Topo

Disney encerra parceria com youtuber Pewdiepie após vídeo antissemita

Reprodução
Vídeo com conteúdo controverso foi deletado pelo youtuber Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

14/02/2017 00h48

O Maker Studios, uma divisão da corporação Disney, anunciou nesta segunda (13) que encerrou sua parceria com o popular youtuber Felix "Pewdiepie" Kjellberg, após a publicação de um vídeo com conteúdo antissemita.

No dia 11 de janeiro, o youtuber publicou um vídeo em seu canal pagando dois homens indianos para escrever um cartaz com a frase "Death to All Jews" - ou, "Morte a Todos os Judeus", em tradução livre.

O pedido aconteceu enquanto Pewdiepie testava o site Fiverr, em que usuários podem pagar para que pessoas façam atos ou transmitam mensagens ao vivo.

Supostamente, o youtuber se arrependeu após ver o cartaz, chegando a dizer que "não esperava que eles realmente fossem fazer isto". O vídeo foi deletado, mas a controvérsia se manteve.

"Embora Felix tenha criado sua base de fãs sendo provocativo e irreverente, ele claramente foi longe demais neste caso e o resultado em vídeo é inapropriado", disse uma representante do Maker Studios à imprensa. Por isso, a empresa decidiu "terminar nossa afiliação com ele daqui para frente."

Os dois indianos se desculparam pelo episódio, dizendo não saber o que a mensagem queria dizer. Ainda assim, a dulpa foi banida do Fiverr, e mesmo com um apelo por parte do youtuber a decisão parece ser permanente.

De acordo com um relatório do Wall Street Journal, Pewdiepie publicou nove vídeos com conteúdo antissemita desde agosto de 2016. Embora seja relativamente popular com um público alinhado ao movimento neo-nazista, como o site Daily Stormer, ele disse em um post em seu Tumblr que "não apoio estas pessoas de qualquer maneira."

Pewdiepie é considerado o maior youtuber do mundo, e chegou a gerar controvérsia em dezembro após anunciar que deletaria seu canal ao chegar a 50 milhões de assinantes. O que ele fez... com um canal secundário.

Mais Jogos