Pokémon Go

Governo chinês trava chegada de "Pokémon GO" ao país

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Febre no ano passado, "Pokémon GO" pode ficar de fora do maior mercado para jogos de celulares do mundo

    Febre no ano passado, "Pokémon GO" pode ficar de fora do maior mercado para jogos de celulares do mundo

A chegada de "Pokémon GO" ao mercado chinês encontrou um obstáculo considerável: o receio do governo local sobre questões de segurança relacionadas ao aplicativo. O mesmo tema fez com que o aplicativo fosse banido do Irã.

Por ora, o aplicativo será investigado por um comitê local para determinar seus riscos. Essa análise se baseará em documentos preliminares, como o criado por uma associação do país, relacionada às áreas de audiovisual e materiais digitais e ligada ao governo. Em um comunicado, esse órgão disse que  "Pokémon GO" oferece "risco à segurança de informações geográficas e ameaça ao transporte e segurança pessoal dos consumidores". 

Enquanto não houver uma definição sobre o tema, o game não poderá estrear por lá. 

Apesar do sucesso comercial, "Pokémon GO" também foi envolvido em polêmicas incluindo crimes, acidentes e dúvidas sobre colheita ilegal de dados. Vale ressaltar que o lançamento no mercado chinês, o maior do mundo em termos de jogos para celulares, é crucial para o futuro do jogo. 

"Pokémon GO" está disponível para celulares Android e iOS.

"Pokémon GO" também conquistou pais e avós

LEIA MAIS

UOL Cursos Online

Todos os cursos