gaiden" (Tecmo), "Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay" (Starbreeze) e "Splinter Cell: Chaos Theory" (Ubisoft) são alguns dos games mais bacanas que passaram pelo console.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Xbox Live consolidou a jogatina online nos consoles

    Inspirado no que a Sega começou com o Dreamcast, o Xbox levou de vez a jogatina online para o mundo dos consoles. O Xbox contava com uma porta ethernet, recurso bem a frente do seu tempo, já que em 2002 a internet banda larga ainda não era uma realidade para a maioria dos jogadores.

    Foi com o lançamento de "Halo 2", em 2004", que a Xbox Live ganhou força. As partidas online do game de tiro se tornaram febre nos EUA e em outros países. A popularidade do jogo de tiro era tanta que, mesmo com o laçamento do X360 em 2005, a Live original continuou operando até 2010, quando os últimos jogadores de "Halo 2" foram desconectados.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    O console quase foi distribuído de graça

    Segundo o produtor de "Oddworld", Lorne Lanning, a Microsoft considerou distribuir o primeiro Xbox de graça. "Muitos dentro da empresa disseram que o Xbox deveria ser gratuito", contou o produtor ao site GamesIndustry.

    O produtor disse que, na época, a Microsoft acreditava que o principal consumidor de games seria o público casual e que se o Xbox fosse distribuído de graça, poderia bater a Nintendo. "Foi por isso que 'Oddworld: Munch's Oddysee' foi lançado exclusivamente para Xbox". O aparelho rodaria Windows, como uma forma de popularizar o sistema operacional nas casas dos EUA.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Protótipo do Xbox era aparelho em forma de X

    O próprio Bill Gates apresentou o primeiro protótipo do Xbox ao mundo, ao lado do engenheiro Seamus Blackley. O anúncio aconteceu em março de 2000, e o aparelho mostrado era, no mínimo, exótico: Uma grande letra X vertical, com o logotipo X-Box (com hífem) no centro. O controle visto ao lado foi construído durante a GDC daquele ano e não tinha ainda as alavancas analógicas.

    A própria cor verde berrante da logomarca foi escolhida de forma meio "acidental". O engenheiro Seamus Blackrey conta que a criação da marca foi em uma reunião na Microsoft e "tinha esse cara, o Horace Lucke, ele tinha um conjunto com várias canetas marca-texto legais, que o pessoal do escritório foi roubando. Só sobrou a verde, que ninguém queria". E por isso, todas as opções de logomarca foram feitas por ele em verde e a cor acabou ficando associada ao Xbox.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Xbox quase foi parceiro da Sega, Nintendo e do PlayStation

    No final de 2001, o Dreamcast já era carta fora do baralho na disputa com o PlayStation 2. A Microsoft viu nisso uma oportunidade para reforçar o catálogo do Xbox e Bill Gates chegou a se reunir com o presidente da Sega, Isao Okawa, para formar uma parceria: o Xbox rodaria os jogos do Dreamcast.

    O negócio não virou porque a Sega queria que os games do Dreamcast com funções online rodassem perfeitamente no Xbox, enquanto a Microsoft ofereceu suporte apenas para a jogatina local.

    Antes mesmo de bolar seu próprio consone, a Microsoft procurou também Nintendo e Sony para negociar possíveis parcerias. O executivo Ed Fries contou, em entrevista ao IGN, que ambas as empresas recusaram a oferta, que consistia na Microsoft cuidar do software e da rede online do novo console, que seria fabricado por uma das empresas japonesas.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Ausência do Windows no Xbox irritou Bill Gates

    Para Bill Gates, fundador da Microsoft, um dos objetivos originais do Xbox era popularizar o sistema operacional da casa, o Windows. Imagine a reação do executivo quando soube que o Windows não fazia parte do console! Segundo o ex-executivo do Xbox, Ed Fries, "Bill gritou com a equipe, dizendo que aquilo era um insulto a tudo que ele fez pela companhia". A discussão aconteceu numa reunião em pleno Dia dos Namorados nos EUA e ficou conhecida internamente como o "Valentine's Day Massacre".

    A discussão demorou horas, com Gates se mostrando intransigente com todos que tentavam convencê-lo que usar um sistema operacional otimizado para games era a melhor ideia. "As horas passavam, eram cinco, depois seis da tarde. Era Dia de São Valentim! A maior parte de nós tínhamos algo a fazer fora do trabalho", contou Fries.

    Gates só aceitou a ausência do sistema no console quando foi convencido de que havia uma ameaça maior para o Xbox combater, que era o avanço da Sony sobre o mercado, com novos softwares e processadores. Deter a gigante japonesa era tão importante para a Microsoft quanto espalhar o Windows.

    Vale notar, hoje o Xbox One e o Windows 10 são sistemas integrados, tanto na hora de jogar online quanto para comprar games da Microsoft e compartilhar o progresso no jogo entre ambas as plataformas.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Controle enorme e desajeitado

    O primeiro controle do Xbox, apelidado de "Duke", entrou para o Livro dos Recordes em 2008 como o "maior controle convencional de videogame". Enorme e desajeitado, o controle foi criticado tanto pela mídia especializada quanto pelos jogadores e acabou substituído pela versão "S", projetada originalmente para o mercado japonês, menor e mais fino.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Xbox deu prejuízo bilionário para Microsoft

    O Xbox foi o segundo console mais vendido de sua geração, com 24 milhões de unidades. Não seria um número ruim, se o primeiro lugar não fosse do PlayStation 2, um dos videogames mais populares de todos os tempos, empatado com o portátil 3DS. O PS2 vendeu mais de 150 milhões de unidades. Mas o verdadeiro problema era o custo do Xbox: ao vender hardware de ponta por um preço competitivo, a Microsoft acumulou um prejuízo de quase US$ 5 bilhões com o primeiro Xbox.

    O valor foi revelado pelo ex-diretor do Xbox, Robbie Bach, que reconhece a importância da Microsoft ter bancado a aposta: tanto a marca Xbox quanto "Halo" sobreviveram e se tornaram grandes competidoras no mercado de games atual.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Games do Xbox podem ser jogados no X360 - e um dia, no Xbox One

    Alguns dos jogos do Xbox original podem ser jogados no Xbox 360. É preciso baixar um pequeno arquivo na Xbox Live para rodar cada game, um sistema de emulação similar ao que é feito no Xbox One para rodar games do X360.

    A lista de jogos retrocompatíveis do Xbox original no X360 inclui mais de 300 títulos, entre clássicos da plataforma como "Halo 2" e "Ninja Gaiden Black", a melhor versão de "GTA San Andreas" e "Shenmue II".

    O atual console da Microsoft, Xbox One, roda games do X360, mas não do primeiro Xbox. Segundo o chefe da divisão Xbox, Phil Spencer, trazer os games do Xbox para o console mais recente é uma questão de tempo. "Eu pergunto isso com frequência para o time da retrocompatibilidade", disse Spencer. "Não descartamos a ideia, só gostaria de ter tempo para fazer isso".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

© 1996 - 2017 UOL - Todos os direitos reservados