Topo

Jogos

Xbox

Rapper 2 Milly vai processar Epic Games por roubar sua dança em "Fortnite"

Reprodução
"Fortnite" é um dos games mais jogados da atualidade, com mais de 8 milhões de jogadores simultaneamente Imagem: Reprodução

Do GameHall

19/11/2018 17h54

O game "Fortnite" tem milhões de fãs ao redor do mundo, mas o rapper norte-americano 2 Milly não é um deles, isso devido ao uso não autorizado de uma de suas danças dentro do jogo.

De acordo com recente matéria da CBS News, o músico está considerando entrar com uma ação legal contra a desenvolvedora Epic Games, por causa da sua dança conhecida como "Milly Rock", que no game foi rebatizada como "Swipe It".

VEJA TAMBÉM

"Todo mundo dizia 'Hey sua dança está no jogo'", disse Milly ao jornal. A dança é um dos mais de 100 movimentos, chamados de emoticons, que os jogadores podem comprar por US$ 5.

"Eles realmente vendem esse movimento em particular. Está para compra. Foi quando eu realmente fiquei tipo… ah, não, isso não pode durar por muito tempo", comentou.

 

Essa não é a primeira vez que a Epic Games é criticada por um artista. Em julho Chance The Rapper também reclamou nas redes sociais pela falta de reconhecimento dos criadores das danças.

Apesar de gratuito, "Fortnite" possui mais de 140 milhões de usuários em todo o mundo e ganhos de mais de US$ 1 bilhão desde outubro de 2017, provenientes de microtransações dentro do jogo, como os emoticons. Outras danças e movimentos famosos de filmes, séries e artistas também estão no game.

Com a popularidade do jogo, muitas dessas danças se tornaram febre entre os jogadores, com milhares de vídeos de jovens tentando reproduzi-las no YouTube, por exemplo.

"Eu nem quero processar eles por todos os milhões, entende? Não é bem assim. Eu apenas sinto que tenho que proteger o que é meu", afirmou 2 Milly.

A Epic Games não se pronunciou sobre o assunto, mas já não é possível mais comprar a dança "Swipe It" em "Fortnite".

Siga o UOL Jogos no