Geek

Se você gosta desses games, deve comprar o jogo de tabuleiro

Montagem/UOL
Imagem: Montagem/UOL

Pablo Raphael

Do UOL, em São Paulo

30/11/2017 04h00

Não é de hoje que os videogames se inspiram em jogos de tabuleiro e RPGs de mesa. Mas com a popularidade inegável dos games, o caminho contrário também acontece e alguns dos jogos de tabuleiro mais divertidos da atualidade são derivados de títulos de sucesso, como "Dragon Age" e "Bloodborne", por exemplo.

O nicho dos jogos de mesa licenciados de videogames inclui jogos de cartas, RPGs e jogos de tabuleiro. Nos EUA, há edições dos tradicionais "Risk" e "Monopoly" temáticas de diversos games, inclusive das séries "Halo" e "Legend of Zelda".

O shooter "Gears of War" inspirou um jogo de tabuleiro que reproduz suas mecânicas de combate e ação cooperativa. A premiada série "Fallout" está para ganhar um jogo de tabuleiro e "The Witcher" vai ter seu próprio RPG de mesa em 2018.

VEJA TAMBÉM:

Os RPGs de mesa derivados de videogames não são exatamente novidade: "Warcraft" e "Street Fighter" já tiveram seus próprios jogos, assim como "Dragon Age". Adaptações de games estão entre os temas mais frequentes nas páginas da revista brasileira Dragão Brasil, ao lado de animes e séries de TV.

Para você conhecer um pouco mais o mundo dos jogos de tabuleiro modernos, UOL Jogos selecionou três jogos de mesa baseados em videogames que estão disponíveis no Brasil, com regras em português. Confira!

ACOMPANHE UOL JOGOS NO YOUTUBE!

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    X-COM: Board Game

    Fantasy Flight Games - Galápagos Jogos - Preço: R$ 280

    No comando da organização militar internacional X-COM, os jogadores devem lidar com uma invasão alienígena. Cada jogador é responsável por uma das tarefas, como Pesquisa Científica, Engenharia ou controlar os soldados. É preciso pensar rápido e gerenciar os recursos para combater os aliens.

    "X-COM" usa um app gratuito, que você pode rodar no computador, tablet ou smartphone, para gerenciar as partidas. O app está todo em português e a cada rodada, avança ou reduz as ameaças dos invasores conforme as ações dos jogadores no tabuleiro. O criador do jogo, Eric Lang, disse ao UOL Jogos que queria misturar jogos de tabuleiro e apps para celular. "Quando soube que ia trabalhar com 'X-COM', me pareceu a oportunidade perfeita".

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Bloodborne: Card Game

    CMON Limited - Galápagos Jogos - Preço: R$ 140

    Outra criação de Eric Lang, o jogo de cartas baseado em "Bloodborne", o sombrio e desafiador RPG de ação do PlayStation 4, usa a competição entre os jogadores para reproduzir a tensão do videogame enquanto o grupo explora as Masmorras do Cálice, com suas armadilhas, criaturas e itens recriados através das cartas. Os jogadores, no papel de Caçadores, colaboram para superar os perigos e chefões do jogo, mas no fim, apenas um vai juntar Sangue o bastante para escapar.

    Com essa mistura de cooperação e competição, "Bloodborne: Card Game" ganha uma camada adicional de estratégia e tensão, pois cada jogador decide por conta própria e em segredo, suas táticas em cada batalha: você vai atacar os inimigos ou coletar sangue? Se esconder em segurança e poupar seu caçador para as lutas finais? Ou, pior ainda, sabotar os esforços dos colegas para garantir a vitória?

  • Imagem: Montagem/Divulgação Jambô Editora
    Montagem/Divulgação Jambô Editora
    Imagem: Montagem/Divulgação Jambô Editora

    Dragon Age RPG

    Green Ronin - Jambô Editora - Preço: R$ 150

    "Dragon Age RPG" é um jogo de interpretação de papéis ao estilo de "Dungeons & Dragons" e "Tormenta", inspirado no universo de fantasia criado pela BioWare. O grupo de jogo assume o controle de guerreiros, magos e ladrões e, guiados por um dos jogadores, que atua como mestre do jogo, se aventuram pelo mundo de Thedas após os eventos de "Inquisition".

    Por seguir de perto os sistemas do videogame, as regras de "Dragon Age RPG" são simples e fáceis de entender. Os combates são bastante dinâmicos e o RPG conta com um sistema de "façanhas" que resulta em ações heróicas e empolgantes na mesa de jogo. Para os fãs da trilogia original, o livro básico traz muitos detalhes sobre o mundo e a história de Thedas. E, para completar, há informações o bastante para jogar em outros períodos, como durante o Quinto Flagelo de "Dragon Age: Origins" ou na época do surgimento da Inquisição.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Geek

Topo