Vício fez jovem de 19 anos gastar mais de R$ 40 mil em microtransações

Reprodução
Jovem publicou uma mensagem no reddit explicando porque seu vício o levou a não comprar "Star Wars: Battlefront II" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

30/11/2017 15h06

Nas últimas semanas - e especialmente após o lançamento de "Star Wars: Battlefront II" -, o tema de microtransações e "loot boxes" em jogos de videogame tem se tornado cada vez mais presente não só com entusiastas como também com o grande público.

Autoridades na Bélgica, Austrália e Estados Unidos já estão considerando a possibilidade de nomear oficialmente este tipo de sistema como jogos de azar, e portanto suscetível a uma regulamentação maior por parte do governo destes países.

Veja também:

Foi neste contexto que um jovem americano de 19 anos que se identificou apenas como "Kensgold" publicou uma mensagem no subreddit de "Star Wars: Battlefront" sobre suas próprias experiências com vício em comprar estes itens.

"Minhas escolhas são minhas, assim como meu vício. Só gostaria que alguém tivesse me avisado dos perigos antes de eu ter começado", escreveu. "Eu comecei a fazer compras dentro de apps, passei para videogames, comprei skins de 'CS:GO' e passei para o cenário de apostas de lá".

Em entrevista com o site Kotaku, o jovem confirmou que, nos últimos dois anos, ele gastou um total de US$ 13.500,25 nos últimos 2 anos - cerca de R$ 44.068,87.

Kensgold já havia gastado um pouco de dinheiro com microtransações aos 13 anos com "Clash of Clans", mas o vício só tomou força com "The Hobbit: Kingdoms of Middle-earth", um jogo mobile inspirado pelo mundo de J.R.R. Tolkien e conhecido por um modelo agressivo de microtransações.

"O jogo progrediu e percebi que manter o mesmo ritmo que outros jogadores estava ficando cada vez mais difícil", escreveu em sua mensagem. "A maioria dos meus colegas de guilda eram adultos com dinheiro que tinham os meios de gastar centenas de dólares a cada duas semanas. Então, eu comecei a gastar parte do dinheiro que tinha poupado nos últimos anos tentando continuar a jogar com meus amigos."

Os gastos foram ficando cada vez piores, e só em 2015 ele chegou a gastar mais de US$ 4 mil (ou R$ 13 mil) em jogos como este, "Clash of Clans" e "Age of Warring Empire".

As finanças do jovem saíram do controle, e nesta época ele chegava a gastar 90% de seu salário como funcionário da padaria Panera Bread com estes jogos,

"No meu momento mais baixo trabalhava dois empregos e pensei seriamente em largar a escola", explicou Kensgold.

Reprodução
Jogos com "The Hobbit: Kingdoms of Middle-earth" ganharam infâmia por suas estratégias predatórias de microtransação Imagem: Reprodução

Em certo momento, o rapaz também começou a jogar jogos de videogame, e a gastar mais dinheiro ainda com skins de "CS:GO" e "Smite" - sendo que, ao contrário dos jogos mobile, estes tem valor cosmético e não afetam necessariamente a jogabilidade do game.

"Acho que isso vem do fato de que eu criei o precedente naqueles jogos de celular que 100 dólares não é muita coisa", explicou o rapaz para o Kotaku. "Não é um problema muito grande se eu ver uma skin que eu realmente goste, porque ela tem um visual incrível. E se eu gastar 100 dólares tenho garantia completa de que vou ficar com ela."

Logicamente, estes gastos descontrolados levaram a problemas familiares, com Kensgold chegando a dizer que ele e sua mãe passaram 2016 "não se gostando muito". Ainda assim, ele conseguiu perceber o seu vício, e procurou um terapeuta para tratamento.

O jovem parou de gastar as centenas de dólares que costumava gastar, mas também parou de jogar games como "CS:GO" e "Smite" para não ser tentado a voltar aos velhos hábitos - o que o levou a fazer o post no reddit contando sua história.

"Este vício é um problema pessoal e motivo pelo qual eu não posso, em boa consciência, comprar jogos que tenham 'loot crates', em nenhum caso", declarou. "É uma estratégia que uso para evitar a tentação de abrir estas caixas."

"Eu tive sorte", conclui. "Outros como eu não vão ser. Eles vão sair da escola. Eles vão usar o cartão de crédito dos pais, causando um aumento de juros e dívidas. Elas não terão uma mãe/contador que ensine como manter seu dinheiro caso se recuperem. Então por favor reflitam sobre a minha história. Vocês estão fazendo um jogo do universo 'Star Wars'. Haverá crianças que vão jogá-lo. Eles vão aprender a amar a adrenalina de receber uma boa carta de uma loot box. Então por favor reflitam. Não há leis que protejam a juventude de nossa nação ou outras como ela. Eu fui um dos muitos que se feriu por causa disto."

"Me ajude a prevenir que isso aconteça com a próxima geração, deem a eles a chance que eu nunca tive."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Jogos

Topo