Topo

Prévia: Tudo que você precisa saber sobre "Pokémon Let's Go Pikachu/Eevee"

Divulgação
Qual a sua versão favorita? Imagem: Divulgação

Do GameHall

28/06/2018 04h00

A Direct da Nintendo na E3 foi praticamente toda voltada para o "Super Smash Bros Ultimate", novo jogo da franquia que sai ainda esse ano no Switch. Com isso, os fãs de Pokémon que esperavam por mais novidades a respeito do novo jogo da saga, acabaram por ficar desapontados. A tristeza porém durou pouco, uma vez que a Nintendo Treehouse, evento que acontece logo após a Direct, dedicou mais de 40 minutos a mostrar e explicar as mecânicas presentes em "Let’s Go Pikachu/Eevee"!

Confira então a nossa prévia com tudo que você precisa saber sobre o próximo Pokémon:

Ambientação

"Pokémon Let’s Go" trás de volta a experiência dos primeiros jogos de monstrinhos de bolso, colocando o universo da série de volta a região de Kanto. Você poderá reviver a toda a jornada que foi sucesso nos anos 90, em "Pokémon Yellow", capturando os 150 primeiros bichinhos enquanto viaja pelo mundo em busca de se tornar o melhor dos mestres.

Foi confirmado que personagens clássicos da franquia, como Brock e Misty, estarão de volta na liderança de seus ginásios. Assim como elementos clássicos da franquia: a Liga Pokémon, os treinadores que você pode batalhar durante o seu caminho e as construções icônicas de cidades famosas, como Veridian e Pallet.

Reprodução
Personagens clássicos, como Brock, estão de volta Imagem: Reprodução

Tal qual em "Pokémon Yellow", você poderá levar o Pikachu, ou no caso da outra versão o Eeve,  com você fora da pokébola. Eles ficam no seu ombro durante toda a jornada e só saem dele na hora de batalhar. A parte mais legal, no entanto, é outra. Agora você poderá levar outro pokémon fora da pokébola também, para seguir o seu personagem a pé. Dependendo do tamanho do monstrinho, também será possível monta-lo, como foi especulado após o primeiro trailer.

Reprodução/Hobby Consolas
Se o pokémon for grande o bastante, será possível monta-lo Imagem: Reprodução/Hobby Consolas

Personagem

Nessa aventura seremos o treinador pokemon, que conta com sua versão feminina e masculina. Não foi dito quais opções de customização teremos para os personagens, mas visto que o jogo se inspirou bastante nos sistemas de "Pokémon Go", a versão famosa da série para dispositivos mobile, devemos esperar diversas opções, principalmente para as roupas.

Divulgação
As cidades clássicas de Kanto estão de volta Imagem: Divulgação

Gameplay

A grande mudança que o novo jogo trará a série será no sistema de captura de pokémons. A primeira mudança significativa está na forma de encontrar os bichinhos. Nos jogos principais da franquia, o jogador se emaranha em matinhos, areia, água escura e tudo mais que demonstrar que existem monstros escondidos. Após andar por ali um pouco, um evento é chamado e um pokémon aparece para ser enfrentado. No novo jogo do switch será diferente. Aqui, todos os pokémons são visíveis no mapa. Eles estão na grama, por exemplo, mas você conseguirá vê-los e decidir qual quer capturar.

A segunda mudança acontece após começar o combate para capturar, que agora não é mais exatamente um combate. Segundo o diretor do jogo, Junichi Masuda, "Pokémon Go" foi a porta de entrada de uma grande audiência no universo da franquia e ele agora quer trazer essas pessoas para os jogos de RPG da série principal, que ganha seu próximo jogo em 2019. Para isso, ele alterou o sistema de captura de forma a ficar idêntico ao do jogo mobile.

Após encontrar um pokémon, você deverá arremessar as suas pokébolas nele no tempo certo, podendo utilizar alguns outros itens para facilitar a captura, sem a necessidade de enfraquecer o pokémon selvagem utilizando os seus. Com isso, a forma de ganhar experiência para seu grupo também foi modificada. Agora todos os membros do seu grupo principal ganham experiência ao se capturar um novo monstrinho.

As batalhas contra outros treinadores, no entanto, permanecem iguais as antigas. Você poderá escolher um dos seus 6 pokémons e batalhar contra o adversário, ganhando experiência para o monstrinho que lutou, caso vença.

