Topo

Tudo que você precisa saber até agora sobre "Battlefield V"

Divulgação
O modo co-op Armas Combinadas é um dos destaques do FPS na E3 2018 Imagem: Divulgação

Do GameHall

11/06/2018 09h35

Em meio a polêmicas envolvendo diversidade, representatividade e fidelidade histórica, o quinto capítulo de "Battlefield" foi anunciado pela DICE alguns dias antes da E3. Trazendo um trailer para lá de movimentado, mostrando combates intensos em uma Segunda Guerra Mundial alternativa, tal qual em "Battlefield 1" com a Primeira Guerra, "Battlefield V" promete superar seus antecessores com uma jogabilidade muito mais apurada.

Do trailer até hoje, houve muita discussão fora do que realmente importa: o gameplay. Até que finalmente tivemos mais detalhes durante as conferências da EA e da Microsoft nessa E3. Foi exibido um novo trailer para o multiplayer, apresentadas novidades sobre os modos de jogo, inclusive o polêmico battle royale e um pouco sobre a campanha single player.

VEJA TAMBÉM

Confira abaixo tudo que sabemos até o momento sobre "Battlefield V" e o que esperar do jogo:

Single Player

Houve um certo medo da comunidade em relação ao modo campanha, uma vez que o concorrente, "Call of Duty", retirou totalmente esse modo do seu jogo. Mas a DICE foi rápida em afirmar que o jogo teria sim uma campanha e que o time estava focado em torná-la uma experiência memorável.

A expectativa então era que algo fosse mostrado durante a E3, o que infelizmente não aconteceu na conferência da EA. Mas deu o ar da graça na da Microsoft.

A forma de prosseguir na campanha será por meio de pequenas histórias, passadas em diferentes locais e momentos da Segunda Guerra. Você controlará personagens diferentes e entenderá o sofrimento pelo qual passaram durante o que foi chamado de “o maior drama da história da humanidade”.

Durante a apresentação da EA tivemos um pequeno gostinho. Um trecho do trailer multiplayer focou em um momento onde duas mulheres se despediam enquanto ouvimos soldados chegando ao fundo. Uma delas joga a outra da ponte para livrá-la do perigo e fica para encarar o seu trágico fim.

Na conferência da Microsoft tivemos mais detalhes. A primeira história terá uma protagonista feminina, e se chamará Nordlys. A garota é uma jovem da resistência norueguesa durante a invasão alemã. Grande parte do vídeo foi com ela causando estrago nas linhas inimigas, utilizando de armas pesadas a arremessos precisos de facas.

Nos momentos mais voltados à narrativa vimos a interação da personagem com o que parece ser sua família. O início, inclusive, foi com a seguinte frase: "Você precisa pagar um preço impensável para salvar não só você, mas também a sua família", sugerindo que a dose de drama será alta durante esse capítulo.

Reprodução
Protagonista da primeira campanha de Battlefield V Imagem: Reprodução

Multiplayer

O multiplayer é o foco mais uma vez. Dezenas de players serão divididos em times para competir em diversos modos de jogo, buscando pontos para subir de patente e comprar novos itens para seus personagens. David Sirlaind, produtor do multiplayer na DICE, dissecou os modos de jogo um a um. Confira como vai ser:

Operações grandiosas

Apesar do foco ter ficado no battle royale, por todos da indústria estarem fazendo a sua versão deste modo de jogo, a grande novidade de "Battlefield V" será as operações grandiosas. Esse modo é uma versão aprofundada do modo operações de "Battlefield 1", onde os jogadores se dividem em times para combater uns aos outros em momentos históricos da guerra.

A primeira operação grandiosa estará disponível para ser jogada poucas semanas após o lançamento e se passará na Noruega. O nome da operação será "nos ares", onde os jogadores do time de ataque deverão destruir canhões antiaéreos enquanto os defensores deverão protegê-los. Novas operações serão disponibilizadas nos meses seguintes ao lançamento do jogo.

A entrada da operação se dá dentro de aviões e os jogadores deverão saltar em meio ao fogo cruzado. Tudo se passará em três dias dentro do jogo, que durará mais ou menos uma hora no tempo real.

Dependendo da performance do time em cada dia, o seguinte será alterado, tanto na narrativa como no gameplay. O time que perder o dia anterior vai começar o próximo com menos munição e equipamentos, tendo dificuldades para sobreviver.

No dia final é que as coisas vão pro tudo ou nada. No chamado último esforço, que acontece caso algum time não ganhe já nos dois primeiros dias, jogadores só podem morrer uma vez, tendo portanto que ser cautelosos quanto à escolha da estratégia,  lutando ao máximo, até o último homem, para poderem sair vencedores.

Divulgação
Em operações grandiosas, os jogadores chegarão pelo ar em meio a combates aéreos Imagem: Divulgação

Conquista

O modo conquista é o clássico de "Battlefield". Dois times, vários locais para dominar no mapa e uma luta insana para sair vencedor. Os jogadores poderão tomar os espaços utilizando o cenário destrutivo, arrebentando construções com bombas e tanques.

O modo como o time posiciona sua artilharia e veículos faz toda a diferença. A ideia agora é deixar o jogo mais dependente do trabalho de equipe.

Ruptura

Nesse modo o mapa é dividido em várias partes, todas tomadas pelo time de defesa. Os jogadores do ataque tem que invadir esses pontos na ordem correta e ir tomando 1 a 1. Aqueles que jogaram BF1 já conhecem o modo, que lá era chamado de “Ruptura das Operações”

Dominação

Um modo parecido com o “conquista”, mas focado nas chamadas “infantarias de conquista”. Um mapa reduzido onde os jogadores também deverão disputar pontos de interesse.

Cada equipe por si

O mata mata clássico, descrito por Sirlaind como “Battlefield reduzido ao seu núcleo de combate”. A equipe que somar mais mortes será a vencedora.

Battle Royale

Embora seja o modo de jogo mais comentado no momento, foi o menos mostrado. Talvez por conta das regras serem bem claras e a DICE não mexer muito no formato. Ou talvez seja uma surpresa. A realidade é que no momento ainda não há o que prever.

Customização

Um dos focos do jogo será a customização do seu personagem. A ideia é fazer você se sentir dentro do campo de batalha, utilizando o estilo que mais combine com você. Segundo vimos nos trailers, você poderá customizar roupas, armas e corpo, podendo até mesmo utilizar as polêmicas próteses mecânicas no lugar de braços ou pernas.

Não sabemos ainda o quanto poderá ser conseguido apenas jogando ou comprando direto da loja, mas uma notícia positiva é a ausência de loot boxes, deixando mais fácil comprar ou conseguir a sua skin preferida.

Reprodução
Customização será um forte de BF V, bem como a escolha de sua classe Imagem: Reprodução

Monetização

Como dissemos anteriormente, a DICE afirmou que não vai utilizar de loot box como componente de monetização, você conseguirá o que quer diretamente. Outra boa notícia para os jogadores é que não haverá nenhum tipo de passe de temporada, garantindo que todos os jogadores tenham os mesmos mapas e oportunidades. No mais é o clássico pay to play, onde você deverá desembolsar uma quantia pelo game e aproveitar todo o seu conteúdo.

A pré venda de "Battlefield V" já começou para Windows PC, PS4 e Xbox One. A data de lançamento será 19 de outubro de 2018. Aqueles que tiverem o Origin Access Premier e aqueles que comprarem o pacote mais completo do jogo, também poderão jogar com alguns dias de antecedência.

Mais Jogos