Topo

Jogos

Xbox

Os 5 momentos mais 'vergonha alheia' da Microsoft

Pedro Henrique Lutti Lippe

Do UOL, em São Paulo

07/04/2016 18h30

Apesar de ser a menos tradicional das três atuais gigantes dos games de consoles, a Microsoft já coleciona várias franquias de peso.

Vinda do nada, a marca Xbox conseguiu, em menos de duas décadas, conquistar a boa vontade e até o amor de milhões de fãs pelo mundo entregando games de qualidade e serviços inovadores. Mas nem tudo foi doce nessa trajetória - e o UOL Jogos está aqui justamente para te lembrar daqueles momentos menos agradáveis da Microsoft nos games.

Não perca a chance de conferir também nossas listas com os piores momentos ao estilo 'vergonha alheia' da Nintendo e da Sony!

  • Reprodução

    Os anúncios de jogos que nunca foram

    A Microsoft já exagerou algumas vezes no esforço de criar apresentações empolgantes para a E3. Ela empolgou fãs em 2013 ao garantir que a Black Tusk Studios criaria uma franquia completamente nova que rivalizaria "Halo". Dois anois depois, o estúdio mudou de nome e voltou-se para "Gears of War". Em 2014, a empresa apresentou um trailer em CG de "Phantom Dust" sem que o estúdio responsável projeto soubesse. Elementos do trailer sequer estavam programados para aparecer no game final. A confusão foi tamanha que o estúdio até foi removido do projeto, e o game desapareceu.

  • Reprodução

    O que aconteceu com a Rare?

    Autora de clássicos incontestáveis como "Donkey Kong Country", "GoldenEye 007" e "Perfect Dark", a Rare perdeu todo seu brilho nas mãos da Microsoft. "Viva Piñata" e "Kameo" tinham lá seus méritos, mas desde que o Kinect entrou em cena, o estúdio passou a ser apenas uma fábrica de minigames insípidos. Agora, o jeito é torcer para que "Sea of Thieves" dê certo...

  • Reprodução

    As três luzes vermelhas da morte

    Por conta de uma série de defeitos de fabricação, vários modelos do Xbox 360 eram como bombas-relógio: uma hora, três luzes vermelhas acenderiam na frente do console, e ele iria parar de funcionar. A Microsoft aumentou o prazo da garantia dos sistemas, mas isso não evitou que todo o imbróglio virasse motivo de inúmeras piadas na internet.

  • Reprodução

    O dia que o Xbox 360 comeu seu disco

    Outro defeito técnico recorrente do Xbox 360 fazia com que o console riscasse discos de games, tornando-os inutilizáveis. O problema fica acima das três luzes vermelhas da morte neste ranking porque, diferente do sistema em si, os games não tinham cobertura da garantia estendida oferecida pela Microsoft. Sacanagem.

  • Reprodução

    A apresentação do Xbox One

    Quanta confusão, Microsoft. Ao invés de dar prosseguimento à trajetória de sucesso do Xbox 360, a Microsoft inicialmente tentou lançar o Xbox One como uma máquina que precisava estar sempre conectada à rede, com foco na interação com canais de TV a cabo, Kinect obrigatório, e sem compartilhamento de discos. Você pode até concordar com algumas dessas ideias: mas a forma com a qual os próprios representantes da empresa não sabiam falar sobre como o console seria foi vergonhosa. O então chefão do Xbox, Dan Mattrick, chegou a dizer que o produto para quem não queria estar sempre conectado chamava-se Xbox 360. Tenso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor