Topo

Bungie pede desculpas por inclusão de símbolo racista em "Destiny 2"

Reprodução/Bungie
Imagem: Reprodução/Bungie

Do UOL, em São Paulo

12/09/2017 15h43

A Bungie pediu desculpas nesta terça-feira (12) pela inclusão de um logotipo associado a um movimento de supremacia branca em "Destiny 2".

Após a denúncia de um usuário, a produtora foi ao Twitter e disse: "Fomos avisados que uma braçadeira em 'Destiny 2' compartilha elementos com um símbolo de ódio. Não é intencional. Removeremos a alusão."

De acordo com o site Waypoint, o logotipo é parte do que racistas em sites como o 4Chan chamam de "bandeira nacional do Kekistan", que imita a bandeira nazista, mas substitui o vermelho pelo verde. O "kek" é uma referência à risada de uma das facções do jogo "World of Warcraft".

A bandeira foi criada para que os membros dos grupos de supremacia branca pudessem espalhar iconografia relacionada ao nazismo, camuflada de uma maneira para que outros não percebessem o viés racista daqueles símbolos.

A produtora não se pronunciou sobre que providências tomará em relação ao artista que incluiu o símbolo no jogo.

Reprodução
A "bandeira do Kekistan", que simboliza a supremacia branca em sites como o 4Chan Imagem: Reprodução

Mais Jogos