Jogos

Valeu esperar: 7 jogos que melhoraram depois de ganhar atualizações

Montagem/UOL
Imagem: Montagem/UOL

Do UOL, em São Paulo

28/12/2016 14h55

Nem todo game é um sucesso logo de cara e mesmo títulos de franquias conhecidas, como "Diablo" e "Street Fighter" podem sofrer de um mau começo. Mas, numa época em que atualizações digitais são uma realidade cotidiana na vida dos jogadores, as produtoras sempre tem uma segunda chance de acertar e melhorar seus games, seja ouvindo a comunidade e corrigindo falhas técnicas, seja incluindo novo conteúdo - de preferência, sem cobrar nada a mais por isso.

UOL Jogos selecionou sete jogos que tiveram suas experiências melhoradas após o lançamento. Confira:

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Assassin's Creed Unity

    Na época do lançamento, o game ambientado na Revolução Francesa tinha todo tipo de problema: controles arredios, quedas de frame rate, baús que não funcionavam e até os famigerados 'esqueletos'. De forma lenta, mas admirável, a Ubisoft corrigiu isso tudo e ainda presentou quem joga com uma expansão - antes ela seria paga, mas os vacilos foram tantos que a Ubi liberou geral como pedido de desculpas.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Battlefield 4

    "Battlefield 4" tinha tudo para ser um grande jogo de tiro, mas os servidores se recusavam a funcionar direito nas primeiras semanas após o lançamento. A campanha solo não era capaz de prender o interesse dos jogadores por muito tempo e falhas técnicas durante partidas online conseguiam travar o jogo por completo. A produtora DICE trabalhou duro e aguentou muitas críticas até conseguir estabilizar os servidores e corrigir os 'bugs' do game, que recebeu várias expansões e conteúdos gratuitos ao longo dos anos, firmando seu lugar como um dos jogos de tiro mais populares da atualidade.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Diablo III

    Um dos jogos mais aguardados antes do lançamento, "Diablo III" virou praticamente sinônimo de "começar com o pé esquerdo" na indústria de games. Os servidores eram ruins, os usuários eram desconectados ou sofriam atrasos terríveis nas ações e o pior de tudo era a "Auction House", um sistema de leilão baseado em dinheiro real e que estragava completamente a experiência de quem não colocava a mão na carteira. Ao longo dos anos seguintes, "Diablo III" mudou muito, abandonando a famigerada casa de leilões, melhorando o 'drop' de itens e implantando um sistema de temporadas e novas masmorras, até virar um game com replay quase infinito.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Driveclub

    Quem sonhava com algo à altura de "Gran Turismo" logo no lançamento do PS4 se decepcionou bonito com "Driveclub". Isso não significa que o jogo seja um fracasso: sem muito alarde, a produtora Evolution continuou aperfeiçoando o título, incluindo correções nos controles, um sistema de clima dinâmico e até novas pistas

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Halo: The Master Chief Collection

    Reunir os quatro "Halo" originais em um só pacote, melhorar os gráficos de "Halo 2" (que fazia 10 anos na ocasião), incluir um inteligente menu de navegação para jogar todas as campanhas do jeito que preferir, unificar as partidas multiplayer da festejada série de tiro em uma só plataforma. Não tinha como "Master Chief Collection" dar errado. Até a hora em que deu tudo errado. Assim que o game foi lançado, os servidores pararam de funcionar direito e as partidas online se tornaram uma raridade. Foi preciso muito trabalho para estabilizar a situação - e quem comprou o jogo lá no começo ganhou a remasterização de "Halo 3 ODST" como pedido de desculpas - mas hoje a coletânea do Master Chief é uma ótima pedida para os donos do Xbox One.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    No Man's Sky

    Um dos lançamentos mais alardeados da geração atual, "No Man's Sky" prometeu um universo de possibilidades para explorar, mas entregou muito menos. Nada de gráficos incríveis e criaturas gigantescas, nada para fazer além de andar e coletar recursos para poder coletar mais recursos até levar sua nave ao centro do Universo - onde, dizem, há uma surpresa decepcionante. A primeira grande atualização do jogo trouxe novidades o bastante para justificar uma segunda investida: elementos de criação e construção, uma base para onde você pode retornar, ferramentas de coleta automáticas e um desafiador modo de sobrevivência esperam pelos astronautas solitários de "No Man's Sky".

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Street Fighter V

    O jogo de luta da Capcom entregou tudo o que prometeu logo no lançamento... pena que foi pouco, muito pouco! Tanto que o game evoluiu de forma notável, recebendo opções que eram populares nas versões anteriores (especialmente nos modos de treino) assim como atrações inéditas na franquia, coma a breve, mas divertida, história. Isso tudo junto com ajustes essenciais nos golpes, que deixaram as partidas mais justas e equilibradas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo