Topo

Jogos

FIFA

EA monitora investigação sobre acusação de estupro que envolve CR7

Reprodução
FIFA 19 Imagem: Reprodução

Do GameHall

04/10/2018 17h59

Após a polícia de Las Vegas confirmar ter reaberto uma investigação sobre uma queixa de 2009 a respeito de uma mulher que disse ter sido estuprada por Cristiano Ronaldo, a Electronic Arts revelou que está acompanhando a situação e por enquanto manterá o jogador da Juventus na capa e no material promocional do recém lançado "FIFA 19".

"Nós vimos o relatório a respeito que detalha as acusações contra Cristiano Ronaldo," disse um representante da EA ao "Games Industry". "Estamos monitorando de perto a situação, pois esperamos que atletas de capa e embaixadores se comportem de maneira consistente com os valores da EA."

VEJA TAMBÉM

A história envolvendo o suposto estupro havia sido revelada em março deste ano, mas voltou aos holofotes na última sexta-feira (30), depois da revista alemã "Der Spiegel" ter conseguido falar com a mulher, que revelou detalhes a respeito deste episódio, alegando ter conhecido Cristiano no dia em que foi estuprada e que embora tenha repetido as palavras "não" e "para", ele só parou após terminar o suposto ato sexual forçado.

Por meio do Twitter, Cristiano Ronaldo negou as acusações e disse que não vai "alimentar o espetáculo midiático montado por quem quer se promover às minhas custas" e que aguardará "com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos, pois nada me pesa na consciência". 

"FIFA 19" foi lançado na semana passada e embora a Electronic Arts não tenha retirado o craque da Juventus do material promocional, diminuiu sua presença no site da EA Sports, que não apresenta ele com o mesmo destaque dos atletas de outros jogos.

Assista nossa análise de "FIFA 19"

Siga o UOL Jogos no

Conheça a história da franquia "FIFA"