Geek

"Oi, eu sou o Wendel!" Conheça o dublador do Goku no Brasil

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Wendel Bezerra foi o responsável por ser a voz da versão adulta do protagonista de "Dragon Ball"

    Wendel Bezerra foi o responsável por ser a voz da versão adulta do protagonista de "Dragon Ball"

Quem ouve Goku soltar um "Kamehameha" e, em seguida, se depara com Bob Esponja dando sua característica gargalhada certamente achará que os personagens não têm nada em comum. Ao menos para o Brasil, isso não é verdade: ambos possuem a mesma voz.

O responsável por isso é Wendel Bezerra, dublador com uma longa trajetória na área e que foi o responsável por dar voz ao saiyajin mais poderoso do universo desde que Goku atingiu a fase adulta (no final de "Dragon Ball"). Daí em diante, Bezerra enfrentou de Raditz a Majin Buu em "Dragon Ball Z" (e no relançamento "Dragon Ball Kai"), assim como atuou como o personagem sempre que ele estava em sua forma adulta durante "Dragon Ball GT".

Início precoce de uma extensa carreira

A carreira de Bezerra, porém, vai muito além de enfrentar guerreiros fortes pelo universo. Ele começou a atuar cedo, aos quatro anos, em uma peça de teatro chamada "A Gota D'Agua". Aos oito, foio responsável pela voz do personagem Jamie Lawson, no seriado "Super Vicky". A estreia em produções japonesas, por sua vez, foi em "Jaspion", dando voz a personagens secundários da trama. 

A lista de animações nas quais Bezerra atuou é extensa. Além de "Dragon Ball" e "Bob Esponja", ele participou de "Cavaleiros do Zodíaco", "As Aventuras de Jackie Chan", "Naruto", "Akira", "Yu-Gi-Oh!", "Megaman NT Warrior", "O Espetacular Homem Aranha", "Samurai Warriors", "Fullmetal Alchemist : Brotherhood", entre outros. Já entre séries e personagens de filmes, ele deu voz a atores como Leonardo DiCaprio, Patrick Dempsey, Matthew Broderick, Jet Li, Jackie Chan, Robert Pattinson e Ryan Gosling, para citar alguns.

Provavelmente o aspecto menos conhecido da carreira de Bezerra tenha sido sua atuação com games. A lista de jogos das quais ele participou inclui "Grand Chase, "League of Legends", "Dead Rising 3", "Smite", "Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados" e "Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4", além de ter dirigido a dublagem de "Terra-Média: Sombras de Mordor".

Outra curiosidade sobre o dublador é que foi uma das dez pessoas a atuarem como Ronald McDonald no Brasil. Ele vestia a roupa do mascote da rede de fast food em comerciais e apresentações. 

Ele não é o único de sua família a atuar com dublagens. Sua irmã, Úrsula, foi a responsável por dar voz à versão criança de Goku durante todas as fases de "Dragon Ball" e também dubla Naruto Uzumaki em "Naruto" e "Naruto Shippuden", apenas para citar dois personagens. Já seu irmão Ulisses teve entre seus trabalhos interpretar Shun de Andrômeda em "Cavaleiros do Zodíaco" e Charlie Brown em "Snoopy.

Goku na cozinha e na sala de aula?

Quem decidir assistir à versão dublada de "Cake Boss" poderá estranhar assim que o confeiteiro Buddy Valastro abrir a boca. Sim, a voz brasileira dele é feita por Wendel Bezerra, o que faz com que a situação de ter "Goku" falando sobre culinária seja algo bastante engraçado.

Outro ramo que ele também atuou foi no de videoaulas. Nelas, temas como biologia marinha e evolução eram tratados por "personagens" como Bob Esponja e, claro, Goku. 

Goku e Bob Esponja dando aulas de biologia? Sim, isso aconteceu

Uma pausa em "Dragon Ball"

Atualmente, ele possui um estúdio chamado UNIDUB, em parceria com seu irmão Ulisses, e atua como diretor de dublagem de séries e filmes em outros estúdios. Outra iniciativa de Bezerra foi a criação da Universidade de Dublagem, onde ele forma profissionais para atuarem na área.

Além disso, ele mantém um canal no YouTube onde trata de temas relacionados à dublagem, além de trazer vídeos engraçados como uma partida de futebol entre dubladores

Por ora, não há previsão para que Wendel Bezerra volte a vestir o uniforme laranja e dar voz ao personagem Goku. Isso porque, apesar de "Dragon Ball Super" ser transmitido no Brasil via streaming, não há planos divulgados para que a série ganhe dublagem nacional. Até que isso ocorra, ele terá que acumular Ki por algum tempo antes de voltar a dizer "Oi, eu sou o Goku!" e soltar seus característicos Kamehameha.

LEIA MAIS

UOL Cursos Online

Todos os cursos