Topo

Jogos

Fortnite


Jogador destrói carro da família com martelo após pais proibirem "Fortnite"

Reprodução
Imagem: Reprodução

do GameHall

2019-04-04T11:00:10

04/04/2019 11h00

De acordo com informações do jornal The Boston Globe, um garoto nos Estados Unidos destruiu o carro da família com um martelo, pois acreditava que o dispositivo (não foi especificado qual) para jogar o battle royale "Fortnite" estava lá dentro, colocado por seus pais justamente para diminuir seu vício no game.

Não foi esclarecido se o aparelho estava realmente dentro do carro, mas quem conta a história é Michael Rich, pediatra e diretor da Clínica de Mídias Interativas e Distúrbios da Internet do Hospital Infantil de Boston, que falou sobre o impacto que o popular jogo de tiro está tendo nas crianças, principalmente meninos, alguns ainda em escola primária.

"Temos uma criança que destruiu o carro da família porque ele achava que seus pais haviam trancado o aparelho dentro", disse Rich. "Ele levou um martelo para destruir o para-brisa".

Ainda segundo o terapeuta, essa é apenas uma das muitas histórias envolvendo a obsessão de crianças pelo jogo, incluindo casos onde os jovens não dormem, se alimentam ou participam de atividades sociais.

"Eles não estão dormindo. Eles não estão indo para a escola. Eles estão abandonando as atividades sociais. Muitas crianças pararam de praticar esportes para poderem fazer isso", comentou ao jornal.

O vício pode ser tão grande em alguns casos que jovens precisam ir a um centro de reabilitação, como foi o caso de uma garota, que segundo seus pais, não parava de jogar até mesmo para ir ao banheiro.

"É semelhante a trabalhar com pais que têm um filho viciado em drogas", disse Rich Domenico, que trabalha como terapeuta na LiveWell Therapy Associates, também localizada em Boston.

Ainda segundo Douglas Gentile, professor de psicologia da Universidade Estadual de Iowa e co-autor do livro "Violent Video Game Effects on Children and Adolescents" - "Efeitos Violentos do Videogame em Crianças e Adolescentes", em tradução livre -, alguns fatores significativos se combinam para tornar jogos mais viciantes, como as cores chamativas e seu visual estilo desenho animado.

"As crianças são especialmente vulneráveis a esse mecanismo de 'recompensa variável' porque seus cérebros ainda estão desequilibrados", explicou ele.

"Eles desenvolveram sistemas de processamento de recompensas quase totalmente desenvolvidos, mas seus sistemas de autocontrole ainda não estão totalmente desenvolvidos", explicou.

"Fortnite" está disponível para PC, PS4, Switch, Xbox One e dispositivos Android e iOS.

Siga o UOL Jogos no