Topo

Jogos

Xbox

Descanse em paz, Kinect: Microsoft para de fabricar o acessório

Reprodução
Com cada vez menos conteúdo, sensor de movimentos do Xbox não cumpriu a promessa de ser o futuro dos games Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

25/10/2017 11h08

Pouco menos de sete anos: esse foi o período que o Kinect "viveu". Lançado em novembro de 2010, o acessório teve sua produção encerrada pela Microsoft, de acordo com o site especializado em tecnologia e inovação Co.Design.

Veja também

A morte "extra-oficial" do item, porém, já havia ocorrido há muito tempo e a Microsoft deu indícios fortes de que o Kinect estava com os dias contados. Dois exemplos imediatos são a ausência de uma entrada nativa para o periférico no Xbox One S - e não há nenhum conjunto do aparelho vendido com o Kinect - e a retirada do acessório de alguns conjuntos do Xbox One padrão para baratear seu preço final.

O conteúdo criado tendo em mente o periférico também se tornou cada vez mais raro. Primeiro a Microsoft "escondeu" o Kinect durante a E3 de 2015. No final daquele ano, uma atualização de interface do Xbox One deixou o acessório de lado. E, por fim, na metade de 2016 o "Xbox Fitness" - um dos principais conteúdos para Kinect - teve seu encerramento anunciado.

Estima-se que 35 milhões de unidades do Kinect chegaram aos consumidores, o que não o coloca como um fracasso, necessariamente. Ainda que tenha sido um marco tecnológico, o seu fim - e o estado moribundo que se encontra acessórios como PlayStation Eye e PlayStation Move - mostra que ideias inovadoras nem sempre têm espaço quando o público prefere uma experiência mais tradicional.