Topo

Jogos

PlayStation

No Brasil, o PlayStation 2 se recusa a morrer

Reprodução
Nada de PS4 ou Xbox One: para algumas pessoas, o bom e velho PS2 basta Imagem: Reprodução

Pedro Henrique Lutti Lippe

Do UOL, em São Paulo

06/12/2017 12h37

17 anos após o lançamento original e 5 após o encerramento da produção do PlayStation 2, o clássico videogame da Sony continua firme e forte no Brasil, sendo comercializado em lojas especializadas e recebendo novo conteúdo criado por fãs.

Console mais vendido de todos os tempos, o velho PS2 continua relevante por ser barato e ter uma enorme oferta de conteúdo.

Veja também:

Em uma pesquisa por lojas online e na região central de São Paulo, UOL Jogos encontrou à venda PS2s novos, destravados, custando entre R$ 300 e 500. Alguns deles acompanham controles ou cartões de memória adicionais, e outros vêm com jogos piratas gravados em DVDs.

"Pra muita gente, o PS2 basta. É um videogame barato que roda tudo o que eles querem: "GTA", "God of War", e o futebol," explica o vendedor de uma loja de games na Santa Ifigênia, em São Paulo. "E se eles quiserem mais jogos, dá pra baixar na internet e gravar em um disco."

Nenhuma das lojas procuradas vende jogos de PlayStation 2 separados, sejam eles originais ou pirateados.

O aspecto mais curioso da sobrevida do PS2 no Brasil, porém, é a maneira como fãs ainda criam conteúdo para o console. Modificações não autorizadas colocam a cidade do Rio de Janeiro em "Grand Theft Auto", por exemplo, ou o Campeonato Piauiense 2017 com escalações atualizadas no "Pro Evolution Soccer". Com o sistema desbloqueado, qualquer um pode baixar os arquivos e jogar em casa.

Reprodução
Modificações brasileiras para jogos de futebol são sucesso entre quem ainda aproveita o PS2 Imagem: Reprodução

Os vendedores que ainda negociam o PS2 em 2017 também falam de um outro tipo de público, bem menor: os colecionadores.

A menos que você tenha um modelo raríssimo retrocompatível do PlayStation 3 em mãos, o único jeito de jogar certos games clássicos de PS2, sem precisar mexer em emuladores no computador, é no próprio PS2. Títulos cult como "TimeSplitters", "Black", "Mortal Kombat: Shaolin Monks" e "Shadow Hearts" são alguns exemplos de jogos que nunca ganharam conversões para plataformas mais modernas.

Alguns desses fãs assíduos chegaram até mesmo a criar um servidor brasileiro 'ilegal' para voltar a jogar "Phantasy Star Universe" online.

Enquanto a indústria já começa a discutir planos para o PlayStation 5, ainda há quem se satisfaça com o PlayStation 2.