Jogos

Novo "Counter-Strike" chega em 2012 para PC, PS3 e X360

da Redação

12/08/2011 14h32

A Valve anunciou que está desenvolvendo "Counter-Strike: Global Offensive", o retorno da série mais conhecida dos jogadores de lan houses e que nasceu de uma modificação do jogo "Half-Life".

Segundo as primeiras informações, o jogo vai trazer novos mapas, personagens e armas, além de trazer versões atualizadas de mapas famosos como 'de_dust'. Além disso, o jogo vai trazer novos modos de jogo e funcionalidades atualizadas para encontro de jogadores.

"Nos últimos 12 anos, 'Counter-Strike' foi o jogo mais jogado no mundo e em campeonatos, tendo vendido mais de 25 milhões de unidades no mundo todo", disse Doug Lombardi, da Valve.

"Counter-Strike: Global Offensive" está em desenvolvimento pela Valve em conjunto com o estúdio Hidden Path Entertainment. O game está agendado para chegar em 2012 para PS3, X360 e PC e será exibido no PAX Prime 2011.

"Counter-Strike" em números

  • 11

    anos

    Essa é a idade de "Counter-Strike", que nasceu como uma modificação de "Half-Life" no ano 2000

  • 6

    vezes

    Esse é o número de atualizações do jogo, que foi da versão 1.0 a 1.6. 3 versões. Nos computadores, "Counter-Strike" conta com a versão normal, "Source" e "Condition Zero", além do pacote "Anthology"

  • 3

    plataformas

    Além dos computadores, Xbox e Arcade também receberam versões do jogo ("Counter-Strike" e "Counter-Strike Neo", respectivamente).

    Violência e polêmica

    A comercialização do popular game que opõe terroristas e contraterroristas foi proibida no Brasil no início de 2008, devido a sua dinâmica de colocar "polícia contra bandidos" e ter uma favela do Rio de Janeiro como um dos cenários mais populares.

    Segundo o ministério público, o título é descrito como um jogo em que "traficantes do Rio de Janeiro seqüestram e levam para um morro três representantes da Organização das Nações Unidas. A polícia invade o local e é recebida a tiros". A ação afirmava, sem citar nomes ou pesquisas, que "na visão de especialistas o jogo ensina técnicas de guerra". Além disso, "Counter-Strike" "traz imanentes estímulos à subversão da ordem social, atentando contra o estado democrático e de direito e contra a segurança pública, impondo sua proibição e retirada do mercado".

    Na época, a decisão fez surgir manifestações pela liberdade de expressão. No Brasil, todos os jogos comercializados oficialmente são classificados por faixa etária pelo Ministério da Justiça. "Counter-Strike" tem classificação indicativa para maiores de 18 anos. No passado, quando ainda não havia a política de classificação, já foram banidos do país jogos como "Carmageddon", "Postal" e "Grand Theft Auto". Em 2008, o game "Bully", da Rockstar, foi proibido em uma decisão da Justiça do Rio Grande do Sul.

    RELEMBRE A PROIBIÇÃO DE "COUNTER-STRIKE" NO BRASIL

    •  

    ID: {{comments.info.id}}
    URL: {{comments.info.url}}

    Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

    Por favor, tente novamente mais tarde.

    {{comments.total}} Comentário

    {{comments.total}} Comentários

    Seja o primeiro a comentar

    {{subtitle}}

    Essa discussão está encerrada

    Não é possivel enviar novos comentários.

    {{ user.alternativeText }}
    Avaliar:
     

    * Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

    Escolha do editor

    {{ user.alternativeText }}
    Escolha do editor

    Mais Jogos

    Topo