Topo

Jogos

PlayStation

PlayStation faz 24 anos nesta semana; confira 50 jogos clássicos!

Do GameHall

08/12/2018 09h18Atualizada em 10/12/2018 14h18

Lançado no Japão em 3 de dezembro de 1994 - isso mesmo, há 24 anos e completados nesta ultima segunda-feira --o primeiro PlayStation, que carinhosamente vamos chamar de PSOne, não apenas foi um dos maiores sucessos da história dos videogames mas também iniciou uma nova era de tecnologia e games. No álbum de fotos que abre este texto, relembramos 50 jogos clássicos deste console.

Depois de ambas Sega e Nintendo, que travavam uma calorosa guerra pelo domínio do mercado de 16 bits, rejeitarem uma parceria com a Sony no desenvolvimento de um novo console, a gigante nipônica decidiu seguir com o projeto sozinho, para a descrença de todos.

VEJA TAMBÉM

Ken Kutaragi, que desenvolveu o chip de som do Super Nintendo, o Sony SPC700, chegou a trabalhar em uma expansão de CD-ROM para o SNES. Como a Nintendo desistiu do projeto, Kutaragi convenceu a Sony, que naquela época não se interessava por videogames (quem diria!), a continuar o seu desenvolvimento. Nascia assim em 1993, a Sony Computer Entertainment presidida por ele.

Seu principal rival era o Sega Saturn, que foi lançado um mês antes no Japão e conseguiu uma boa recepção do público e por um tempo, conquistou a preferência do mercado japonês, mesmo depois do lançamento do PSOne.

Porém as coisas começaram a mudar e gradualmente o novato começou a ultrapassar o Saturn nas vendas, que conseguiu atrair um maior número de desenvolvedoras por possuir um hardware mais fácil de se trabalhar, especialmente com jogos 3D, que iriam dominar a preferência da indústria de games.

Some a isso uma má estratégia da Sega que decidiu antecipar em quatro meses o lançamento do Saturn nos Estados Unidos, quando a Sony anunciou o lançamento do PSOne para setembro de 1995, na mesma época em que estava agendado o console Sega.

O plano da Sega era usar esses quatro meses para instalar uma base firme de vendas do Saturn e assim liderar o mercado de 32 Bits - a mesma estratégia que ela usou com o Mega Drive nos EUA e que funcionou por vários anos, mesmo após o lançamento do Super Nintendo, mas que neste caso contava com uma diferença de dois anos.

Infelizmente para a Sega a estratégia não deu certo, por vários motivos. Primeiro porque o Saturn foi lançado com um preço muito elevado, de US$ 399, enquanto a Sony anunciou (algumas horas depois da Sega) o seu PSOne por US$ 299.

Reprodução
"TEkken 3" é um dos jogos mais lembrados pelos jogadores que jogaram no console. Imagem: Reprodução

O lançamento prematuro do console também sofreu com a pouca variedade de títulos no mercado, sendo a maioria existente da própria Sega. As desenvolvedoras e grandes varejistas, como a Best Buy e Walmart, que estavam se preparando para a chegada do videogame em setembro, foram pegas de surpresa com o lançamento antecipado, assim como as campanhas de marketing para promover o sistema e seus títulos.

Enquanto isso a Sony teve bastante tempo para preparar o terreno e lançamento do PSOne em setembro com uma forte campanha de marketing, que chegou com vários títulos de diferentes gêneros como "Battle Arena Toshinden", "Warhawk", "Air Combat", "Philosoma" e "Ridge Racer".

Diferente do lançamento mais brando no Japão, o PSOne quebrou recordes de vendas nos Estados Unidos (só no primeiro dia vendeu mais do que o Saturn em quatro meses), com software e hardware altamente elogiados pelo público consumidor e pela crítica especializada.

A Sony também introduziu um acessório para o PSOne que se tornou muito popular: o memory card, que permitia salvar os dados de todos os jogos - uma regalia que a geração 8 e 16 bits não tiveram.

Montagem/UOL
O Memory Card, que servia pra gravar os saves de jogos. Muito útil para games longos como "Final Fantasy" e "Tomb Raider". Imagem: Montagem/UOL

Além disso, o seu controle "serviu como uma luva" nas mãos dos jogadores. Sua primeira versão teve o design claramente inspirado no controle do Super Nintendo, acrescentando mais dois botões aos superiores L e R. Pouco tempo depois seria lançado o controle que seria padrão dos consoles PlayStation, o DualShock, que além de apresentar dois controles analógicos, também era capaz de vibrar de acordo com as ações que ocorriam na tela do jogo.

Por fim, o PSOne foi responsável por dezenas de excelentes jogos na indústria, lançou várias franquias que ainda hoje fazem muito sucesso e conquistou milhões de jogadores em todo o mundo por apresentar uma grande variedade de jogos.

Com mais de 100 milhões de unidades vendidas no mundo todo, o PlayStation causou uma grande revolução no mercado de videogames e ajudou a Sony a virar referência na concorrida indústria de jogos, deixando para trás os rivais Saturn da Sega e N64 da Nintendo - lançado somente em 1996 e que também não teve nenhuma chance contra o sucesso avassalador do PSOne.

Deixamos aqui os nossos parabéns a esse fantástico videogame, que encantou e divertiu milhares de pessoas com os seus incontáveis jogos!