Topo

Jogos

Nintendo

Por que o novo lançamento da Nintendo é um brinquedo de papelão?

Do UOL, em São Paulo

19/01/2018 08h00

A Nintendo anunciou na última quinta (17) seu mais novo projeto para o Switch: o Nintendo Labo, que é composto principalmente por... caixas de papelão. Não, é sério. E genuinamente curioso.

Com o Labo, o jogador monta uma série de objetos diferentes ao dobrar e juntar os pedaços de papelão, podendo criar várias brincadeiras e experiências dependendo do jeito que as caixas são utilizadas.

Como é possível ver no trailer acima, o jogador pode pescar, pilotar motos e tocar piano, por exemplo. Para isso, acopla as diferentes partes do Switch -- tanto a tela quanto os controles Joy-Cons. 

Logicamente, o Labo também acompanha um software que ensina o usuário a montar os papelões -- chamados pela empresa de Toy-Cons - e inclui os diferentes mini-games.

VEJA TAMBÉM:

Quanto custa a brincadeira

Dois kits foram anunciados: Variety Kit e Robot Kit. O primeiro custa US$ 70 e o segundo, US$ 80. Ambos já estão em pré-venda nos EUA, onde os brinquedos chegarão em 20 de abril.

O Variety Kit traz cinco Toy-Cons:

  • Toy-Con RC Car: você insere o Joy-Con em um carro de controle remoto e controla o veículo com a tela do Switch. Dá para montar dois carrinhos com o kit.
     
  • Toy-Con Fishing Rod: monte uma vara de pescar com um molinete anexado em uma estrutura ao redor do Switch. O mini-game de pesca rola na telinha do videogame e acompanha os movimentos feitos pelo jogador.
     
  • Toy-Con House: insira blocos nas entradas da casinha para alimentar um bichinho virtual na tela do Switch. Um Joy-Con inserido no topo da casa detecta os blocos e transmite as informações.
     
  • Toy-Con Motorbike: um guidão transforma o Switch numa moto de brinquedo. O mini-game permite controlar a motinho virtual, usando o botão Ignition do Switch e inclinando o corpo para manobrar.
     
  • Toy-Con Piano: monte um teclado com o kit, o Switch e um controle para compor suas próprias músicas usando as 13 teclas do Toy-Con. Dá para modificar o teclado com outros botões, mudando os efeitos sonoros e tons. 
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

O Robot Kit é um traje de robô para a criança. Insira o Joy-Con nos espaços da mochila para controlar um robô mostrado na TV (o Switch fica no dock). O kit é acompanhado por uma série de mini-games, como um em que o robô destrói prédios e OVNIs.

Além dos kits, a Nintendo vai vender um conjunto de itens para personalizar os módulos do Labo, que inclui canetinhas, adesivos e estêncil. O preço é de US$ 10.

Retorno às raízes

De acordo com a Nintendo, o Labo é voltado principalmente ao público infantil. Ele serve para mostrar que o Switch é um videogame que não precisa se limitar a rodar games tradicionais e pode, sim, funcionar como brinquedos dos mais diversos tipos.

A ideia de mostrar diferentes usos do Switch remete a um sucesso antigo da empresa japonesa, o ROB, simpático robozinho lançado junto com o NES nos anos 1980... e parcialmente responsável por ressuscitar o mercado de games nos EUA.

Divulgação
Muito antes do Labo, a Nintendo já inventava brinquedos para usar junto com os videogames. Imagem: Divulgação
Atingir um público diferente com ideias fora da caixa era a estratégia da Nintendo na época, quando lojistas norte-americanos andavam ressabiados de vender videogames após a derrocada da Atari.

Quando a empresa lançou o Wii, um videogame com controles baseados em movimentos e cheio de jogos para toda a família, a intenção também era ir na direção oposta da concorrência.

Com o Labo, a Nintendo cria um novo mercado para o Switch, onde não tem concorrentes.

Diferentemente de outros "toy for life", como os bonecos "Skylanders", os seus próprios Amiibo e os já cancelados "Disney Infinity", os módulos do Labo são brinquedos que estimulam a imaginação da criançada - e não só o colecionismo dos fãs.

E, é claro, a internet reagiu ao anúncio do novo brinquedo com muitos memes e piadas no Twitter:

"PUBG chegando ao Nintendo Switch", brincou esse usuário do Twitter.

"Eu, usando meu futuro Nintendo Labo". Realmente, parece fácil montar os módulos de papelão, mas, né?

O brasileiro Heitor de Paola usou um meme para alfinetar as infames "caixas de Loot" dos games atuais e elogiar as caixas de papelão da Nintendo.

Que tal jogar "Mario Kart" com o Nintendo Labo? O Tyler está pronto! (E nós torcemos para esse dia nunca chegar).

O perfil mais engraçado do mundo dos games, CEO Kaz Hirai, não ficou de fora da zoeira. "A Nintendo tem sua nova solução para bate-papo por voz no Switch".