Jogos

UOL Jogos elege os melhores games e destaques de 2016; veja os campeões

Do UOL, em São Paulo

14/12/2016 10h30

O ano de 2016 não foi tão recheado de títulos de peso aguardados para as plataformas do momento, mas reservou dose forte de surpresas e novidades.

Além do fim de duas lendas - "Final Fantasy XV" e "The Last Guardian" -, que enfim se tornaram realidade, acompanhamos uma apresentação ímpar de produtoras indie, com títulos variados e caprichados.

Dentre as grandes produtoras, Sony e Microsoft desfilaram atrações impecáveis, enquanto a Blizzard ousou de forma confiante ao lançar um game de tiro em primeira pessoa online.

Esta foi também uma temporada especial para o cenário brasileiro do eSport. Não só vimos o ressurgimento de "Counter-Strike" com força total como brasileiros deixaram suas marcas e competições e premiações ao redor do planeta.

Para celebrar todos esses momentos marcantes, listamos abaixo os melhores jogos do ano e outros destaques de 2016 na opinião da redação do UOL Jogos.

Ah, e não acabou: clique aqui para participar da enquete de Melhores Jogos do Ano e ajudar a eleger os campeões de 2016 na opinião dos leitores do site.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Jogo do Ano

    "Overwatch" é um shooter excelente, muito melhor do que se esperaria da primeira investida da Blizzard no gênero ("Starcraft Ghost" a parte). O potencial para o eSport é grande e os personagens diversificados conquistaram uma legião de fãs - muitos que não se arriscariam em outros tiroteios online.

  • Imagem: Reprodução/Olly Moss
    Reprodução/Olly Moss
    Imagem: Reprodução/Olly Moss

    Indie

    Num ano cheio de ótimos jogos independentes, "Firewatch" se destaca ao transformar mais um 'jogo de andar' num diálogo que evolui para uma relação e em um jogo mental incrível. Não à toa, é a criação de um 'time dos sonhos' indie, com veteranos de "Walking Dead", "Mark of the Ninja" e outros sucessos.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Trilha sonora

    Um aspecto que se beneficiou do longo ciclo de desenvolvimento de "Final Fantasy XV" foi a trilha sonora. A compositora Yoko Shimomura escreveu a primeira faixa do jogo em 2006, quando ainda era "Versus XIII" e continuou evoluindo a obra até chegar às faixas contagiantes da aventura de Noctis e companhia.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Mobile

    Nenhum jogo de celular causou tanta comoção quanto "Pokémon Go" em 2016. Desde o lançamento aguardadíssimo no mundo todo até as mudanças de comportamento, com as pessoas indo para as ruas e parques caçar Pokémon, o game rendeu - e ainda rende - histórias e aventuras incríveis para os treinadores.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Realidade virtual

    Quando Tetsuya Mizuguchi criou "Rez" em 2001, lá no Dreamcast, foi pensando em como seria o mundo da realidade virtual. Quando os óculos de VR chegaram, "Infinite" comprovou que a visão de Mizuguchi estava certa. Os hipnóticos estágios de "Rez" são o que há de melhor na realidade virtual em 2016.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Exclusivo Xbox

    Mais do que um jogo de corridas, "Forza Horizon 3" é um jogo de cultura de corridas. De certa forma um sucessor espiritual de "Need for Speed Underground" e "Project Gotham Racing", o game é prova incontestável de que fãs de automobilismo precisam de uma plataforma Xbox em suas vidas.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Exclusivo PlayStation

    No PlayStation 4, "A Thief's End" é a culminação daquilo que a Sony construiu com uma de suas principais franquias nos tempos do PlayStation 3. "Uncharted" chega a seu clímax com mecânicas e personagens que conquistaram fãs na geração passada aliados a gráficos de ponta e a todo o aprendizado que a Naughty Dog teve ao longo dos últimos anos.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Exclusivo PC

    Em uma das épocas mais secas para jogos de estratégia, "Civilization VI" consegue dar mais complexidade à clássica fórmula da série ao mesmo tempo em que simplifica a experiência do usuário. As partidas duram horas e mais horas, sem nunca ficarem cansativas. Descobrir e conquistar o mundo são missões tão desafiadoras quanto divertidas.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Ação

    "Overwatch" apresenta um FPS multiplayer com personagens cativantes mesmo sem um modo campanha. Sua jogabilidade agrada tanto a novatos em jogos de tiro quanto aos veteranos de guerra com skills únicas, modos de jogo que sempre se renovam, mapas variados e bem estruturados para disputas - isso sem falar nas skins legais. Todo mundo gosta de skins, cara.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Aventura

    "A Thief's End" mescla de maneira inteligente narrativa, quebra-cabeças, plataformas e tiroteios, em um pacote completo que faz com que os jogadores realmente sintam-se como aventureiros ao lado de Nathan Drake. Uma vez imerso no mundo de "Uncharted", é difícil sair.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo