Topo

Jogos

eSport

Por comida e camarote, fãs de "CS:GO" pagam até R$ 900 por ingresso de luxo

Barbara Gutierrez/UOL
O russo Aleksey Drozdov, que mora no Paraguai, gastou cerca de US$ 1,5 mil para vir ao Brasil acompanhar o evento Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Barbara Gutierrez

Do UOL, em São Paulo

29/10/2016 18h05

A ESL Pro League oferece, de 28 a 30 de outubro, partidas de alto nível de "Counter-Strike: Global Offensive" para mais de 5,5 mil pessoas por dia no Ginásio do Ibirapuera. Os melhores times do mundo brigam por um prêmio total de US$ 600 mil e os fãs do jogo de todo o Brasil estão em
polvorosa para acompanhar a competição de perto. Com ingressos comuns que partiam de R$ 17,50, a ESL ofereceu ao público diversos pacotes diferenciados para prestigiar o evento.

Um dos exemplos foram os visitantes que adquiriram o ingresso Premium, que investiram R$ 900 para presenciar os três dias do campeonato, além de outras regalias. “Essa não é uma quantia barata, principalmente no nosso país”, diz Gabriel Cury, estudante de medicina de 22 anos. “Mas tenho vouchers de comida e bebida inclusas, vou receber um pacote com camisetas e itens promocionais do evento e conheci o backstage, coisa que não teve em qualquer outro evento da ESL no mundo.”

A maior vantagem para os grandes admiradores de CS:GO da entrada Premium na ESL é a proximidade com os jogadores. “Em nosso setor, conseguimos ver alguns jogadores internacionais como da equipe EnvyUs e Liquid, e tive oportunidade de tirar fotos com eles”, fala Phillipe Moreira, engenheiro de software de 25 anos. “Depois, consegui falar com os brasileiros da Immortals como o ‘boltz’ [Ricardo Prass] e o ‘hen1’ [Henrique Teles], eu achei que eles seriam mais sérios pelo nervosismo, mas foram muito receptivos.

Barbara Gutierrez/UOL
Phillipe Moreira e Gabriel Cury destacam a alimentação proporcionada pelo pacote mais caro e também a proximidade com os ídolos Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Para quem é fã de carteirinha, como a estudante Andressa Macedo, de 21 anos, a visão privilegiada vale a pena. “É uma coisa que poucos podem ter. Eu torço de chorar, de tremer de emoção. Minha mãe fala ‘Nossa, R$ 900 para ver um joguinho de Internet?’, mas ela e outras pessoas não sabem e nem
viram o tamanho disso.”

Já Ana Carolina Machion, escrevente técnica de 28 anos, é direta sobre o julgamento de outras pessoas: “O dinheiro é meu! Eu aqui tenho cerveja livre, estou prestigiando times de fora que nunca vieram pro Brasil, tenho uma mobilidade boa e estou sentada em um lugar que enxergo tudo.”

Barbara Gutierrez/UOL
Fernanda Piva, Ana Carolina Machion e Andressa Macedo não se incomodaram em pagara R$ 900 para acompanharem o torneio com mais regalias Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Reclamações

Como primeiro grande evento internacional da ESL no Brasil, ainda há muito a melhorar. “O prometido era comida liberada para quem comprou Premium e vouchers de comida para os ingressos Plus, mas a organização somente me deu vouchers”, reclama Aleksey Drozdov. O russo de 32 anos trabalha para o governo do Paraguai e veio diretamente de Assunção para acompanhar o campeonato. “Mesmo sendo Premium, fiquei 2 horas e 40 minutos esperando na fila pela assinatura da equipe brasileira SK Gaming e fecharam a porta na minha cara.”

Fernando Tsugutoshi Asato, estudante de 21 anos, também se queixa dos mesmos problemas que Drozdov: “Parece que se eu tivesse pago pelo ingresso Plus, eu teria a mesma experiência que estou tendo. A única diferença foi sentar na frente e ter a bebida de graça, de resto não tem diferença. Ganhamos uma bolsa com itens que foi pobre em comparação a outros eventos da ESL já feitos e que algumas pessoas do Plus pegaram também, sendo que eles deveriam ganhar apenas a camiseta.”

A ESL Pro League de CS:GO ainda vai até domingo (30), dia das semifinais e grande final do campeonato. Para saber todos os horários das partidas e como acompanhar aos jogos, acesse nosso guia especial do torneio.