Nintendo

Melhor aventura da série, "Sun & Moon" quer conquistar fãs de "Pokémon GO"

Divulgação/The Pokémon Company
Dezenas de novas espécies de Pokémon habitam a região de Alola Imagem: Divulgação/The Pokémon Company

Pedro Henrique Lutti Lippe

Do UOL, em São Paulo

23/11/2016 17h20

Inspirada pelo arquipélago havaiano, a região de Alola é palco para a maior, mais cinematográfica, mais diversa e mais marcante aventura da série "Pokémon".

"Sun & Moon" têm uma ganância assustadora: os games tentam abraçar o mundo todo, desde nostálgicos que não jogam desde os tempos do Game Boy e veteranos da série que sempre estão por perto, até novatos que tiveram o primeiro real contato com os monstrinhos de capturar no "Pokémon GO".

Tudo o que "Pokémon" tinha de incontestável, fica - o sistema de batalhas e a mecânica de captura, por exemplo. O resto vai embora.

No 20º aniversário da série, a Game Freak encontrou uma maneira de criar uma experiência que ao mesmo tempo parece familiar e surpreende como fizeram "Pokémon Red & Blue" lá em 1996.

Divulgação/The Pokémon Company
Jogadores podem mudar o visual do protagonista com diferentes roupas e acessórios Imagem: Divulgação/The Pokémon Company

O herói (ou heroína) de "Sun & Moon" é velho conhecido de Pikachus e Meowths. Ao lado da mãe, o protagonista muda-se para Alola da região de Kanto, cenário dos jogos "Pokémon" originais e lar dos primeiros 151 monstrinhos da série.

Montagem/UOL
Game foi avaliado no New Nintendo 3DS XL Imagem: Montagem/UOL

Esse fundo histórico não é mero capricho: são justamente com os Pokémon de Kanto que aqueles que só jogaram "Pokémon Red & Blue" ou "Pokémon GO" estão acostumados. E é pelos mesmos que os veteranos têm mais carinho.

Como o protagonista, os jogadores iniciam sua jornada por uma região desconhecida com memórias nostálgicas de Rattatas e Geodudes.

Rattatas e Geodudes que, aliás, têm aparências, habilidades e comportamentos diferentes em Alola. Convivendo no ambiente tropical do arquipélago, vários monstrinhos clássicos evoluíram de maneira diferente dos demais, e ganharam 'formas alolanas'.

Mas "Sun & Moon" não dependem apenas das lembranças de "Red & Blue" para sobreviver: uma enxurrada de novos monstrinhos também está presente nos games, assim como favoritos de todas as outras 5 gerações entre a original e a atual. Como sempre, as criaturas inéditas demonstram a criatividade de design que sempre colocou "Pokémon" acima de todas as outras franquias de monstrinhos colecionáveis.

(Menção honrosa para Toucannon - que Pokémon incrível, minha gente.)

Reprodução
Veterano da série, Rattata é um dos monstrinhos que ganharam cara nova no game Imagem: Reprodução

Treinadores Pokémon experientes sentirão mudanças que parecem pequenas, mas fazem muita diferença na prática.

Não há mais a necessidade de carregar monstrinhos específicos para lá e para cá por causa de habilidades que ajudam na exploração, pois HMs não existem mais. Mudanças de atributos durante as batalhas agora são evidenciadas em um menu simples acessível na tela de toque. Itens de 'consumo em massa' como Berries podem ser cultivados através do engenhoso Poké Pelago.

Por conta dessas e de outras mudanças, "Sun & Moon" são jogos com uma experiência "Pokémon" incontestavelmente mais agradável. Mas a novidade mais marcante que eles trazem está na narrativa.

Todos os RPGs da linha principal de jogos "Pokémon" até hoje seguiam o mesmo roteiro: ao completar 11 anos, o protagonista parte em uma jornada para tornar-se o maior treinador de sua região. Para tal, ele deve derrotar oito Ginásios, acabar com os planos malignos de uma organização criminosa regional, e enfim vencer a Elite Four mais o atual campeão.

"Sun & Moon" joga esse roteiro no lixo. Não há Ginásios em Alola. O caminho para o sucesso não é certo nem previsível.

A história ainda é bem linear - mas a linha segue rumo ao desconhecido. E assim, pela primeira vez desde "Red & Blue", um jogo "Pokémon" consegue criar a sensação de que você está realmente vivendo uma aventura ao lado de seus monstrinhos. "Sun & Moon" surpreende, sendo que surpresa era justamente o único elemento que faltava na série.

Novo Pokémon finge ser Pikachu para ser amado

Seria um erro não mencionar: "Pokémon Sun & Moon" aproveitam cada gota do poder técnico do velho Nintendo 3DS. Os jogos também são pioneiros na série portátil ao retratar o mundo dos Pokémon em escala real, com cenários verdadeiramente tridimensionais e batalhas com animações fluidas e divertidas.

"Sun & Moon" mantêm o que era bom e revoluciona o que era ruim em "Pokémon". Os jogos respeitam o legado da série que a fez ter sucesso ao longo de 20 anos, e provam que a mesma ainda têm combustível para durar pelo menos mais 20.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
UOL Jogos
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
UOL Jogos
do UOL
do UOL
UOL Jogos
UOL Jogos
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
do UOL
UOL Jogos
UOL Jogos
do UOL
UOL Jogos
UOL Jogos
do UOL
UOL Jogos
do UOL
UOL Jogos
Topo