Topo

De "Zelda" a "Portal 2": relembre anúncios históricos da E3

Reprodução
Imagem: Reprodução

Daniel Esdras

Do GameHall

2019-05-15T12:00:00

15/05/2019 12h00

Desde 1995, a E3 sempre foi um evento mágico para os jogadores. Muito mais que um ambiente de negócios para as empresas, o evento anual é palco de anúncios que podem mudar a indústria e revolucionar os games nos anos seguintes.

É verdade que a E3 2019 tem desfalques importantes, como a Electronic Arts, que não fará uma pré-conferência, e principalmente a Sony, que deve fazer uma transmissão do State of Play para tentar amenizar sua ausência no evento. Mesmo assim, é em Los Angeles, de 11 a 13 de junho (incluindo alguns dias antes, é claro), que teremos as maiores novidades do ano.

Enquanto junho não chega, fomos revirar a memória e resgatar os anúncios de jogos mais inesquecíveis da E3.

"Portal 2" na conferência da Sony (2010)

A Valve é uma empresa focada em computadores, criadora do Steam e de diversos jogos de altíssimo nível, como "Half Life", "Team Fortress", "Left 4 Dead" e "Portal". Em 2010, Gabe Newell, presidente da empresa, subiu ao palco da Sony e surpreendeu ao anunciar "Portal 2" para o PS3.

Durante o seu breve discurso, ele reconheceu que fez críticas duras aos consoles daquela geração, mas que o interesse e poder do PlayStation em gerar experiência de conexão entre plataformas fez com que a Valve decidisse lançar "Portal 2" no console, com integração com o Steam. Bem diferente da política de ambas as empresas hoje, não?

O fato é que Gabe já nessa apresentação afirmava que jogos deixaram de ser um produto para se tornarem um serviço, algo que parecia estranho naquele momento. Por toda a importância do anúncio, esse foi um dos pontos altos da história da E3.

"Final Fantasy XIII" no Xbox 360 (2008)

Desde "Final Fantasy VI", lançado para SNES em 1994, todos os jogos seguintes na linha principal da série até 2008 foram exclusivos dos consoles Playstation. Naquele ano, a guerra entre o PS3 e o Xbox 360 estava a mil, e o console da Microsoft apresentava ótimos números.

A Square Enix subiu ao palco da conferência da Microsoft e fez um dos anúncios mais bombásticos da história da E3: pela primeira vez em quase 15 anos, um Final Fantasy da linha principal seria lançado para um console concorrente da Sony.

Os fóruns pegaram fogo, com discussões intermináveis dos fãs (dos consoles e da série FF). Mais um tabu havia sido derrubado na E3.

Preço do PS1 (1995)

Essa é clássica. Em 1995, a Sony anunciava na feira o seu primeiro console. Para muitos, uma incógnita: era uma versão de algo que não deu certo com a Nintendo, que, para piorar, apostava em uma mídia nova, os CDs.

A apresentação da Sony foi absolutamente entediante, mas pavimentou o seu caminho para o sucesso. O momento mais marcante foi quando Steve Race subiu até o palco para comunicar o preço do novo console. O cara foi convincente, subiu as escadas com uma expressão séria, uma ata na mão, indicando que o roteiro do tédio continuaria. Mas estavam enganados. Cheio de marra, Race disse "299", referindo-se ao preço do console, largou o microfone e saiu do palco ovacionado.

Esse preço fez com que a Sony dominasse o mercado e a geração, tornando-se uma das maiores do ramo.

"Final Fantasy VII Remake" (2015)

"Final Fantasy VII Remake" será um dos grandes protagonistas da E3 deste ano. Mas o seu anúncio já tem um tempinho e foi feito em uma boa conferência da Sony, lá em 2015, que contou com o anúncio de "Horizon Zero Dawn", "Dreams", "Shenmue" e diversos outros títulos interessantes produzidos por estúdios "third party".

Quando as pessoas já não esperavam mais nada, surge a novidade da Square Enix, que começou com uma narração incisiva e alguns elementos familiares para os mais saudosistas. Quando a trilha sonora começou, parecia bom demais para ser verdade. "Será que era aquilo mesmo?", perguntavam-se os fãs. Até que o cabelo amarelo inconfundível de Cloud deixou claro do que se tratava.

Com a confirmação de que o jogo será mesmo episódico, é provável até que este ano seja anunciada uma data para o primeiro capítulo de "Final Fantasy VII Remake".

"The Legend of Zelda: Twilight Princess" (2004)

Para muitos, a conferência de 2004 da Nintendo foi a melhor da empresa em todos os tempos, e uma das melhores da E3. Foi a primeira vez que os fãs da Big N tiveram o prazer de conhecer o hoje recém-aposentado Reggie Fils-Aime. Nessa conferência também foi apresentado o que se tornaria um dos maiores sucessos da Nintendo, o portátil DS.

O mais incrível é que já haviam sido anunciados jogos para o Game Cube do calibre de "Metroid Prime 2" e "Resident Evil 4", mas ainda não tinha acabado. Para encerrar com classe, um vídeo começou com uma trilha agitada e gráficos impressionantes para a época. Na tela, um Link realista e maduro, algo que os fãs de "The Legend of Zelda" pediam desde que torceram o nariz para o visual cartunesco de "Windwaker". O gameplay parecia excelente, e o mais engraçado: Shigeru Miyamoto apareceu com a espada e o escudo de Link no final, ao vivo no palco, levando a galera ao delírio.

Mais tarde, esse seria "Twilight Princess", um dos melhores jogos de todos os tempos da franquia, e mais um momento marcante da história da E3.

Mais Jogos