Jogos

eSport

Por comida e camarote, fãs de "CS:GO" pagam até R$ 900 por ingresso de luxo

Barbara Gutierrez/UOL
O russo Aleksey Drozdov, que mora no Paraguai, gastou cerca de US$ 1,5 mil para vir ao Brasil acompanhar o evento Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Barbara Gutierrez

Do UOL, em São Paulo

29/10/2016 18h05

A ESL Pro League oferece, de 28 a 30 de outubro, partidas de alto nível de "Counter-Strike: Global Offensive" para mais de 5,5 mil pessoas por dia no Ginásio do Ibirapuera. Os melhores times do mundo brigam por um prêmio total de US$ 600 mil e os fãs do jogo de todo o Brasil estão em
polvorosa para acompanhar a competição de perto. Com ingressos comuns que partiam de R$ 17,50, a ESL ofereceu ao público diversos pacotes diferenciados para prestigiar o evento.

Um dos exemplos foram os visitantes que adquiriram o ingresso Premium, que investiram R$ 900 para presenciar os três dias do campeonato, além de outras regalias. “Essa não é uma quantia barata, principalmente no nosso país”, diz Gabriel Cury, estudante de medicina de 22 anos. “Mas tenho vouchers de comida e bebida inclusas, vou receber um pacote com camisetas e itens promocionais do evento e conheci o backstage, coisa que não teve em qualquer outro evento da ESL no mundo.”

A maior vantagem para os grandes admiradores de CS:GO da entrada Premium na ESL é a proximidade com os jogadores. “Em nosso setor, conseguimos ver alguns jogadores internacionais como da equipe EnvyUs e Liquid, e tive oportunidade de tirar fotos com eles”, fala Phillipe Moreira, engenheiro de software de 25 anos. “Depois, consegui falar com os brasileiros da Immortals como o ‘boltz’ [Ricardo Prass] e o ‘hen1’ [Henrique Teles], eu achei que eles seriam mais sérios pelo nervosismo, mas foram muito receptivos.

Barbara Gutierrez/UOL
Phillipe Moreira e Gabriel Cury destacam a alimentação proporcionada pelo pacote mais caro e também a proximidade com os ídolos Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Para quem é fã de carteirinha, como a estudante Andressa Macedo, de 21 anos, a visão privilegiada vale a pena. “É uma coisa que poucos podem ter. Eu torço de chorar, de tremer de emoção. Minha mãe fala ‘Nossa, R$ 900 para ver um joguinho de Internet?’, mas ela e outras pessoas não sabem e nem
viram o tamanho disso.”

Já Ana Carolina Machion, escrevente técnica de 28 anos, é direta sobre o julgamento de outras pessoas: “O dinheiro é meu! Eu aqui tenho cerveja livre, estou prestigiando times de fora que nunca vieram pro Brasil, tenho uma mobilidade boa e estou sentada em um lugar que enxergo tudo.”

Barbara Gutierrez/UOL
Fernanda Piva, Ana Carolina Machion e Andressa Macedo não se incomodaram em pagara R$ 900 para acompanharem o torneio com mais regalias Imagem: Barbara Gutierrez/UOL

Reclamações

Como primeiro grande evento internacional da ESL no Brasil, ainda há muito a melhorar. “O prometido era comida liberada para quem comprou Premium e vouchers de comida para os ingressos Plus, mas a organização somente me deu vouchers”, reclama Aleksey Drozdov. O russo de 32 anos trabalha para o governo do Paraguai e veio diretamente de Assunção para acompanhar o campeonato. “Mesmo sendo Premium, fiquei 2 horas e 40 minutos esperando na fila pela assinatura da equipe brasileira SK Gaming e fecharam a porta na minha cara.”

Fernando Tsugutoshi Asato, estudante de 21 anos, também se queixa dos mesmos problemas que Drozdov: “Parece que se eu tivesse pago pelo ingresso Plus, eu teria a mesma experiência que estou tendo. A única diferença foi sentar na frente e ter a bebida de graça, de resto não tem diferença. Ganhamos uma bolsa com itens que foi pobre em comparação a outros eventos da ESL já feitos e que algumas pessoas do Plus pegaram também, sendo que eles deveriam ganhar apenas a camiseta.”

A ESL Pro League de CS:GO ainda vai até domingo (30), dia das semifinais e grande final do campeonato. Para saber todos os horários das partidas e como acompanhar aos jogos, acesse nosso guia especial do torneio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo