Topo

Jogos

PlayStation

Prévia: Tudo que você precisa saber sobre "Cyberpunk 2077"

Divulgação
Cyberpunk 2077 se passa em Night City, onde mega corporações detém o poder Imagem: Divulgação

Do GameHall

21/06/2018 04h00

2077 dias se passaram desde a primeira aparição do jogo da CD Projekt Red: "Cyberpunk 2077". O ano era 2013, e durante aquela E3 recebemos um trailer enigmático, retratado em Night City, o icônico mundo do RPG de mesa: Cyberpunk 2020, criado por Mike Pondsmith.

Mais tarde, naquele mesmo dia, descobrimos que o próprio Pondsmith estava ligado à produção do jogo e que ele seria um RPG de mundo aberto que mereceria atenção após o lançamento de "The Witcher 3".

VEJA TAMBÉM

Após anos de espera, um segundo trailer do jogo foi divulgado durante a E3 2018. Além disso, diversas os desenvolvedores apresentaram diversas informações sobre o aguardado jogo. Confira abaixo a nossa prévia com tudo que você precisa saber sobre "Cyberpunk 2077".

Reprodução
Um dos livros de Cyberpunk 2020, o RPG de mesa criado por Mike Pondsmith que inspira e dá nome ao jogo da CDPR Imagem: Reprodução

Ambientação

O jogo se passa em Night City, onde mega corporações dominam a maior parte da riqueza e do poder. Enquanto isso, na parte mais baixa da pirâmide social, gangues de rua exercem domínio sobre a população, transformando a vida de todos em um caos.

Você jogará na pele de V, um mercenário que, assim como todos que moram em Night City, está em busca da promessa que vem de cima, de conseguir uma vida melhor. Segundo Kyle Rowley, diretor auxiliar de design na produtora, a intenção é fazer com que o jogador sinta a depressão do povo da cidade em relação ao sufoco vindo das mega corporações, tudo isso enquanto se traça um caminho próprio.

Reprodução
As mega corporações detêm o poder e a riqueza de Night City Imagem: Reprodução

Night City é uma cidade fictícia localizada entre São Francisco e Los Angeles e, segundo Rowley, ambas as cidades influenciaram no design, desde referências arquitetônicas até o estilo da arte de rua. Ainda segundo ele, ao contrário de "Witcher 3", que possuía uma grande expansão horizontal, em "Cyberpunk 2077" teremos também boa parte da exploração na vertical. Um dos exemplos dados foi o dos mega edifícios, que são prédios enormes repletos de apartamentos, pessoas, missões, shoppings e coisas para se fazer e explorar.

Divulgação
Os mega edifícios terão diversas quests, apartamentos e lojas para serem exploradas Imagem: Divulgação

Durante a maior parte do trailer na E3, fomos apresentados ao período matinal da cidade, mostrando como a população se comporta durante o dia e como está dividida a sociedade. Para aqueles que esperavam uma pegada noir, mais para o rumo de Blade Runner, fica a informação de que o jogo contará com um sistema de dia e noite, que altera Night City para sua estética mais próxima do que ficou conhecido como cyberpunk na cultura popular.

Reprodução
Dar uma retocada na maquiagem em Cyberpunk 2077 é mais ou menos assim Imagem: Reprodução

Além do ciclo de dia e noite, haverá um sistema climático que fará chover ou aumentar a força do vento durante o jogo, semelhante ao que havia em "The Witcher 3".

A cidade será dividida em 6 distritos, cada um com características únicas, acentuando a estética das classes sociais que vivem no local. São eles:

  • City Center: O coração da cidade, onde ficam as principais corporações. É onde está concentrada a luxuria e o neon.
  • Watson: Uma mistura de imigrantes asiáticos onde antes era uma grande corporação.
  • Westbrook: O lugar dos ricos que gostam de trabalhar duro e fazer festas enormes.
  • Heywood: Onde vivem os latinos. Um distrito suburbano com problemas de gangue.
  • Pacifica: Totalmente abandonada pelas autoridades, é dominada completamente por gangues. O lugar mais perigoso de Night City
  • Santo Domingo: O local onde fica todas as indústrias pesadas. É daqui que sai a energia para toda a cidade.

