Geek

Para marinha americana, games podem salvar mundo de guerra contra máquinas

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Cientistas acreditam que, em um futuro próximo, haverá máquinas mais inteligentes do que os humanos - e isso pode ser um grande problema

    Cientistas acreditam que, em um futuro próximo, haverá máquinas mais inteligentes do que os humanos - e isso pode ser um grande problema

Em uma possível guerra contra as máquinas no futuro, a marinha americana acredita que jogadores de videogame podem ter um papel fundamental para a sobrevivência da humanidade. Parece enredo de filme de ficção, porém essa é a ideia por trás do MMOWGLI (Massive Multiplayer Online Wargame Leveraging the Internet).

A sigla se refere a um game que apresenta uma situação complexa aos jogadores, que precisam escolher cards com respostas de maneira a solucionar o problema. Em paralelo, outros jogadores podem desafiar essa sua solução, o que cria uma espécie de conversa. Quem joga acumula pontos conforme cria debates maiores, com diversos cards encadeados. Já existem versões desse jogo com outros temas, como o que visa criar ideias para lidar com ataques de piratas na costa da Somália.

Utilizando esse formato, a intenção é gerar planos de ação para lidar com um cenário de uma possível singularidade. O termo se refere à criação de uma inteligência artificial superior à dos humanos, capaz de mudar a civilização humana. De acordo com cientistas, esse advento é algo que pode ocorrer nas próximas décadas e seus efeitos podem ser catastróficos.

Veja como funciona o MMOWGLI

"A tecnologia avançou ao ponto de que podemos a ver a singularidade no horizonte, mas não podemos ver além dela. É por isso que precisamos da ajuda de jogadores", aponta o diretor de tecnologia disruptiva do departamento de pesquisas da marinha, Eric Gulovsen, em comunicado oficial.

Ele complementa dizendo que a meta é arrecadar ideias que fujam do padrão, uma vez que se trata de um "problema complexo, com diversas soluções possíveis".

Essa versão do MMOWGLI já está aberta para inscrições e começará a funcionar em 27 de março. 

LEIA MAIS

UOL Cursos Online

Todos os cursos