Reprodução
As batalhas permanecem como na série principal Imagem: Reprodução

Dessa vez Kanto poderá ser também explorada por 2 jogadores, em um modo cooperativo. O jogo exigirá o uso de apenas um joycon para efetuar todos os comandos necessários para um treinador. Para um amigo te acompanhar, basta balançar o outro joycon e um personagem aparecerá na tela. Ainda não sabemos como funcionará a questão do salvamento do jogo em relação a essa mecânica, mas tendo em vista que basta ter uma pokébola para capturar um pokémon, provavelmente novos companheiros deverão poder ingressar na aventura a qualquer momento.

A captura para dois jogadores funcionará como no modo para um jogador, mas com duas pokébolas jogadas ao mesmo tempo. Ambos terão de mostrar entrosamento para conseguir capturar os bichinhos. Não tivemos mais detalhes de com quem ficará o pokémon após a captura.

Nas batalhas, ambos os jogadores também participarão, cada um com seus pokémons, similar aos embates de dupla já famosos na série. Como eles irão balancear tudo isso para lutas de ginásio, por exemplo, ainda é um mistério.

Reprodução
Dois jogadores terão acertar o tempo para conseguir capturar os pokémons Imagem: Reprodução

Customização

Como foi dito acima, ainda não temos confirmação sobre a customização de personagens. Quando se trata dos pokémons, no entanto, temos algumas suspeitas. No trailer foi mostrado algumas roupinhas para o Pikachu e para o Eeevee, dando a entender que algum minigame envolvendo customizar os dois deve estar presente. Ainda não sabemos se isso será possível também com outros pokémons.

Reprodução
Você diria não para essa gracinha? Imagem: Reprodução

Integração Mobile e Switch

Haverá diversas integrações entre "Pokémon Go" para celulares com o jogo do Switch. A mais importante é a transferência de pokémons que você capturar na versão mobile para o console. Só poderão ser transferidos os que forem da região de Kanto, o sejam que integrem o grupo dos 150 primeiros. Aqueles que forem transferidos para o Switch são perdidos no mobile, garantindo a você uma recompensa em doces.

Os pokémons transferidos não vão direto para o seu grupo, na verdade eles vão para um parque, chamado de “Go! Park”, um local parecido com o clássico Safari das outras edições. Nesse local será possível interagir com os pokémons transferidos e capturá-los caso você deseje. Segundo Masuda, haverá uma série de incentivos para enviar pokémons do mesmo tipo para esse parque, tanto no “Go!” como no “Lets Go!” e que ao fazer isso você poderá participar de alguns mini games que enriquecem a experiência do jogo.

Reprodução
Será possível transferir os monstrinhos capturados no Pokémon Go! para o Switch Imagem: Reprodução

Pokébola Plus!

Para essa versão, teremos um controle totalmente novo, que vem na forma de uma pokébola. Ela é como um joycon comum. Possui no seu centro um direcional analógico, um botão na parte vermelha em cima, que é relativo ao B e mais um botão que é ativado ao apertar o analógico central, relativo ao A, os únicos botões necessários para jogar Pokémon. A equipe de desenvolvimento garante que esse controle trará a experiência definitiva para o jogo e contam que ele não serve só para os comandos tradicionais.

Reprodução
A nova Pokébola Plus, que trará a experiência definitiva para o jogo e não servirá só para os comandos tradicionais Imagem: Reprodução

Será possível também levar um pokémon com você dentro do novo controle. Dependendo do bichinho que estiver lá dentro, sons diferentes serão emitidos quando você mexe-lo. Levar pokémons para passear nele garante experiência aos monstrinhos.

Ao se capturar um pokémon com a pokébola plus, você não só sentirá ela vibrar na sua mão, como também ouvirá o som referente ao pokémon capturado. Todos que testaram durante a E3 gostaram bastante da experiência e disseram se sentir nostálgicos.

Você também poderá sincronizar o novo controle com o seu celular e com isso usá-lo para jogar o "Pokémon Go!"

Aqueles que comprarem a bolinha receberão o legendário Mew para colocar no seu grupo.

Reprodução
O lendário pokémon Mew, presente em diversos jogos da franquia! Imagem: Reprodução

Diferença entre as versões

Não há inicialmente qualquer diferença entre as versões se não a escolha inicial do seu pokémon, que será o Pikachu ou o Eeevee. Entretanto, a Nintendo não descartou a possibilidade de inserir alguns Pokémon extras em cada versão para incentivar a troca entre jogadores. Qualquer novidade será comunicada no futuro.

Monetização

Não há ainda qualquer indicação de que teremos algum tipo de microtransação dentro do jogo ou algum tipo de conteúdo extra pago. O que se tem até agora é o preço do jogo base e do jogo com a Pokébola Plus, em dólar, já que esses jogos ainda não pintaram na nova loja brasileira da Nintendo.

O valor do jogo com a pokébola plus será 100 dólares enquanto que somente o jogo sairá por 60.

Mais Jogos