Personagem

Como dito anteriormente você será V. Será possível modificar sua aparência no início do jogo e escolher se quer que seu personagem seja do sexo masculino ou feminino.

O jogo não te prenderá em uma classe logo no princípio. Rowley descreve o sistema de classe como fluido e será por meio das escolhas do jogador sobre quais melhorias o personagem receberá, que será formado o seu arquétipo. Durante o jogo você poderá escolher subclasses que te darão mais habilidades e personalidade: foram destacadas as chamadas “Rockerboy” e a “Corporate”. Existem também os pontos de status como no RPG de mesa que inspirou o jogo: força, constituição, inteligência, reflexos, tech e cool.

Além de tudo isso, o jogador poderá escolher um passado, que mudará a forma como a história será contada e o que ele encontrará durante o seu percurso.

V terá total dublagem para voz, tal qual Geralt em "The Witcher 3", a intenção é aumentar a imersão e a conexão com o personagem.

Divulgação/CD Projekt Red/Twitter
Cosplay de V por Maul Cosplay. A foto foi divulgada no Twitter oficial do game Imagem: Divulgação/CD Projekt Red/Twitter

Gameplay

O jogo se passará todo em primeira pessoa, sendo possível ver o seu personagem sempre que se esconder atrás de qualquer cobertura ou enquanto se dirige veículos.

Sobre o sistema de batalha, foi revelado o uso de armas corpo a corpo e armas de fogo. Além disso, será possível o uso de tecnologia e serão classificadas em tipos. Rowley revelou 3 deles: “Power Weapons”, “Tech Weapons” e “Smart Weapons”.

Seu personagem poderá escolher várias abordagens para a batalha, podendo executar saltos pelas paredes com espadas, hackear os dispositivos implantados nos adversários, partindo para cima dos inimigos com arma de fogo, enfim, parece que será tudo a critério do jogador.

Divulgação
Você poderá escolher a forma de abordar o combate em Cyberpunk 2077 Imagem: Divulgação

Night City não terá nenhuma tela de loading, o chamado “Seamless Open World”, que a CD Projekt Red tanto investiu e que deve aumentar bastante o engajamento dos jogadores. Até o momento não há informações sobre um eventual multi player, o que está confirmado é que a história principal é uma experiência rica de RPG para um jogador, tal qual aconteceu em "The Witcher 3".

Para navegar pela cidade, será possível o uso de veículos. Foram confirmados motos e carros e ficou no ar que também teremos veículos voadores, tais quais os que vimos no trailer.

Não haverá escalamento de level, quando certos inimigos acompanham o level do seu personagem para dar uma impressão de desafio. A experiência será dividida em 2 vertentes. Uma é aumentada pelas side quests que você fará, sendo experiência de rua. A outra, intrínseca ao seu personagem, será conseguida ao derrotar inimigos e avançar na história.

Narrativa

Ainda não há informações sobre o plot do jogo. O que se sabe é que a história será fortemente influenciada pelas escolhas do jogador e que personagens presentes em Cyberpunk 2020 também terão algum papel importante no jogo.

Reprodução
Um dos primeiros concepts de Cyberpunk 2077 mostram como será o tom Imagem: Reprodução

Audio

Marcin Przybylowicz, o compositor da trilha do "The Witcher 3", está encarregado do áudio de Cyberpunk 2077.

Monetização e data

Já foi confirmado que haverá DLCs gratuitas como em "The Witcher" e que não haverá qualquer tipo de micro transação. Ainda não há informações sobre pré vendas.

Também não há informações quanto a data. O esperado é que o jogo seja lançado entre o final de 2019 e o início de 2020. De qualquer forma, a CDPR deixou claro é que o importante é atingir o nível de qualidade que eles esperam, portanto noticias devem vir só mais pra frente.