Topo

eSport


Da Série B ao Mundial: estes brasileiros vão tentar fazer história no "LoL"

Cesar Augusto/Riot Games
Imagem: Cesar Augusto/Riot Games

Barbara Gutierrez

Do UOL, em São Paulo

22/09/2017 04h00

Histórias de superação no mundo esportivo não é novidade para ninguém - desde "Rocky" até "Invictus", nós sempre nos emocionamos com os momentos em que aquele personagem ou time considerado underdog acaba vencendo e superando todos os obstáculos... Quase como se a vitória deles também fosse nossa.

É, pode até ser história digna de Hollywood, mas foi exatamente esse o caminho trilhado pela Team oNe.

A equipe de "League of Legends" veio do Circuito Desafiante (tipo a série B do campeonato, sabe?), subiu para o Campeonato Brasileiro de League of Legends, tornou-se a grande campeã de 2017 e se prepara para representar o Brasil no mundial do game.

Tudo isso em menos de um ano.

Achou pouco? Então vem cá, vou te contar a história desse time, inicialmente tratado como azarão e que neste final de semana vai atrair a atenção de cada fã brasileiro de "LoL".

Cesar Augusto/Riot Games
Imagem: Cesar Augusto/Riot Games

Onde tudo começou

Em dezembro de 2016, uma nova equipe se formava. Os pro players Álvaro "Vert" Miguel, Diogo "Shini" Roge, João "Marf" Luís, Luiz Felipe "Absolut" Carvalho e Ygor "RedBert" Freitas juntaram-se a uma lineup nomeada como Genesis e-Sports.

A formação teve resultados admiráveis logo no início da 1ª temporada do Circuito Desafiante 2017, causando interesse nos dirigentes da INTZ.

Em pouco tempo - mais especificamente em abril deste ano -, o time da série B fechou parceria com uma das maiores organizações do CBLoL e passou a se chamar INTZ Genesis.

Dominando a competição, a equipe chegou à final, sendo derrotada pela outra finalista TShow, que levou a vitória do Circuito Desafiante por 3 a 2 e pegou a vaga direta no torneio profissional.

Mesmo assim, os meninos não desistiram, e jogaram contra a Operation Kino (que estava nas últimas posições da liga principal) por mais uma chance de serem promovidos. Dessa vez, eles conseguiram.

Golden Boys

Cesar Augusto/Riot Games
Imagem: Cesar Augusto/Riot Games

Foi aí que a Team oNe entrou. "Nós adquirimos a equipe, porém a mesma veio sem o líder, que ficou na INTZ: o shini! Para muitos, ele era o pilar responsável do sucesso da equipe até ali", lembra Alexandre Peres, dono da Team oNe.

"Nós fizemos todo um trabalho de estudo do cenário e peças para ajudar o elenco. Mesmo com a rejeição de alguns críticos e até mesmo de conselheiros, definimos fechar a equipe com os reforços de Alanderson "4LaN" Meireles, Bruno "Brucer" Pereira e o técnico Vinicius "Neki" Ghilardi."

Peres diz que o projeto até teve conflitos de estilos e ideias no início, mas a união do grupo foi uma solução para estes problemas: "Desenvolvemos uma metodologia de trabalho com bastante esforço, determinação e disciplina. Dessa forma, o time foi criando uma maneira própria de jogar."

Os agora chamados 'Golden Boys' chegaram no CBLoL arrasando, mostrando que tinham mais jogo de cintura que muitos nomes tradicionais do Campeonato Brasileiro. "Rapidamente, foi possível ver que eles deixaram de ser uma mescla de jogadores e tornaram-se uma equipe no sentido completo da palavra."

"Com isso, conseguimos ganhar dos melhores players e melhores talentos porque fomos a melhor equipe", explica Alexandre.

E foram mesmo: lá estavam eles em Belo Horizonte, na grande final da 2ª temporada do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2017, contra a paiN Gaming.

Tradição versus inovação, resultando em um sonoro 3 a 1 em cima de jogadores experientes como Gabriel "Kami" Bohm e Matheus "Mylon" Borges.

Cesar Augusto/Riot Games
Imagem: Cesar Augusto/Riot Games

Atualmente como campeões brasileiros, os garotos de ouro rumam em direção à superação: vão representar o país no Mundial de League of Legends, lá na China.

Se a Team oNe conseguir passar para a fase de grupos do Mundial, será um feito histórico em "LoL" - tanto para o Brasil, quanto para esses meninos que tanto treinaram pelo sonho de serem os melhores.

Que "Space Jam" me perdoe, mas esse sim, seria um ótimo desfecho para essa história (quase) hollywoodiana.

Agenda

Quer acompanhar os meninos da Team oNe no mundial? Veja a agenda dos brasileiros neste final de semana:

Sábado, 23 de setembro
03h – Cloud9 (time norte-americano) x Team oNe
07h – Dire Wolves (equipe australiana) x Team oNe

Domingo, 24 de setembro
02h – Team oNe x Cloud9
06h – Team oNe x Dire Wolves

Os jogos podem ser acompanhados ao vivo nos canais oficiais da Riot Games.

Mais eSport