Topo

Jogos

PlayStation


"FIFA 17" ou "PES 2017": qual o melhor game de futebol do ano?

Claudio Prandoni

Do UOL, em São Paulo

29/09/2016 17h41

Fãs de games de futebol já se acostumaram a esperar por novas versões de suas séries preferidas no início do segundo semestre.

Nesta temporada, os novos "FIFA" e "PES" chegaram em setembro, apostando em novos conceitos e versões aperfeiçoadas de sucessos do passado.

Qual deles está melhor? O que mudou em relação aos jogos antigos? Estas e outras perguntas são respondidas em detalhes nas análises de cada jogo - aqui está a do "FIFA 17" e aqui a do "PES 2017" -, mas comparamos as principais atrações de cada jogo abaixo para ajudar você a decidir em qual investir. Ou não.

Veja como é o modo Jornada de FIFA 17

UOL Jogos

FIFA 17

PONTOS POSITIVOS

  • Modo Jornada

Principal novidade do "FIFA 17", o modo história é imperdível. A jornada de Alex Hunter para se tornar um astro da liga inglesa traz um ar de renovação não só à série, mas aos games de futebol em si, mostrando uma maneira nova de viver o esporte mais popular do mundo.

  • Novos gráficos

O jogo adotou o motor gráfico Frostbite, o mesmo utilizado nos games da série "Battlefield", o que proporciona melhorias incríveis no visual, especialmente nos efeitos de luz. Os controles pouco mudaram, mas os gráficos renovados dão a "FIFA 17" uma cara totalmente diferente em relação aos antecessores.

  • Mais times brasileiros

O rival "PES" até pode ter o Brasileirão licenciado, mas é o "FIFA" que tem mais times brasileiros: 23 contra 20 do rival. Constam aqui 18 times da série A (Corinthians e Flamengo ficaram de fora) e mais cinco equipes da série B - Avaí, Criciúma, Goiás, Joinville e Vasco da Gama.

PONTOS NEGATIVOS

  • Jogadores genéricos

Tudo bem, o "FIFA 17" conta com 23 times do Brasil, mas... TODOS os jogadores são genéricos. Para piorar, a produtora Electronic Arts diz que não tem previsão de corrigir isso tão cedo, como fez com o "FIFA 16". Caso queira ter os atletas corretos em cada equipe, vai ter de fazer esse trabalho na mão ou contar com a ajuda da comunidade de jogadores.

  • Controles pouco mudaram

Os gráficos de "FIFA 17" estão lindos, mas pouquíssima coisa mudou nos controles. Claro, os chutes e passes estão um pouquinho melhores, mas essas e todas as outras mudanças são bem sutis. Caso sua preocupação maior seja em relação aos controles para decidir comprar ou não o game, pouca coisa no "FIFA 17" vai te convencer.

  • Consoles antigos abandonados

É oficial: "FIFA" deixou de lado os velhinhos PlayStation 3 e Xbox 360. Tanto o modo Jornada, quanto os novos gráficos ficaram de fora das edições antigas, que também contam com ainda menos ajustes nos controles. Nos antigos aparelhos, os jogos são basicamente atualizações de uniformes e elencos.

Confira a narração de Milton Leite no PES 2017

UOL Jogos

PES 2017

PONTOS POSITIVOS

  • Brasileirão licenciado

Pela primeira vez um jogo de videogame conta com a licença oficial do Campeonato Brasileiro. Isso inclui o nome oficial da competição, o visual do troféu e todos os 20 times da primeira divisão - por sinal, Corinthians e Flamengo são mais uma vez exclusivos do "Pro Evolution Soccer".

  • Estádios brasileiros

Por mais uma temporada o game de futebol da Konami é o único a apresentar estádios do Brasil. São seis no total: Arena Corinthians, Beira-Rio, Maracanã, Mineirão, Morumbi e Vila Belmiro.

  • Controles imbatíveis

Dentro das quatro linhas, "PES 2017" é imbatível. A escassez de times e opções de modos de jogo é compensada por um game de futebol divertido, equilibrado e emocionante, com controles precisos como há muito tempo não se via.

  • Boas adaptações no PS3 e X360

Dentro do possível, as versões para consoles antigos do futebol da Konami são muito competentes, conseguindo incorporar alguns dos principais ajustes de jogabilidade e apresentando gráficos aceitáveis para os padrões atuais e limitações das máquinas.

PONTOS NEGATIVOS

  • Menus confusos e burocráticos

A impressão que fica é de que a Konami realmente foca todos os seus esforços em criar uma experiência de futebol muito boa dentro de campo. Só isso para justificar os terríveis e confusos menus que, ano após ano, continuam no game com pouquíssimas mudanças. Mesmo para quem joga com frequência é difícil saber exatamente onde está o modo de jogo que você quer. Além disso, a quantidade de menus é incoveniente e cansativa, o que só piora com a insistência do game em checar o tempo todo se está conectado à internet - isso independente do modo escolhido usar ou não a conexão.

  • Versão PC

Enquanto o rival "FIFA" vacilou em relação às versões do jogo para PS3 e X360, o "PES" derrapa na edição para computadores. Inexplicável meio termo entre as versões de PS4 e Xbox One e as para consoles antigos, o game apresenta gráficos simples e controles lentos mesmo em máquinas mais poderosas. Verdade seja dita, a própria Konami já falou que a versão para PC não é o foco da equipe de produção, mas teria sido bacana apresentar algo melhor.